Colocado em 2020-02-29 In Vida em Aliança

Alianças de Sevilha em Madrid

ESPANHA, Paz Leiva e Miguel Ángel Rubio •

 Silvia Olivella e Emilio Puñet são catalães e agora trabalham em Sevilha. Assim que chegaram a Sevilha, começaram a trabalhar na Paróquia. Na semana passada anunciaram que no sábado 22 e Domingo 23 estariam no Santuário de Pozuelo com um grupo. —

 

Originalmente íamos fazer uma viagem, mas mudámos os nossos planos. Passámos o sábado a celebrar o aniversário do Lucas, um dos nossos netos, e fomos ao nosso Santuário Cenáculo no Domingo às 11 e um quarto da manhã.

Celebração da incorporação de seis pessoas na Aliança de Amor, entre elas dois casais e a renovação de um terceiro casal, também de Sevilha.

Foi uma impressão muito forte ouvir falar o espanhol de Espanha com tantos sotaques diferentes: catalão, sevilhano, outro tom de andaluz, que acabou sendo de Cádiz, e outra voz que se expressava com a musicalidade da Venezuela. É impressionante ver que, numa Espanha dividida por uma multidão de diversidades, a Santíssima Virgem, desde o Santuário, une um grupo diverso, que se refugia n’Ela, para os converter e os enviar como apóstolos ao mundo.

Depois do rito da consagração, cada um que o desejasse, deveria ler a sua oração pessoal. Orações que vieram do coração daqueles que as rezaram, mostrando, além disso, que o que é central em Schoenstatt é mais do que apenas uma ideia para eles. Foi tão comovente que ficámos emocionados com o que ali foi vivido e renovámos juntos a nossa Aliança de Amor, selada há várias décadas, quando éramos jovens.

Dois catalães procuram aliados de Maria onde quer que vão

Se cada schoenstatteano tem de ser capaz de fundar Schoenstatt onde quer que esteja, Silvia e Emilio são um claro exemplo disso. Não importa se estão na sua Catalunha natal, se vão trabalhar para Quito, Equador, ou se têm um destino na cidade de Sevilha.  Onde quer que estejam, os Aliados de Maria irão surgir.

Devemos completar a informação sobre este casal: eles são os pais da irmã Raquel Puñet, que agora está no Chile.

Estamos muito gratos aos Puñet’s por nos convidarem a acompanhar este grupo de andaluzes que já são membros da Família de Schoenstatt, e recordá-los-emos especialmente no dia 18 de cada mês, sabendo que estarão “num Santuário, e se não puderem, numa capela, ou numa Missa ou em casa com a imagem da Mãe Peregrina”, como eles disseram.

 

 

Fotos: Ana María Gordaliza, Emilio Puñet

Original: espanhol (25/2/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *