Colocado em 2020-02-06 In Vida em Aliança

Aliança de Amor de dois diáconos e cinco seminaristas no Peru

PERU, Pe. Alberto Celis / Maria Fischer •

Em 30 de Janeiro de 2020, acompanhados pelo Pe. Alberto Celis, da União dos Sacerdotes Diocesanos de Schoenstatt, dois diáconos e cinco seminaristas da Diocese de Chiclayo selaram a sua Aliança de Amor. Monsenhor Reinaldo Nann, Bispo de Caravelí e membro do Instituto dos Sacerdotes Diocesanos, presidiu ao rito da Aliança de Amor. —

“Une-nos a Aliança de Amor com Maria, une-nos em Cristo”, diz um diácono da Diocese de Chiclayo, que selou a sua Aliança de Amor no ano passado. “É sempre uma alegria participar nestes encontros de Schoenstatt. Já estive em cinco deles, três em Trujillo e dois em Lima, e é sempre uma alegria saber mais sobre a espiritualidade de Schoenstatt. Rezamos por todos aqueles que fazem parte deste Movimento Apostólico, uma vez que a Aliança de Amor nos une”. Ele espera poder ir em peregrinação ao Santuário Original, no próximo ano,  com outros seminaristas e diáconos que fazem parte do Movimento no Peru

 

Encontro com Mons. Reinaldo Nann

A Aliança une-nos como irmãos

“Eu sou o diácono Jimmy Perez da Prelatura de Chota, fui ordenado em 21 de Setembro de 2019, e estou em Schoenstatt há cinco anos”, disse um membro do grupo de diáconos e seminaristas da Diocese. “A espiritualidade de Schoenstatt deu-me muito na minha vida pessoal, na minha vida espiritual, e também no meu trabalho missionário que faço na paróquia onde sirvo actualmente. Estou muito feliz por conhecer esta espiritualidade, por viver segundo o Evangelho, servindo a Igreja, criando vínculos fraternos, com toda a Família de Schoenstatt. Quero pedir-vos que rezeis por cada um de nós, pela nossa fidelidade, pela nossa perseverança, e também cada um de nós se compromete a rezar todos os dias por todos os membros de Schoenstatt.

 

A entrevista

Unidos na Aliança pela Missão

No caminho pelo trânsito de Lima, os seminaristas que estavam no carro do Padre Beto Celis registaram os seus testemunhos no WhatsApp do condutor… Aarón Meca Puse, de Chiclayo, está no sexto ano do seminário, e é um dos que selaram a Aliança de Amor no dia 30 de Janeiro: “Ontem fiz a minha Aliança de Amor, estou muito feliz porque a Virgem Maria estará sempre comigo a partir de agora, e a partir daí comprometo-me a rezar muito e a ser cada dia mais fiel a esta vocação que o Senhor me deu.

O seminarista que aparece na foto com a Mãe na mão, diz: “Estou feliz por ter selado ontem a Aliança de Amor no Santuário de Lima, sim, estou muito feliz”. Comprometo-me a rezar por cada um de vós, os schoenstatteanos. A Jornada foi muito boa, aprendi muito sobre o Padre Kentenich, a Mater e a espiritualidade de Schoenstatt”.

Emberly Mego Diaz, 20 anos, está no seu primeiro ano de teologia e está “muito feliz por ter feito a minha Aliança de Amor com Maria”. Os dias de retiro, os dias de encontro foram muito bons, porque crescemos na espiritualidade, aprendemos mais sobre o Movimento, o amor à nossa Mãe também cresceu, e crescemos na fé. Este retiro também serviu para nos unir na fraternidade, na amizade e na confiança na nossa Mãe Santíssima. O nosso lema que escolhemos para este ano é: Unidos em aliança para a missão. Com a minha consagração a Maria, também tenho com Ela o compromisso de A amar e de continuar a conhecê-la melhor.

 

A contribuição dos leigos na preparação

Eles dizem-nos noutra mensagem: “Os dias de convivência foram muito intensos, muito belos, durante estes dias ouvimos as palestras dos nossos irmãos leigos que pertencem ao Movimento, e foi uma experiência muito bonita, pois cada um, do seu próprio ponto de vista, nos deu diferentes visões de Schoenstatt. Aprendemos muitas coisas sobre o Pe. Kentenich e também sobre o Movimento e a sua espiritualidade, e parece-me que todos nós vivemos dias muito intensos.

Concluímos reunindo-nos com Mons. Reinaldo Nann, e ali cada um de nós partilhou as suas experiências e encorajámos-nos, mutuamente, a seguir e a pôr em prática tudo o que tínhamos aprendido durante estes quatro dias de formação. Estou certo de que esta reunião dará muitos frutos. A frase que nos uniu e nos guia é: Unidos na Aliança para a missão“.

Receberam várias saudações em vídeo, entre elas do Padre Eduardo Auza, do Padre Mariano Irureta e das famílias do Movimento de Schoenstatt do Peru que os acompanharam em oração.

Concluíram o seu encontro com um passeio à praia e uma visita à catedral de Lima.

 

 

 

Original: espanhol (2/2/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *