P Tiago

Colocado em 2021-01-08 In Schoenstatteanos, Vida em Aliança

Em agradecida memória ao Pe. Tiago Frescata

PORTUGAL/ARGENTINA, Pe. Alberto Eronti •

“Vi que o anúncio da partida do Padre Tiago Frescata saiu em schoenstatt.org, isto deu-me a ideia de lhe enviar o que escrevi para a Família de Lisboa no caso de lhe ser útil”, escreveu o Padre Alberto Eronti na tarde de 7 de Janeiro a Monina Crivelli. Em tempos anteriores, o número de visitas ao túmulo de uma pessoa falecida falava da sua reputação de santidade. O número de condolências, saudações e lembranças que o Padre Tiago recebeu nas horas após a publicação do artigo por ocasião da sua morte, fala da sua fama de sacerdote e Padre de Schoenstatt querido, amado e fecundo. —

Publicamos com grande gratidão o que foi escrito pelo Pe. Alberto Eronti, que baptizou Tiago Frescata há 48 anos e esteve presente na sua Ordenação Sacerdotal em 2004.

Partiu seguindo a Estrela                             

Quando a notícia da Páscoa do Pe. Tiago chegou esta madrugada, um pensamento e uma memória vieram-me à mente. A ideia era: “ele partiu seguindo a Estrela“. É a Estrela que marcou toda a sua vida: Maria, a Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt. Seguir esta Estrela é ter a certeza de ser, como expressa o Padre José Kentenich, “submersos na profundidade de Cristo“. Esta é a experiência de vida do Pe. Tiago.

A memória. Há anos, após o funeral de um parente, fui cumprimentar e abraçar a sua mãe idosa viúva, que não tinha podido comparecer. Após a saudação e o silêncio que se seguiu, ela levantou a cabeça e sussurrou-me: “Perder um marido é muito difícil, mas perder um filho é algo que a fere as entranhas”. Depois acrescentou: “Esperamos que os pais partam primeiro, mas não estamos preparados para que um filho parta”.

Sempre me senti muito ligado a ele, ainda mais quando, ele decidiu tornar-se sacerdote do Monte Sião. Desde que soube da sua doença, acompanhei o Pe. Tiago e os seus pais e família com a minha oração de súplica, a única coisa que podemos fazer numa situação como esta. Eu sabia que a notícia da sua partida poderia chegar a qualquer momento. Hoje esse momento aconteceu e eu “ouvi” dentro de mim, como o disse aquela mãe, as palavras de Deus pronunciadas pelo profeta: “Ai de mim, minhas entranhas, minhas entranhas!” (Jeremias 4,19).

Uma bênção para muitos

Tive a graça e a alegria de ter baptizado o Pe. Tiago, assim como, graças à extrema delicadeza dos seus pais, de o assistir e acompanhar na sua Ordenação Sacerdotal. O seu recém estreado sacerdócio teve um impacto no meu, como uma força de amor jovem e esperançoso .

O seu rosto sempre juvenil e sorridente, o seu ser e fazer sacerdotal, as suas horas de dedicação servindo, incansavelmente, aqueles que o Pai lhe tinha confiado, como fez Jesus, são características que permanecerão em nós. Cientes de que “o seu ser e a sua vida tiveram repercussões” sobre aqueles que vieram ter com ele, hoje podemos dizer, não sem dor mas, com serena alegria, que o Padre Tiago foi “uma bênção para muitos“. Claro que sentiremos a sua falta, mas nada apagará o seu sorriso, a expressão de uma alegria que brotava da sua alma.

Depois de um ano, 2020, em que a nossa Família de Sião experimentou a partida de irmãos muito queridos, este 2021 começa com a partida do Pe. Tiago. Uno-me às orações de todos pelo seu descanso eterno. Ao mesmo tempo, peço-lhe que suplique ao Deus Amor e à nossa Mãe para que aqueles de nós que, ainda estamos em peregrinação possamos um dia chegar à “Casa do Pai“, onde “há um lugar para todos“. Será o momento do reencontro, onde não haverá “choro, nem morte, nem separação”.

Abraço os seus irmãos de curso, os seus pais aos quais estou ligado por um profundo afecto, toda a sua família e a Família de Schoenstatt de Lisboa, onde nasceu e cresceu a sua vocação. Que a nossa Mãe o embale, como ao seu Menino muito amado. Ámen!

Pe. Alberto E. Eronti, 7 de janeiro de 2021

Recordando o Pe. Tiago Frescata

Original: Espanhol (8/1/2021). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , ,

3 Responses

  1. Ontem a sua mãe disse-me:”os filhos não são nossos”. Ela, neste filho, ofereceu tudo o que de melhor tinha, a Deus Pai, à Mater, à Comunidade dos Padres de Schoenstatt, ao mundo…” Deu tudo até o desprendimento total da sua vontade, dos seus sonhos e expectativas…. Obrigada. Obrigada Pe Tiago pelo teu exemplo de vida

  2. Que descanse em paz Padre Tiago Frescata. Tive o privilégio de conhecer-lo e sei da sua busca por um homem novo que já se encontra nos braços de Deus. Meus sinceros sentimentos a seus familiares, aos Padres de Schoenstatt e a toda família de schoenstatt.

  3. Mais um irmão em Sião e na Aliança que parte ao céu.. que a comunhão com o Pai do céu que o Pe. Tiago experimenta seja fecunda para toda a nossa Família de Schoenstatt do mundo inteiro, especialmente, para a nossa Juventude.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *