alianza matrimoniaö

Colocado em 2020-10-17 In Vida em Aliança

Aliança de Amor no Santuário-Coração

PARAGUAI, Nathy Manzur e Pablo Adorno •

A pandemia mudou muitas coisas na forma como vivemos, pensamos e sentimos. Os nossos costumes foram alterados, tais como, os domingos em família e a ida à missa no Santuário, uma vez que, as nossas reuniões se tornaram virtuais. Tem sido um esforço que temos sido capazes de processar, juntos, como um lar de fé. —

Hoje, demonstrar afecto implica afastar-me, fisicamente, das pessoas que mais amo, mas também nos convida a aproximarmo-nos emocional e espiritualmente, em igual medida, sendo uma parte activa do cuidado mútuo. Como disse o Padre Kentenich: “Solidariedade de destinos”, preocupo-me com o futuro da família e vice-versa, tomo conta de mim e tomo conta de vós.

Uma Aliança em modo pandemia

Hoje, mais do que nunca, a palavra “Aliança” assume um significado muito real, temos o dom de acreditar, de termos uma fé, ou pelo menos de a procurarmos, para podermos descansar no amor de Jesus e de Maria, e precisamente por causa deste amor, responder mais firmemente aos desafios do nosso tempo. Ansiávamos que esta Aliança de Casal, com Maria, pudesse ser feita no Santuário, que pudéssemos chegar à nossa Mãe.

Sonhávamos com esse momento e até ao último dia pensávamos que seria assim, mas Maria tinha algo melhor para nós, porque a Mãe Santíssima não se deixa vencer em generosidade. No dia da nossa Aliança de Amor, o Santuário físico não estava presente, mas o Santuário-Coração estava. Foi um momento único, autêntico e tão real e verdadeiro, com as nossas mãos unidas e o nosso coração exposto, tão imperfeito, a ser entregue.

Que Ela Se queira estabelecer aqui

Fomos particularmente privilegiados por estarmos a sós com Ela, um momento íntimo. Tal como naquele momento em que dissemos “sim” um ao outro no altar perante Deus, compreendemos que os nossos pequenos ou grandes sacrifícios têm um valor que vai para além da nossa percepção.

Voltámos a olhar um para o outro, a sentir-nos e a ouvir-nos um ao outro. Não havia câmaras, não havia protocolos, não havia problemas, não havia trânsito, só Ela e nós. Preparámos um cantinho, vestimos as nossas melhores roupas e, o mais importante, preparámos os nossos corações para esse momento. Partilhámos a alegria com os nossos irmãos na Aliança, a nossa grande Família, e realizámos um sonho, talvez muito louco e comparável àquele golpe de audácia do 18 de outubro de 1914: que Ela Se queira estabelecer aqui, na nossa humilde morada, para distribuir as Suas graças.

“Provai primeiro que me amais realmente”. Obrigado, Maria, por nos teres dado o teu coração e obrigado por teres acolhido o nosso.

Original: Espanhol (16/10/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , ,

1 Responses

  1. Que lindo testemunho. Obrigada por compartilhar o momento de sua Aliança Matrimonial. O vídeo é de uma delicadeza que me emocionou. Sim, a Aliança é com a Mãe e em nosso coração. ❤️

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *