Requiem Ernest M. Kanzler

Colocado em 2020-12-31 In Ano de S. José, Schoenstatteanos, Vida em Aliança

Como um novo José. Um réquiem de Natal para Ernest M. Kanzler

SCHOENSTATT, María Fischer •

Quando um membro da Presidência Internacional morre, a notícia corre pelo mundo, o pêndulo entre a unidade e a diversidade (em preferências apostólicas, opiniões, escolhas vocacionais) balança muito fortemente em direção à unidade: estamos aqui, acompanhamos aqueles que sofrem, apoiamos solidariamente, mesmo que seja no período das festas de Natal e que estejamos confinados pelo coronavírus.  Na noite anterior à noite de Natal, Ernest M. Kanzler, Superior Geral do Instituto dos Irmãos de Maria de Schoenstatt, faleceu. No dia 29 de dezembro, 100 pessoas na Igreja dos Peregrinos e muitas centenas mais em frente às telas de computadores e celulares, celebraram o Réquiem de Natal por ele, caracterizado pelo Presidente da Presidência Internacional, padre Juan Pablo Catoggio, como um “novo José”, tendo como base a carta do Papa Francisco, Cordis Patre. —

Predigt: P. Juan Pablo Catoggio

Homilia do Pe. Juan Pablo Catoggio | Foto: Pedro M. Dillinger

Na Igreja dos Peregrinos decorada para o Natal, o padre Juan Pablo Catoggio (Presidente da Presidência Internacional) celebrou a missa e concelebraram o padre Jörg Simon (Assessor Sacerdotal da Liga dos Homens), o padre Joachim Schmiedl (Assistente do Instituto dos Irmãos de Maria de Schoenstatt por muitos anos), o padre Bernd Biberger (Diretor Geral das Irmãs de Maria de Schoenstatt) e o padre Lothar Herter (Diretor da Pastoral de Peregrinos).

“Neste contexto dos acontecimentos do Natal, nos reunimos para despedir o Sr. Ernest Kanzler. Na fé, entendemos a morte como o verdadeiro nascimento dentro do céu. Acima da grande perda e do luto, prevalece a gratidão: gratidão por ele, por sua vida e seu trabalho entre nós, gratidão por tudo o que o bom Deus deu ao Sr. Kanzler e por tudo o que Ele nos deu através dele. Mais do que a despedida, estamos unidos pelo Magnificat e pela confiança de que ele intercederá no céu por nós, especialmente por sua comunidade e por Schoenstatt”.

Foi assim que o Pe. Juan Pablo Catoggio começou sua homilia, citando a saudação de Natal de Ernest M. Kanzler, que se tornou para muitas pessoas palavras proféticas sobre a interpretação de sua morte súbita pouco antes do Natal, algo tão difícil de entender do ponto de vista humano:

“Um Natal muito especial está ao virar a esquina. Deus prescreve uma maneira completamente nova de ver a festa do nascimento de seu Filho. Mais do que nunca, desejamos luz na escuridão, confiabilidade no futuro, comunhão com nossos entes queridos.

Os valores centrais do Natal estão se tornando mais claros.

O que é acessório no Natal é colocado em seu devido lugar. Esperemos pelo Menino Jesus. Ele é a luz na escuridão. Deus nos dá com Ele um aliado absolutamente confiável para cada futuro que nos espera. A amizade com Ele nos dá comunhão com profundidade”

Ernest M. Kanzler Requiem

Como José

“Todas as características de São José que o Papa descreve, encaixam-se incrivelmente bem nele”, disse Pe. Juan Pablo Catoggio no final de sua homilia, na qual colocou a vida e a morte do Sr. Kanzler no contexto do Natal. A carta do Papa Francisco por ocasião do Ano de São José, que começou em 8 de dezembro, descreve em sete pontos a paternidade do santo, que está no canto esquerdo do santuário original e ocupa um lugar especial no coração de muitas pessoas.

„Como José, Ernest Kanzler acolheu Maria e Jesus. Como José, sempre buscou a vontade de Deus e a cumpriu na obediência da fé. (…) Como José, ele levava a sério sua profissão e seu trabalho. Como José, era no verdadeiro sentido da palavra um “senhor”; mariano, simples e digno, varonil e nobre, assim como ele se mostrava externamente. (…)

Como José, confiava em Deus em todas as situações. Como os “justos”, que o Livro da Sabedoria louva. O Sr. Kanzler, como José, sabia que era chamado para ser o pai de uma família sagrada…”

Pensemos em como podemos dar forma ao Ano de São José, como os homens podem dar testemunho de um ou outro ponto que nosso Santo Padre nos aponta sobre José como pessoa e, na Igreja, buscamos e sentimos – e então Deus simplesmente coloca alguém que estava entre nós, diante de nossos olhos e: “Devo admitir que não é preciso forçar nada para ver o Sr. Kanzler como um novo José. Todas as características de São José que o Papa descreve, encaixam-se incrivelmente bem nele”.

Caminhando juntos parte do caminho

“A velha tradição de sentar juntos depois do réquiem, com café e bolos, de conversar sobre nossos encontros, experiências, alegrias e sofrimentos com o falecido, não nos foi dada este ano”, disse Pedro M. Dillinger no início da missa. Ele mesmo, assim como Harald M. Knes e Joachim Konrad, da União dos Homens, deram um breve testemunho de como eles haviam experimentado a convivência com Ernest M. Kanzler, como ele, dando muita liberdade, havia caminhado uma parte do caminho com eles. E isso significava deixar a comunidade sozinha no local de Schoenstatt para o Natal e viajar para o Chile para celebrar o Natal com um Irmão de Maria que vivia lá sozinho.

Livro de condolências

Nós o convidamos a usar a função de comentário deste artigo para expressar suas condolências ou para compartilhar memórias e experiências com Ernest M. Kanzler – aqui também não haverá café ou bolo, mas sim, como é uma boa tradição, haverá testemunhos de encontros que perduram.

Ernest M. Kanzler Requiem

Foto: Pedro M. Dillinger

 

pdf de la predica del P Juan Pablo Catoggio Homilia Pe. Juan Pablo Catoggio

 

 

 

 

 

 

Original: Alemão (29/12/2020). Tradução: Luciana Rosas, Curitiba, Brasil

Faleceu Ernest M. Kanzler, Superior Geral dos Irmãos de Maria

Etiquetas: , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *