Federacion de hiombres

Colocado em 2021-09-15 In Vida em Aliança

A União de Homens para o mundo de hoje

CHILE, Nicolás Bär Armstrong •

“Como assim, outro grupo está também a pensar em fundar a União de Homens? Esta foi a reacção de vários jovens profissionais, com cerca de 30 anos, quando no início de 2008 manifestaram o seu interesse em iniciar a União no Chile. —

Voltando ainda mais atrás no tempo, foi em 1919 quando um grupo de homens em Hoerde, Alemanha, lançou as bases do que viria a ser a União Apostólica que deu origem ao Movimento Apostólico de Schoenstatt. E embora ao longo das décadas várias Uniões se tenham desenvolvido em diferentes partes do mundo, foi apenas em 2008 que a União de Homens foi fundada, pela primeira vez fora da Europa, em Santiago do Chile.

Federaciòn de Hombres

Os dois primeiros Cursos

“Eu não conheço nenhum deles”, pensaram esses trintões quando os nomes dos membros do outro grupo lhes foram mencionados. Eram pessoas em média 20 anos mais velhas, com histórias e vinculações diferentes em Schoenstatt, mas que partilhavam a mesma aspiração que os seus congéneres mais jovens: ser uma comunidade apostólica federada de líderes leigos ao serviço da Família de Schoenstatt e da Igreja no seu trabalho de evangelização da cultura e do mundo.

Os mais velhos tornaram-se o Curso 1 da União nascente, e os mais novos o Curso 2. Esta harmonia de desejos e ideais, juntamente com a notável sincronicidade do tempo em que os acontecimentos ocorreram, deixaram claro que Deus estava a abrir uma porta para algo grandioso. E o resultado criativo que emergiu a partir desse momento confirmou a intuição.

O marco fundador foi a primeira reunião dos dois grupos em 30 de Agosto de 2008 no Santuário de Bellavista. Desde então, foram criados dois outros Cursos, elevando o número actual de membros para 27. A partir deste impulso, os homens na Argentina também responderam a este apelo vocacional: até à data existem três Cursos no país argentino, os primeiros dois já com a sua Primeira Consagração, e um terceiro no seu primeiro ano de formação.

Novo Chefe e novos Conselheiros

Ignacio Torres

Ignacio Torres

No último sábado de Agosto, juntamente com a celebração do décimo terceiro aniversário da União, teve lugar a segunda parte de um Congresso que, teve início em Janeiro e durará até Janeiro de 2022. O Congresso procura amadurecer e avaliar a experiência destes anos e olhar para o que Deus nos convida a fazer no futuro. Os objectivos são avançar na definição do nosso estilo em três campos fundamentais: vida interior, vida comunitária e acção apostólica; examinar o caminho para a autonomia e decidir sobre o caminho para os próximos anos.

Nesta ocasião, realizaram-se as eleições da nova Direcção. Durante uma Liturgia emocionante no final do dia, o Chefe da União desde o início, José María Fuentes, do Curso 1, entregou a chefia a Ignacio Torres, do Curso 2. Ignacio será acompanhado por José María Fuentes, Matías Lira, José Miguel Arévalo e Julio Zepeda como membros do Conselho.

O que tem a Mãe em mente para a União nos próximos anos? Não é obviamente possível dar uma resposta clara a esta pergunta. No entanto, as palavras de José Kentenich em Bellavista a 31 de Maio de 1949 ressoam fortemente: “…daqui tarefas sagradas, ou seja, tarefas que santificam, serão serão colocadas sobre ombros frágeis”.

 

Fonte: Vínculo, ed. Setembro de 2021. Com autorização dos editores.

Original: espanhol (14/9/2021). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *