Colocado em 2020-02-16 In Vida em Aliança

Dia de Encontro 2020 da Família de Schoenstatt de Fulda com Mons. Michael Gerber

ALEMANHA, Ir. M. Louise Schulz através de schoenstatt.de

Em Janeiro de 1967, o Fundador, Pe. José Kentenich (1885-1968), visitou a Família de Schoenstatt de Fulda e deu-lhes impulsos importantes. Por esta razão, os schoenstatteanos da Diocese de Fulda reúnem-se todos os meses de Janeiro para um intercâmbio mútuo e uma orientação comum, desta vez com o bispo Michael Gerber. As comunidades do Movimento Apostólico de Schoenstatt apresentaram-se a si próprias e aos seus projectos actuais – isto não foi apenas informativo para Mons. Gerber, mas também para os muitos schoenstatteanos presentes na sala.

“Dietershausen – um centro de Schoenstatt com vitalidade!”

“Dietershausen – um centro de Schoenstatt com vitalidade”, foi assim que o Bispo resumiu as suas impressões. Ele chamou a atenção para o símbolo do Espírito Santo no Santuário de Schoenstatt, que, agora se encontra em peregrinação. O símbolo já o tinha visitado esta semana na casa do Bispo, quando ele estava prestes a elaborar uma importante declaração para o caminho sinodal.

“Tu actuas”, Mons. Gerber está convencido disso – como no Pentecostes, quando Maria estava com os apóstolos indefesos  no “Cenáculo”. O símbolo do Espírito Santo no Santuário não só nos lembra isso, mas também é válido aqui e agora. “Cremos que o Espírito Santo nos dá uma irrupção pentecostal, que Ele é capaz de mudar os nossos corações, a nossa mentalidade da alma”, desafiou o Bispo aos seus ouvintes.

Monsenhor Gerber convidou a Família de Schoenstatt a participar nas suas observações e reflexões sobre o trabalho pastoral, com a mão no pulso do tempo. Como será o trabalho pastoral e a vida da Igreja em 2060? Quem sou eu neste momento de mudança? É necessário redescobrir a própria “vocação na vocação”, o Ideal Pessoal.

 

Sentir-se em casa na missão

Mons. Gerber interpretou o adeus da Igreja de Deus Pai neste contexto como um processo profético (Nota do editor: a dessacralização (a profanação no Direito Canónico) desta igreja teve lugar em Dezembro de 2019; a igreja pertencia à abandonada Casa Provincial  das Irmãs de Maria de Schoenstatt em Dietershausen, que, desde 2019, é propriedade de uma comunidade Menonita). Tivemos que deixar o lugar, que foi rico em experiências religiosas. Na Diocese de Fulda, muitos edifícios pertencentes à Igreja enfrentarão este processo no futuro.

A Igreja de Deus Pai era expressão de uma missão. Esta missão, a de proclamar Deus como o bom Pai de todos os povos, é agora aprofundada como tarefa nossa. Isto significa que a fé se concretiza na própria vida. Numa missão posso sentir-me em casa em qualquer lugar e em qualquer momento, mesmo em momentos de mudanças externas. Quando se cantou  “Eu sei que és meu pai… “…durante a Missa que foi celebrada para a dessacralização da Igreja de Deus Pai, isto foi expresso com exactidão.

O Espírito de Deus chama…

A Missa festiva foi celebrada na igreja paroquial de São Bartolomeu em Dietershausen e foi acompanhada com entusiasmo pelo grupo musical “Himmelwärts” de Jossgrund. Na sua Homilia, Mons. Gerber abordou o evangelho do chamamento dos discípulos: Cristo chamou os seus discípulos dois a dois, ou seja, numa comunidade concreta. Assim, ainda hoje, o chamamento à vida consagrada, como o apelo ao matrimónio e à família, é sempre um apelo à dedicação e à responsabilidade por pessoas concretas. Em Maria, a Mãe de Deus, essa vocação realiza-se de maneira exemplar. A Aliança com Ela abre-nos à nossa própria vocação através do Espírito Santo.

Espírito Santo em digressão

No final da Missa, Mons. Gerber enviou o símbolo do Espírito Santo em digressão até Agosto de 2020. Ellen Büdel e Steffen Büdel, da equipa de preparação, deram uma breve explicação sobre o significado desta peregrinação: o símbolo quer convidar-nos a captar, mais profundamente, aquilo que o Espírito Santo nos dá como dons especiais no Santuário de Schoenstatt: lar na fé, crescimento espiritual e espírito apostólico.

A primeira coisa que o símbolo fará é visitar os sacerdotes de Schoenstatt nas suas casas, no seu campo de actividade. Depois continuará a sua peregrinação durante a celebração de Aliança de cada dia 18 do mês. O Padre Vonderau, sacerdote diocesano, recebeu-o em nome dos seus irmãos na fé.

Pano de fundo: a digressão do símbolo do Espírito Santo na Diocese Fulda: porquê?

A preocupação central de Mons. Gerber é que a reestruturação da Diocese seja um processo espiritual, onde a acção do Espírito Santo seja cuidadosamente examinada. Será coincidência que o símbolo do Espírito Santo no Santuário de Dietershausen há muito tempo precise urgentemente de renovação?

Os estragos do tempo e a fuligem das velas afectaram bastante o pombo prateado no halo dourado. Em 1970, os sacerdotes de Schoenstatt daquela época, juntamente com Monsenhor Adolf Bolte, ofereceram o símbolo ao Santuário pedindo por uma rica acção do Espírito Santo na Diocese de Fulda.

Redescobrir o Espírito de Deus e a Sua obra

Os sacerdotes de Schoenstatt da Fulda, juntamente com Monsenhor Gerber, encomendaram a restauração do símbolo na Ourivesaria dos Irmãos de Maria de Schoenstatt. Em 18 de Janeiro de 2020, o símbolo foi recolhido em Schoenstatt com novo esplendor. Mas o “Espírito Santo” do Santuário não deve ser polido apenas externamente. Pelo contrário, o sinal visível quer ser um impulso para descobrir de novo o próprio Espírito de Deus – na própria vida, na Igreja, no tempo.

Por esta razão, o símbolo renovado não será imediatamente reinstalado no Santuário, no seu lugar original no tecto por cima do altar, mas irá em peregrinação através das comunidades – para que o maior número possível se anime a recorrer ao Espírito Santo. Um livro de acompanhamento apoia isto.

Durante cada celebração de Aliança, o símbolo do Espírito Santo será entregue a outra comunidade.

Envio do símbolo do Espírito Santo: O Padre Dr. Vonderau é o primeiro a recebê-lo.

Fonte: cortesia de schoenstatt.de

Original: alemão (3/2/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *