Costa Rica matrimonios jovenes

Colocado em 2020-12-05 In Vida em Aliança

Grupos de jovens casais enchem-nos de esperança

COSTA RICA, Margarita de Escorriola •

Torna-se indispensável o acompanhamento dos esposos nos primeiros anos de vida matrimonial, para enriquecer e aprofundar a decisão consciente e livre de se pertencerem e amarem até ao fim.” (AMORIS LAETITIA 217). Em resposta ao apelo do Papa Francisco para se acompanhar os jovens durante os primeiros anos de vida matrimonial, o Movimento de Schoenstatt da Costa Rica iniciou este ano cinco grupos de jovens casais, sendo esta a segunda geração, desde que os primeiros cinco grupos foram formados em 2019.—

No final do primeiro ano, os monitores destes grupos reuniram-se no Santuário, juntamente com o seu Assessor, Padre José Luis Correa, para entregarem à Mãe  todo o trabalho que tinham feito, contribuindo para o Capital de Graças com toda a leal doação de si mesmos, os desafios que enfrentaram, e os frutos abundantes que obtiveram.

Depois reuniram-se na Casa do Movimento para avaliarem este primeiro ano, para partilharem experiências positivas e expectativas para o próximo ano.

Agentes da mudança

Durante este encontro, os monitores concordaram que, se sentem afortunados por poderem acompanhar estes jovens casais e que, se sentem surpreendidos pelo empenho e desejo que, neles existe, de formarem famílias próximas de Deus.

A este respeito, Martin Crivelli (monitor de um grupo) disse: “A experiência generalizada sobre os jovens casais é que, sentimos que eles nos surpreenderam com a abertura que transmitiram desde o primeiro dia. O nível de capacitação e empenho nos temas tratados, as ferramentas tecnológicas para transmitirem as suas apresentações, a praticidade e a dedicação, são alguns dos factores que temos de aprender e aproveitar para formar novos líderes no caminho de Deus. Este tipo de aprendizagem que nos deixam, são experiências que temos de comunicar, exteriorizar com todos os que nos rodeiam para que, todos saibam que eles são “realmente” agentes de mudança, os nossos futuros professores.

Enchem-nos de esperança

No mundo de hoje que exorta os jovens a não se comprometerem, e a juntarem-se à “cultura do descarte”, encontrar tantos casais jovens que querem começar a sua vida de casados empenhados em crescerem dentro de um Movimento católico enche-nos de esperança… a nossa fé num mundo melhor inflama-se e sonhamos com uma nova sociedade onde a família e a vida terão, de novo, o seu lugar fundamental.

Encontrámos solo fértil e o nosso Movimento está presente com todo o seu carisma e pedagogia para acompanhar estas novas famílias a florescerem.

Sem dúvida, os grupos de jovens casais de Schoenstatt enchem-nos de esperança!

 

Original: espanhol (3/12/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *