Canadá

Colocado em 2022-08-02 In Dilexit ecclesiam, Vida em Aliança

Em plena Missa no Canadá, apareceu a imagem da Mater

CANADÁ / ARGENTINA, Claudia Echenique •

Na terça-feira, 26 de Julho, enquanto trabalhava em casa, comecei a observar “pelo canto do olho” noutro monitor a transmissão da peregrinação do Papa Francisco no Canadá. Fiquei tocada com a sua Homilia, mas fiquei ainda mais estremecida quando de repente vi uma imagem da Mãe Peregrina subindo acima de várias pessoas… A Mater estava lá! —

Foi uma celebração ao ar livre no Estádio da Commonwealth em Edmonton, onde participaram cerca de 60.000 pessoas, mas onde não havia faixas, bandeiras ou cartazes como noutros locais ou em outras visitas papais. Talvez seja por isso que fiquei tão impressionada com a visão daquela pequena e grande Imagem Peregrina a emergir entre o povo.

Filhos de uma história, artesãos de uma história

Canadá

Mónica Vega de Fiebelkorn com a Imagem Peregrina e as bandeiras da Argentina e do Canadá

Na Homilia que o Papa leu em espanhol e era traduzida para inglês, nesta festa de São Joaquim e Santa Ana, ele disse algumas frases que podem ser reflectidas a partir da história de uma pessoa, uma família, uma comunidade ou um movimento. Numa breve síntese, Francisco destacou:

 “Somos filhos duma história que devemos guardar (…) As nossas raízes, o amor com que fomos aguardados e que recebemos ao vir ao mundo, os ambientes familiares onde crescemos, fazem parte duma única história, que nos precedeu e gerou. Não a escolhemos nós, mas recebemo-la de prenda; é uma prenda que somos chamados a guardar (…) além de filhos duma história a guardar, somos artesãos duma história a construir (…) Avancemos juntos, sonhemos juntos. E não esqueçamos o conselho de Paulo ao seu discípulo Timóteo: «Recorda-te da tua mãe e da tua avó» (cf. 2 Tim 1, 5).

Lembra-te da tua Mãe… E Ela estava lá…

E alguns minutos depois, depois de ouvir este “Lembra-te da tua Mãe”, no meio do povo, uma imagem da Mãe Peregrina apareceu nas alturas. Felizmente, durou alguns segundos, o que me permitiu tirar uma fotografia para partilhar com os meus irmãos e irmãs de Schoenstatt.

No dia seguinte, fiquei surpreendida quando no relato do Instagram do Santuário de Schoenstatt de Villa Ballester, vi a mesma imagem com uma frase sobre impressa que diz “A Mater presente durante a visita do Papa ao Canadá”. Esta imagem foi em peregrinação desde a Argentina! Não compreendi bem como tinha viajado essa Imagem, apesar do facto de vivermos numa realidade socioeconómica na Argentina, onde muitas pessoas emigram para a Europa e também para os Estados Unidos e Canadá.

Comuniquei então com Stellita, que tinha feito a publicação e ela disse-me que esta fotografia foi tirada há aproximadamente 20 anos por Monica Vega e Guillermo Fiebelkorn, um casal argentino de La Plata, que emigrou para o Canadá e que semearam e continuam a espalhar Schoenstatt neste lugar.

Numa das fotografias que consegui capturar, Monica Vega pode ser vista com a fotografia e as bandeiras do Canadá e da Argentina nas mãos.

Desde Argentina contaron el origen de esa Imagen peregrina

Da Argentina, falaram da origem desta Imagem da Mãe Peregrina

Uma Família em formação com muitos migrantes

Assim, procurei mais informação e pude saber que Schoenstatt naquele país está em processo de formação, que conseguiram construir uma rede de schoenstatteanos em várias cidades, que estão ligados de forma virtual até para rezar em comum e que a maioria são migrantes de diferentes países como o Peru, Costa Rica e Argentina.

Esperamos agora que eles próprios, ao lerem este artigo, nos digam que passos já deram e como sonham em ser uma Família de Schoenstatt no Canadá.

Original: castelhano (31/7/2022). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.