Colocado em 2020-10-19 In Vida em Aliança

A nossa experiência ao selarmos Aliança de Amor com a Mater

PARAGUAI, Ismael Torres e Belén Rodríguez •

É difícil começar a partilhar o nosso testemunho porque há muitas emoções e pensamentos vivenciados, mas tentaremos captar, da melhor maneira, tudo o que sentimos.

Maria deu o primeiro passo nas nossas vidas, para que nos aproximássemos d’Ela com confiança e Deus, pacientemente, foi pondo as coisas no lugar, uniu-nos como família e revelou-nos o rosto amoroso da Sua mãe, a nossa Mãe Santíssima.

Embora durante estes anos como casal, ambos tenhamos um longo caminho de pertença a outros Movimentos da Igreja, nenhum de nós teve antes a experiência de fazer a Aliança de Amor com Maria; apenas Belén esteve em Schoenstatt durante alguns anos, durante a escola, mas não chegou a selar a sua Aliança.

A experiência da Mãe Três Vezes Admirável começou há alguns anos numa peregrinação à cidade de Salta, Argentina. Ela relata que foi capaz de sentir a sua presença e protecção materna muito de perto e, a partir daí, já não se separou d’Ela. Gosta muito de rezar o Terço e fá-lo frequentemente porque acredita que, a cada Ave-Maria, A presenteia com um sorriso.

Foi por convite de Belén que entrámos no Ramo dos Casais de Schoenstatt em Maio de 2018, embora hoje estejamos certos de que foi a Mãe de Deus quem nos atraiu até Ela.

A nossa Aliança de Amor a 10 de outubro

Estes anos de caminhada no Movimento foram belos e, ao mesmo tempo, um pouco estranhos. Praticamente todos os nossos irmãos de grupo já vinham caminhando em Schoenstatt há muitos anos e tinham selado, anteriormente, a sua Aliança de Amor com a Mãe Maria, como gostamos de lhe chamar. O amor que sentem pelo Movimento é cativante; pouco a pouco estamos a decifrar aquele glossário de termos que eles usam tão animadamente nas reuniões.

Até ao último momento, não sabíamos muito bem o que era a Aliança de Amor ou o que significaria nas nossas vidas, apenas sentimos um apelo muito forte da nossa Mãe para darmos esse grande passo e, a Ela, este Sim; sabíamos que era algo valioso que iria mudar as nossas vidas e foi por isso que decidimos fazê-lo.

Até que chegou o dia, 10 de outubro, e nós compreendemos. Não só o compreendemos como o sentimos nos nossos corações. Cada rito, cada palavra e cada gesto vivido na cerimónia começou a ter um valor especial que, não pode ser descrito em palavras, mas só pode ser vivido a partir da alma.

Sabíamos que tínhamos feito uma Aliança com Ela e que tudo tinha assumido um novo significado nas nossas vidas. Compreendemos que n’Ela encontraremos sempre protecção, calor e intercessão por ser a nossa Mãe espiritual, mas agora somos nós que nos sentimos mais empenhados em colocar todos os nossos esforços para A ajudar a construir o Reino de Deus na Terra e a honrá-l’A todos os dias.

Dá-nos força para nunca te falharmos, Mãe Santíssima! Amamos-te do fundo do nosso coração.

Original: Espanhol (17/10/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *