Parallele-Heiligtum

Colocado em 2021-05-08 In Vida em Aliança

Obrigado pelos 50 anos – A Família de Schoenstatt de Eichstätt celebra o Jubileu

ALEMANHA, Ir. M. Elinor Grimm •

Um casamento real no início do dia – um jovem da Juventude Masculina de Schoenstatt (JM) casou com a sua Kathi – e no final, mesmo a tempo após a celebração da Coroação no dia 1 de Maio: gotas de chuva! Foi assim que a celebração da Coroação foi enquadrada no Santuário Paralelo em Kösching, perto de Ingolstadt. —

Nos outros anos, havia sempre cerca de 2.000 peregrinos no dia 1 de Maio, mas a pandemia tirou um zero. Apenas 200 foram permitidos em redor do Santuário. Os números e os textos não foram suficientes. Os “convidados da cerca” espalhados pela floresta e prados. Assim, pelo menos as crianças pequenas tiveram uma boa oportunidade para brincar.

Sem cânticos, mas com muita música

Sete sacerdotes celebraram com o Reitor da Catedral, Alfred Rottler, e o Director do Movimento de Schoenstatt na Alemanha, Pe. Ludwig Güthlein, que não perdeu a oportunidade de vir à sua Diocese de origem para esta celebração.

Embora não lhes fosse permitido cantar, a banda KoLan de Kösching acompanhou a Missa solene com cânticos rítmicos para sua alegria e para nossa. A Missa da Coroação não foi feita por Mozart, mas foi acompanhada por um belo concerto de pássaros. Afinal de contas, estávamos no meio da floresta, debaixo das faias. Para a celebração da Coroação que se seguiu, tivemos o nosso próprio conjunto composto por duas Irmãs de Maria e um antigo membro da Juventude Masculina, agora pai de três filhos. Tocou a música no piano eléctrico com grande entusiasmo, acompanhado pela Irmã M. Bernadette na sua flauta transversa.

Durante o Ofertório, os representantes dos Ramos trouxeram os seus presentes. Quão feliz estava a Rainha? E as crianças ficaram ainda mais felizes quando as famílias trouxeram o seu presente: uma pequena caixa de areia. O novo parque infantil está planeado para ser instalado perto da Casa de Reuniões.

Uma vez mais, foram apresentados a Coroa e o Ceptro, símbolos que costumavam estar expostos na área de entrada do Centro de Educação Juvenil Haus Sonnenau. Depois de um “Sonho de Bela Adormecida”, em breve encontrarão, novamente, um lugar digno na Casa da Juventude. Isto foi o que Elisabeth da Juventude Feminina prometeu. Uma “coroa de fogo” foi trazida por Lucas, da Juventude Masculina; este presente ardente da Juventude Masculina do México anda em peregrinação entre os jovens. Com Ela vinculam a sua petição para uma relação ardente com Maria.

Além disso, uma breve e atractiva Oração de Coroação e um cântico de Coroação contemporâneo foram criados durante o tempo de preparação.

A “Coroa das Contribuições”

O broche de ouro foi a “Coroa de Contribuições” que tinha sido preenchida e decorada durante semanas no Santuário com presentes preciosos – pedras brilhantes (Capital de Graças). Numa “folha sob a forma de coroa” podia escrever-se o presente para a Rainha e também as petições. Tudo isto acabou na Talha do Capital de Graças.

Outro discreto mas, importante presente, deve ser mencionado: o selo com os símbolos de cada sub-comunidade da Diocese, que tem o seu lugar na parede do Santuário. O orador expressou o que é a preocupação de todos: “Reforçar a nossa união! Aceita a nossa entrega e o nosso compromisso. Escolhe bons colaboradores de todas as gerações”.

Parallele-Heiligtum

Gratidão, confiança, entrega

Durante a celebração da Coroação, que foi marcada pelas palavras-chave de gratidão, confiança e entrega, os representantes de outras Dioceses da Baviera puderam também expressar-se, tal como o fizeram há 50 anos atrás. Nessa altura, eles intervieram pela primeira vez na Coroação.

O Cónego Padre Martin Emge, presidente da Família de Schoenstatt em Bamberg, confessou que tinha aprendido com o povo de Eichstätt a escolher a Mãe Três Vezes Admirável como Padroeira e soberana.

O Director do Movimento, Padre Ludwig Güthlein, na sua Homilia inspirou-se nas três coroas para três impulsos espirituais. Propôs-nos que reflectíssemos sobre o que o Espírito Santo quer fazer hoje entre nós. Ele está no meio de nós, podemos ter a certeza disso. É necessário ousar começar de novo, colocando a nossa confiança na Rainha. Colocamo-nos à Sua disposição tal como estamos, mesmo na nossa impotência. Através da pandemia tivemos novas experiências de Igreja, formámos uma Igreja doméstica. É necessário aprofundar isto.

Através de possibilidades digitais, pudemos, de todas as partes do mundo, encontrar-nos uns com os outros. Mas será que também aprendemos a encontrar-nos na vida real?  Colocou esta pergunta. Nossa Senhora poderia ajudar-nos a apreciarmos mais os encontros reais. Ela poderia também reavivar em nós a visão da origem, o entusiasmo dos primeiros dias na fase de construção.

Vejamos também o que ficou por cumprir

Na Aliança de Amor com a Mãe, podemos olhar para a tradição, mas também podemos ousar fazer algo novo com a sensibilidade da juventude: “Ser coroas vivas”, diz a Juventude Feminina. Na Juventude Masculina há uma ronda de coroação, que nos foi explicada na reunião dos dirigentes. O nosso Fundador chamou às famílias “fundação e coroa” da Obra de Schoenstatt, uma grande exigência, mas também uma grande confiança. É importante que, neste dia da Coroação, nos deixemos inspirar pessoalmente para um novo começo no Espírito Santo.

O Padre Güthlein trouxe de presente a “bandeira da novena de Pentecostes”, cujo motivo é a cena de Pentecostes do interior do Tabernáculo nos Santuários de Schoenstatt.

No final da celebração, mais coroas poderiam ser admiradas. No concurso de pintura, algumas das crianças de três ou quatro anos de idade criaram verdadeiras obras de arte. Foram criadas coroas magníficas, algumas decoradas com pedras coloridas. Ainda podem ser admiradas no Santuário.

Padroeira da Baviera

“A comunidade de peregrinos terminou a celebração, belamente enquadrada pela banda KoLan, com uma Oração de Consagração à Padroeira da Baviera, como faz todos os anos o Hino bávaro tocado instrumentalmente deu o toque final à celebração. Infelizmente, devido à pandemia, não fomos capazes de nos reunir”, disse alguém da equipa de preparação. “Mas todos ficaram felizes por o Jubileu ter sido possível, pelo menos sob esta forma, e todos estão ansiosos por se encontrarem novamente depois do coronavírus, sem manter a distância, para comer e conversar no Centro de Schoenstatt.

Não sem a tradicional chuva

Já no final da cerimónia de coroação começou a chover. “Não poderia ter sido de outra forma”, disse o director do Movimento, “porque há cinquenta anos e noutros acontecimentos importantes no Santuário Paralelo, tinha sempre chovido até agora. Mas a chuva nunca impediu as pessoas de se aproximarem de Maria, especialmente na festa da Padroeira da Baviera. E, com um sorriso, acrescentou: “Caso contrário, a celebração não teria sido válida na tradição do Santuário Paralelo”.

Um belo e régio ramo de flores para a Rainha foi a cereja no topo do bolo do dia da coroação. O ramo de flores foi entregue na casa das Irmãs por um cavalheiro de Kösching. Tudo isto são testemunhos de amor à Mãe Santíssima, Rainha de Maio.

Parallele-Heiligtum

Uma preparação intensiva

Desde o Advento, a Família de Schoenstatt ao redor do Santuário Paralelo tinha vindo a preparar-se para este dia. A 6 de Abril de 2021, a fase intensiva começou com uma peregrinação à Catedral de Nossa Senhora de Ingolstadt à Imagem de Graças da Mãe Três Vezes Admirável, não pelo coronavírus, mas pelas duas coroas que foram colocadas na Imagem de Graças em Ingolstadt desde o Ano Mariano de 1954. Depois que os artistas não as acharam adequadas para a Imagem icónica, acabaram no cofre do tesouro da Catedral.

Monsenhor Maurer recebeu-o há 50 anos como empréstimo permanente. Desta forma, a relação entre a Capela de Schoenstatt e a Imagem de Graças em Ingolstadt é belamente expressa.

Na nova Imagem da coroação, explica-se o contexto histórico:

As duas coroas “são … simbolos de um património histórico”. No século XVII, um grande Movimento de renovação emanou de Ingolstadt através do Padre Rem. O Pe. Kentenich soube disto em 1915 e, convencido de que um Movimento de renovação religiosa semelhante poderia emanar, hoje, dos Santuários de Schoenstatt. Na moldura luminosa que rodeia a imagem de Maria, “Ingolstadt” lembra-nos este paralelismo. O título ‘Mater ter admirabilis’ (Mãe Três Vezes Admirável) foi também adoptado para a Imagem de Graças em Schoenstatt”.

Certamente todos estarão gratos e de acordo com o refrão do novo Hino da Coroação: “Maria, o céu e a terra tocam-se no Santuário“. Maria, dás-nos abundantes bênçãos no Santuário. Envia-nos,estamos prontos. Pede ao Espírito Santo.

Parallele-Heiligtum

Original: Alemão (2/5/2021). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *