Jornada Nacional de Dirigentes Costa Rica

Colocado em 2022-06-12 In Vida em Aliança

A missão é vida que se entrega

COSTA RICA, Elisa Velásquez Yépez •

A Jornada Nacional de Dirigentes realizou-se na Costa Rica a 4 de Junho, na Escola São Paulo em San Rafael de Alajuela, com o objectivo de integrar os Dirigentes dos diferentes Ramos e vocações pertencentes ao Movimento de Schoenstatt. Para o Padre José Luis Correa Lira, Assessor Nacional do Movimento, era importante para cada um dos membros do Movimento conhecer a riqueza da vida que se tem vindo a cultivar nos últimos dois anos. “A missão é a vida que se entrega“, Padre José Luis. —

Durante a época da pandemia, não foi possível realizar pessoalmente a Jornada de Dirigentes. Contudo, isto não foi um obstáculo para que a Escola de Dirigentes se realizasse, pela primeira vez de forma virtual, e continuasse no caminho da auto-formação dos líderes a fim de crescer com qualidade nas diferentes Dioceses do país.

A reunião começou com a Santa Missa oficiada pelo Bispo de Cartago, Mons. Mario Quirós e concelebrada pelos Padres José Luis Correa e Eduardo Aguirre. Na Homilia de D. Quirós, algumas mensagens ecoaram nos corações dos participantes: ” …somos chamados a amar e a servir“, ele, na sua própria experiência com o Movimento, sente que: “vimos o rosto de Jesus em Schoenstatt”.

Jornada Nacional de Dirigentes Costa Rica

Formação, auto-educação, oração

O Pe. José Luis proferiu então uma palestra na qual convidou os dirigentes a equilibrar a vida de formação e auto-educação com a vida de oração. Em referência à formação, salientou que é a base do crescimento de qualidade, que os dirigentes devem ser formados formalmente nos objectivos e pedagogia do Movimento e participar em cursos relacionados com as suas vocações e apostolados, cultivar o seu carácter, auto-educando-se sem perder de vista a pausa, tão necessária para se poder ouvir a mensagem que as vozes do tempo e do ser nos transmitem. O apelo aos Dirigentes costarriquenhos é: “Luta contra o activismo do mundo actual”.

Onde nasceu nova vida

Oito testemunhos de diferentes Ramos foram partilhados pessoalmente e virtualmente.

Flora Rojas e José Luis Campos estão a abrir o caminho em San Carlos. Eles motivam e apoiam as paróquias que foram abrindo as suas portas para que os Madrugadores, a Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, grupos de casais, grupos de homens e de mães possam ser formados. Isto tem acontecido nos últimos dois anos.

Foram partilhadas iniciativas, tais como o reencantamento matrimonial, casais jovens, o regresso dos noivos – agora maridos e esposas – que acompanham os novos grupos da Pastoral de Noivos.

A Liga Apostólica Feminina abre um espaço para mulheres profissionais solteiras onde podem viver os princípios e valores da fé católica com mulheres com os mesmos anseios e desafios profissionais. O Ramo das Senhoras (Mães) também surgiu abrindo espaços para mães trabalhadoras que precisavam de um grupo de vida que pudesse ser realizado à noite, e finalmente, os cavalheiros do Ramo dos Homens e dos Madrugadores que vivem o seu amor pela Mãe, saindo para evangelizar nos seus ambientes de vida e sendo modelos de oração e de serviço nas paróquias.

Os actuais desafios de Schoenstatt

A Jornada perguntou aos participantes quais são os actuais desafios para Schoenstatt na Costa Rica. Em resumo, foram apresentados quatro grandes desafios: crescimento com qualidade e profundidade, comunicação com os jovens e as novas gerações, virtualidade e integração entre os Ramos, e uma aproximação às paróquias para dar a conhecer Schoenstatt e a sua pedagogia.

O lema deste ano, baseado nas palavras do Pai Fundador, José Kentenich, foi formulado como: “Quanto maior for o desafio exterior, maior será o crescimento interior“.

Fotos: Amparo Ruiz, Elisa Velásquez Yépez

Original: espanhol (11/6/2022). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa,Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.