P. Heriberto King

Colocado em 2021-08-15 In Schoenstatteanos, Vida em Aliança

Pe. Heriberto King: “…que esse início fosse verdadeiramente federativo”

Pe. Maximiliano Bartel, Homenagem ao Pe. Heriberto King pelo seu aniversário, pela Região “Padres del Plata” da União dos Sacerdotes de Schoenstatt •

Há algumas semanas atrás, o Pe. Heriberto King sofreu um AVC que o deixou com graves secuelas. No dia 12 de Agosto celebrou o seu 82º aniversário. Esta é mais do que razão para a região “Padres del Plata” da União dos Sacerdotes de Schoenstatt recordar a história vivida com ele, que eles consideram ser o fundador da sua comunidade. —

 

A região “Padres del Plata” da União dos Sacerdotes de Schoenstatt, tendo em conta a situação de saúde do Padre Heriberto King, une-se a toda a Família em oração e acompanhamento nesta etapa que ele atravessa e, queremos fazer presente a nossa especial vinculação à sua pessoa e missão, uma vez que o consideramos o fundador da nossa região, dada a nossa história desde os anos do seminário.

Começa com os Padres Guillermo Spelthahn e Heriberto King, membros da geração fundadora do Instituto dos Padres de Schoenstatt, que foram ordenados por Monsenhor Plaza e permaneceram em La Plata cumprindo tarefas pastorais.

Nomeado director espiritual do Seminário Menor de La Plata em Abril de 1969, Guillermo Spelthahn começou a formar um primeiro grupo de seminaristas, do qual, de diversas formas, emergiria toda a coluna de sacerdotes diocesanos na Argentina. A Aliança de Amor comunitária foi selada a 10 de Outubro de 1971 com o ideal de “Semina”. O Pe. Guillermo assumiu também a tarefa de capelão do Colégio San Luis, onde nasceu a Juventude Masculina da Família de La Plata, com alguns dos primeiros jovens como J. P. Catoggio, entre outros.

Início de um caminho criativo

P. Heribert King

Embora o Padre Heriberto, formador e professor no Seminário Maior, tivesse colaborado com a fundação de G. Spelthahn desde o início, quando este se mudou para Buenos Aires, assumiu a assistência do movimento dos seminaristas, com participantes principalmente dos Seminários de Rosário e La Plata.

Após a primeira Ordenação de um dos estudantes que participavam nestes encontros, Alberto Meroni (8 de Setembro de 1973), a questão de como continuar o cultivo da vida na condição já não muito distante de sacerdócio começou a ser levantada por alguns.

Face à possibilidade de opção pela União, o Pe. King comprometeu-se (como acompanhante da candidatura de um primeiro Curso) a enveredar por um caminho necessariamente criativo, uma vez que, este foi o primeiro caso fora da Alemanha.

Ele próprio estabeleceu contacto com o território alemão (quando o seu presidente veio para a primeira incorporação a 2 de Fevereiro de 1978, fê-lo com um mandato especial da Presidência Geral da Obra de Schoenstatt) e recebeu um encorajamento especial do Pe. Menningen, que insistiu em tornar este início “verdadeiramente federativo”.

O trabalho de Heriberto foi muito além do trabalho habitual de um acompanhante de Curso no âmbito de uma comunidade já existente. Devido à sua participação na fundação do Ramo dos Seminaristas, à sua convivência no Seminário de La Plata, à sua actividade docente e como director espiritual e, sobretudo, à novidade do nosso início, ele deve ser considerado o verdadeiro fundador da nossa Região, logicamente com a actividade co-fundadora dos membros do primeiro Curso.

P. Heriberto King, con el P. Kentenich

Pe. Heriberto King: o Mestre

E, é especialmente importante valorizar a sua actividade docente com todos os seminaristas, que tão pouco se reduziu a um quadro meramente académico, mas que incluiu uma abertura ao pensamento mais profundo do Padre Kentenich, nomeando-o poucas vezes, mas enfaticamente no sentido de “a síntese de todas as formas de espiritualidade, que configura uma nova e peculiar criação num plano de superação” (Epístola Perlonga). Após o seu regresso à Alemanha, continuou a acompanhar o crescimento da nossa comunidade através da sua participação em numerosas conferências, palestras e, sobretudo, porque pudemos acompanhar de perto a sua profunda pesquisa e divulgação do pensamento e da vida do Padre Kentenich. Desta forma, os Cursos seguintes na nossa Região também foram influenciados por ele através de várias formas de acompanhamento e educação.

Significativamente, no seu último encontro com a região, pudemos celebrar com ele o 50º aniversário do Quarto Marco [1]. Muitas outras experiências poderiam ser desenvolvidas, mas valha esta declaração como uma homenagem de toda a nossa Região ao fundador e professor, Heriberto King, que tornamos pública na celebração do seu 82º aniversário e, em gratidão pelo presente da sua vida e missão.

 

Homenagem ao Pe. Heriberto King


[1] O “quarto marco” da história de Schoenstatt é o 22/10/1965, quando Paulo VI ratificou a decisão do Santo Ofício de entregar a “Causa Kentenich” à Congregação dos Religiosos, após 14 anos de separação da sua fundação.

Fotos: © Região “Padres del Plata” da União de Sacerdotes de Schoenstatt

Original: espanhol (12/8/2021). Traduçâo: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *