Colocado em 12. Maio 2010 In Jubileo 2014

Rumo a 2014 – em aliança com a Austrália

Ingresa la bandera de Australiamkf. Dezessete de abril de 2010, 7:15h: a bandeira australiana entra procissionalmente no Santuário Original, onde já o conhecido cartaz chama a atenção dos fiéis presentes de que neste sábado a Santa Missa é celebrada pelas intenções de 2014, em aliança com a Austrália. E nesta mesma hora já cai a noite em terras australianas. Ainda que no Santuário Original não haja a presença de representantes da Família de Schoenstatt australiana, os participantes desta Santa Missa têm-na presente em suas orações, assim como nos símbolos que ornamentam o Santuário: a grande bandeira da Austrália e o cartaz. Desde dezembro de 2009, é celebrada aos sábados, pelas 7:15h, no Santuário Original, uma Santa Missa pelas intenções dos preparativos de 2014. E desde março de 2010, esta Santa Missa é outrossim celebrada respectivamente em aliança com um dos países em que Schoenstatt se encontra presente mediante a Aliança de Amor – e a lista por ordem alfabética abarca mais de 130 países.


Santa Misa, 17 de abrilSe o que celebramos em 2014 é a Aliança de Amor, então isto determina outrossim a definição dos países em que Schoenstatt se encontra presente, pois onde alguém selou sua Aliança de Amor, aí se encontra Schoenstatt.

“A Austrália é uma nação cunhada por emigrantes,uma vez ser grande parte da população constituída de emigrantes. Alguns já chegaram há muito tempo, outros posteriormente, terceiros ainda chegam e muitos demais a eles seguirão; esta nação é extremamente rica em sua multiculturalidade. A Austrália e sua Igreja católica são uma realidade multicultural, multiétnica e multilinguística. O mesmo sucede no Movimento Apostólico de Schoenstatt. Quando alguém visita o Santuário, logo observa esta heterogeneidade, esta multiplicidade – desde o vestuário até o modo de relacionar-se e de falar – tornando-se-lhe logo evidente de que tudo isso tem a ver, não somente com a sua própria cultura e realidade, senão que com outra realidade e cultura. E acho que tal heterogeneidade é do agrado de Nossa Senhora; pois pessoalmente creio que esta realidade multicultural é uma riqueza que Schoenstatt tem que utilizar e de que já faz uso, pois Nossa Senhora trabalha exatamente nesta direção”, palavras do Pe. Marcelo Aravena, que trabalhou vários anos na Austrália, em uma entrevista concedida há algumas semanas ao schoenstatt.de.

La bandera de Australia en el Santuario OriginalE, mesmo sem a presença de australianos, nesta manhã o Santuário Original mostrou algo desta multiculturalidade: nesta Santa Missa em aliança com a Austrália, participaram os membros da central de assessores da Alemanha, a Direção Internacional da União das Famílias ( que haviam expressamente alterado sua programação para participar desta Santa Missa) , duas senhoras da África do Sul, que, devido à nuvem de cinza provocada por vulcão islandês, não puderam regressar a seu país, jovens e Irmãs de Maria da Argentina.

O presidente da celebração, Pe. Franz Widmaier, recordou o Jubileu de Ouro da Família de Schoenstatt portuguesa, celebrada neste final de semana, e convidou todos os participantes a terem em suas orações bem presente a Polônia, que se encontra de luto pela morte de seu Presidente, assim como de tantos políticos, sacerdotes e sobreviventes da II Guerra Mundial, vitimas de um acidente de aviação.

E como sempre ocorre, finda a Santa Missa, todos os fiéis presentes renovaram a Aliança de Amor – um sinal do que ocorrerá em 2014: renovação da Aliança de Amor!

Um passo dado rumo a 2014

Na próxima semana ocorrerá outro passo decisivo rumo a 2014. Nos primeiros dias do mês de maio, mais precisamente, entre 2 e 7 de maio, cerca de vinte pessoas reunir-se-ão durante cinco dias com a Comissão 2014; trata-se de uma aplicação da Mensagem 2014 a uma peregrinação a ser empreendida a Schoenstatt, em 18 de outubro de 2014, e, em seguida, a Roma, assim quanto da preparação espiritual da Família internacional de Schoenstatt para este grande evento. O objetivo desta peregrinação visa a renovação da Aliança de Amor em sua força criadora missionária: para dentro, como renovação da Família, e para fora, na criação de uma cultura da Aliança. A tarefa desta Jornada de Maio é a aplicação da Mensagem 2014 a uma peregrinação com gestos concretos, atos simbólicos e elementos religiosos; trata-se de uma elaboração de um projeto para o Jubileu 2014, assim como para as comemorações de 18 de outubro de 2014, a ocorrer tanto em Schoenstatt quanto em Roma, além do triênio preparatório que terá início em 18 de outubro do ano em curso. Este projeto será depois enviado para as diversas Famílias de Schoenstatt nacionais para uma tomada de posição, antes de uma aprovação definitiva pela Presidência Internacional, a ocorrer provavelmente em julho deste ano.

Miembros de la Dirección Internacional de la Federación de Familias con el matrimonio MartinEste trabalho será realizado com base nos subsídios , reflexões e decisões conjuntas da Conferência 2014, condensadas em seu documento de encerramento, aprovado, em fevereiro de 2009, pela Presidência Internacional.

Assim, todos os participantes desta jornada recomendam estes dias de jornada à oração de todos, a fim de que conjuntamente possam planejar e descobrir como Nossa Senhora deseja que se realizem as comemorações da grande festa da Aliança de toda a sua família.

Em 24 de abril, a Santa Missa foi celebrada em aliança com a Família de Schoenstatt de Barbados, uma ilha situada no Caribe, onde Schoenstatt, como não poderia deixar de ser, opera e se encontra presente mediante a Mãe Peregrina de Schoenstatt. Em 1º de maio será celebrada a Missa em Aliança com a Família de Schoenstatt da Rússia Branca (Belarus), que será transmitida em direto, via SchoenstattTV; finda a Santa Missa, todos os participantes serão convidados para tomar o café da manha na Casa Marienau.

Schoenstatt Australia


Video: Jorgelina Jordá
Tradução: Abadia da Ressurreição, Ponta Grossa, PR, Brasil