Italia

Colocado em 2021-10-24 In Vida em Aliança

No Ano “Família Amoris Laetitia” Schoenstatt reflete sobre o significado de ser família

ITÁLIA, Marie- Christine Jeannenot e Pamela Fabiano •

No passado sábado, 16 e Domingo, 17 de Outubro, realizou-se em Roma, no Centro Internacional de Schoenstatt de Belmonte, a 17ª Jornada Nacional do Movimento de Schoenstatt em Itália: um encontro rico em eventos e partilhas sobre o tema da família, neste Ano especial dedicado pelo Papa à Família.

Na vigília de sábado, dia 16, os participantes chegaram de algumas regiões, mas não de todas, devido às restrições causadas pela pandemia.

Numa atmosfera alegre, mas de recolhimento espiritual, realizou-se uma noite em que o ano 2020/2021 foi revisto através de factos e temas importantes para a sociedade, para a Igreja e para o Movimento em Itália.

Graças à criatividade da Juventude Feminina, com um noticiário televisivo transmitido no salão (e em streaming para quem estava ligado à distância), foram apresentados a Missão da Páscoa, o Projecto Social “Armário de Katharina”, o Sínodo sobre a Sinodalidade e o próximo Encontro Mundial das Famílias 2022. Um momento de oração concluiu a noite.

No dia seguinte, ao chegar ao Santuário, Isabella e os outros voluntários receberam todos com um maravilhoso buffet (café, croissants, e todo o tipo de doces) e também o Pe. Marcelo Cervi, Reitor de Belmonte, saudou todos com alegria…Muitos participantes vieram de Emilia Romagna, Toscânia, e Lazio. Também estiveram presentes os Padres e Irmãs de Maria, a União Italiana de Famílias, alguns seminaristas hóspedes do Colégio Mater Ecclesiae , muitos peregrinos da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, para não mencionar aqueles que estavam ligados através de streaming (“longe mas ligados” graças às novas tecnologias).

Italia

Um tempo de crise mas também de oportunidade

O Pe. Facundo Bernabei, Director do Movimento de Schoenstatt em Itália, saudou e abençoou todos no início do encontro, recordando o lema escolhido no ano passado e propôs novamente: ” De coração a coração e de país a país“, extraído do livro”Rumo ao Céu” (563) do Padre Kentenich:

“Vem: Medianeira dos dons e graças,
o Senhor e Tu sejam os convidados!
Cria um íntimo vínculo familiar
de coração a coração
e de país a país”

O Pe.Facundo convidou todos a reflectirem sobre o valor do lema na actual situação pandémica. Este é um tempo de crise mas também um tempo de oportunidade, de mudança, em que o Senhor chama cada um de nós a transformarmo-nos. “De coração a coração, de país a país” reflecte a exortação do Papa Francisco para uma Igreja em saída e não fechada sobre si mesma. Somos chamados à fraternidade universal, como sugere a encíclica “Fratelli Tutti”.

Durante a 75ª Sessão da Assembleia Geral da ONU (25 de Setembro de 2020), o Papa Francisco já tinha salientado o quanto a pandemia nos exorta “a aproveitar este tempo de provação como um tempo de escolha… o tempo para escolher o que conta e o que passa, para separar o que é necessário do que não é” porque “não podemos viver sem o outro, ou pior ainda, um contra o outro”.

A crise pandémica teve um forte impacto na vida e comportamento das pessoas (são bem conhecidas as estatísticas do ISTAT sobre a queda acentuada dos casamentos e o aumento das dificuldades laborais e sociais). A unidade familiar, em particular, está ameaçada e a precisar de renovação para o bem da própria sociedade.

O símbolo da árvore da vida

O Padre Facundo evocou o símbolo da árvore da vida, cuja semente é fecunda, cresce e se desenvolve. O Movimento de Schoenstatt, como esta árvore, também cresce como Família acolhedora e aberta – graças aos seus percursos, experiências, grupos, iniciativas apostólicas e sociais – ou não? A esta questão, o Director acrescentou que a palavra-chave para fazer um discernimento válido deve ser unidade, permanecendo ao mesmo tempo na diversidade e originalidade de cada um.

Este momento de reflexão foi seguido por alguns testemunhos: Giacomo Brunelli e Laura Canzanese partilharam como Nossa Senhora mudou as suas vidas e como Ela age na sua família. O encontro do Terço no Santuário Cor Ecclesiae todas as quartas-feiras é um momento privilegiado para eles como casal. Francesca e Paolo Forte relataram o seu caminho de fé com Maria na sua família, nas suas alegrias e dificuldades: a recente bênção do Santuário-Lar “da confiança e do acolhimento” foi para eles uma experiência de vida forte e comovente.

Durante a celebração da Missa, alguns símbolos importantes para o Movimento estiveram presentes em frente ao altar, a Coroa Delta de Belmonte (com as impressões dos Padres diocesanos de Schoenstatt), e os logótipos do Sínodo 2021/2023 e do “Ano da Família Amoris Laetitia”.

Após a celebração da Missa, Irene Giannini (do grupo toscano) fez a sua Aliança de Amor como nova missionária, rodeada pela sua família e amigos. Depois do almoço, a oração do Terço e a Adoração Eucarística concluíram o encontro.

Como pudemos experimentar durante este fim-de-semana de 16 -17 de Outubro de 2021, o Movimento de Schoenstatt em Itália é uma Família e uma bela “árvore da vida” que está a crescer, em unidade na diversidade, tal como aquela semente de mostarda de que fala São Marcos (Mc 4, 31-32): É como um grão de mostarda, que é a menor semente que se planta na terra. No entanto, uma vez plantado, cresce e se torna uma das maiores plantas, com ramos tão grandes que as aves do céu podem abrigar-se à sua sombra”.

Italia

Original: italiano (22/10/2021). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *