Colocado em 16. Fevereiro 2020 In Vida em Aliança

Dia de Encontro 2020 da Família de Schoenstatt de Fulda com Mons. Michael Gerber

ALEMANHA, Ir. M. Louise Schulz através de schoenstatt.de

Em Janeiro de 1967, o Fundador, Pe. José Kentenich (1885-1968), visitou a Família de Schoenstatt de Fulda e deu-lhes impulsos importantes. Por esta razão, os schoenstatteanos da Diocese de Fulda reúnem-se todos os meses de Janeiro para um intercâmbio mútuo e uma orientação comum, desta vez com o bispo Michael Gerber. As comunidades do Movimento Apostólico de Schoenstatt apresentaram-se a si próprias e aos seus projectos actuais – isto não foi apenas informativo para Mons. Gerber, mas também para os muitos schoenstatteanos presentes na sala.

“Dietershausen – um centro de Schoenstatt com vitalidade!”

“Dietershausen – um centro de Schoenstatt com vitalidade”, foi assim que o Bispo resumiu as suas impressões. Ele chamou a atenção para o símbolo do Espírito Santo no Santuário de Schoenstatt, que, agora se encontra em peregrinação. O símbolo já o tinha visitado esta semana na casa do Bispo, quando ele estava prestes a elaborar uma importante declaração para o caminho sinodal.

“Tu actuas”, Mons. Gerber está convencido disso – como no Pentecostes, quando Maria estava com os apóstolos indefesos  no “Cenáculo”. O símbolo do Espírito Santo no Santuário não só nos lembra isso, mas também é válido aqui e agora. “Cremos que o Espírito Santo nos dá uma irrupção pentecostal, que Ele é capaz de mudar os nossos corações, a nossa mentalidade da alma”, desafiou o Bispo aos seus ouvintes.

Monsenhor Gerber convidou a Família de Schoenstatt a participar nas suas observações e reflexões sobre o trabalho pastoral, com a mão no pulso do tempo. Como será o trabalho pastoral e a vida da Igreja em 2060? Quem sou eu neste momento de mudança? É necessário redescobrir a própria “vocação na vocação”, o Ideal Pessoal.

 

Sentir-se em casa na missão

Mons. Gerber interpretou o adeus da Igreja de Deus Pai neste contexto como um processo profético (Nota do editor: a dessacralização (a profanação no Direito Canónico) desta igreja teve lugar em Dezembro de 2019; a igreja pertencia à abandonada Casa Provincial  das Irmãs de Maria de Schoenstatt em Dietershausen, que, desde 2019, é propriedade de uma comunidade Menonita). Tivemos que deixar o lugar, que foi rico em experiências religiosas. Na Diocese de Fulda, muitos edifícios pertencentes à Igreja enfrentarão este processo no futuro.

A Igreja de Deus Pai era expressão de uma missão. Esta missão, a de proclamar Deus como o bom Pai de todos os povos, é agora aprofundada como tarefa nossa. Isto significa que a fé se concretiza na própria vida. Numa missão posso sentir-me em casa em qualquer lugar e em qualquer momento, mesmo em momentos de mudanças externas. Quando se cantou  “Eu sei que és meu pai… “…durante a Missa que foi celebrada para a dessacralização da Igreja de Deus Pai, isto foi expresso com exactidão.

O Espírito de Deus chama…

A Missa festiva foi celebrada na igreja paroquial de São Bartolomeu em Dietershausen e foi acompanhada com entusiasmo pelo grupo musical “Himmelwärts” de Jossgrund. Na sua Homilia, Mons. Gerber abordou o evangelho do chamamento dos discípulos: Cristo chamou os seus discípulos dois a dois, ou seja, numa comunidade concreta. Assim, ainda hoje, o chamamento à vida consagrada, como o apelo ao matrimónio e à família, é sempre um apelo à dedicação e à responsabilidade por pessoas concretas. Em Maria, a Mãe de Deus, essa vocação realiza-se de maneira exemplar. A Aliança com Ela abre-nos à nossa própria vocação através do Espírito Santo.

Espírito Santo em digressão

No final da Missa, Mons. Gerber enviou o símbolo do Espírito Santo em digressão até Agosto de 2020. Ellen Büdel e Steffen Büdel, da equipa de preparação, deram uma breve explicação sobre o significado desta peregrinação: o símbolo quer convidar-nos a captar, mais profundamente, aquilo que o Espírito Santo nos dá como dons especiais no Santuário de Schoenstatt: lar na fé, crescimento espiritual e espírito apostólico.

A primeira coisa que o símbolo fará é visitar os sacerdotes de Schoenstatt nas suas casas, no seu campo de actividade. Depois continuará a sua peregrinação durante a celebração de Aliança de cada dia 18 do mês. O Padre Vonderau, sacerdote diocesano, recebeu-o em nome dos seus irmãos na fé.

Pano de fundo: a digressão do símbolo do Espírito Santo na Diocese Fulda: porquê?

A preocupação central de Mons. Gerber é que a reestruturação da Diocese seja um processo espiritual, onde a acção do Espírito Santo seja cuidadosamente examinada. Será coincidência que o símbolo do Espírito Santo no Santuário de Dietershausen há muito tempo precise urgentemente de renovação?

Os estragos do tempo e a fuligem das velas afectaram bastante o pombo prateado no halo dourado. Em 1970, os sacerdotes de Schoenstatt daquela época, juntamente com Monsenhor Adolf Bolte, ofereceram o símbolo ao Santuário pedindo por uma rica acção do Espírito Santo na Diocese de Fulda.

Redescobrir o Espírito de Deus e a Sua obra

Os sacerdotes de Schoenstatt da Fulda, juntamente com Monsenhor Gerber, encomendaram a restauração do símbolo na Ourivesaria dos Irmãos de Maria de Schoenstatt. Em 18 de Janeiro de 2020, o símbolo foi recolhido em Schoenstatt com novo esplendor. Mas o “Espírito Santo” do Santuário não deve ser polido apenas externamente. Pelo contrário, o sinal visível quer ser um impulso para descobrir de novo o próprio Espírito de Deus – na própria vida, na Igreja, no tempo.

Por esta razão, o símbolo renovado não será imediatamente reinstalado no Santuário, no seu lugar original no tecto por cima do altar, mas irá em peregrinação através das comunidades – para que o maior número possível se anime a recorrer ao Espírito Santo. Um livro de acompanhamento apoia isto.

Durante cada celebração de Aliança, o símbolo do Espírito Santo será entregue a outra comunidade.

Envio do símbolo do Espírito Santo: O Padre Dr. Vonderau é o primeiro a recebê-lo.

Fonte: cortesia de schoenstatt.de

Original: alemão (3/2/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *