Colocado em 31. Outubro 2019 In Missões, Vida em Aliança

18 e 19 de outubro em La Plata: conquista, coroação e missão

ARGENTINA, Lilita e Carlos Ricciardi •

No passado 18 de outubro, dia de Aliança, realizou-se uma jornada com muitas celebrações para Schoenstatt em todo o mundo. No nosso Santuário de la Liberación del Padre, em La Plata, Argentina, à sombra da catedral da nossa cidade, a celebração teve uma repercussão muito especial, já que depois de muitos anos de conquista da Casa da Família, que está em frente ao Santuário, foi feita uma doação da mesma. Muitos anos de oração e trabalho espiritual e material permitiram que o movimento de Schoenstatt “recebesse a propriedade para ficar à disposição da família agora e para sempre ” tal como manifestara o Pe. José María Iturrería, assessor da família de La Plata e grande promotor da conquista definitiva da casa.—

 

A casa é nossa

Um lar da Mater no coração da cidade

Muitas foram as contribuições espirituais e materiais para o capital de graças para a conquista definitiva da Casa, até agora emprestada, e também muitos foram os que trabalharam para conseguir esta conquista. Antes da missa, rezaram-se as mil avé marias e preparou-se o santuário para viver uma festa cheia de alegria e gratidão.

Depois da Missa de Aliança, concelebrada pelo Pe. José María Iturrería e o Pe. Jorge González, pároco da Catedral, onde se anunciou que a Casa da Família era de Schoenstatt e onde um grupo de raparigas da juventude feminina selaram a sua Aliança de Amor com a Mater, cruzámo-nos na casa para coroar a Mater. Ali, cada ramo da família de La Plata comprometeu-se a administrar a casa e a cuidá-la, fundamentalmente para que seja um lar da Mater no coração da cidade.

 

Catedral na Missão

No dia seguinte, no sábado 19, a Catedral, com o seu pároco o Pe. Jorge González, sacerdotes, seminaristas, membros da Família de Schoenstatt e da Catedral missionaram pelo bairro, visitando casas, locais e praças vizinhas da catedral junto à Mater.

No Santuário acompanhou-se com a Adoração ao Santíssimo, a atenção aos peregrinos e foram recebidas as intenções dos missionados.

Para finalizar a jornada, todos se reuniram para celebrar a missa na catedral. Ali, previamente, se rezou frente às relíquias da Beata Sor María Ludovica, a religiosa que trabalhou mais de 50 anos no Hospital de Crianças de La Plata, cujos restos mortais se encontram numa capela deste templo.

 

 

Original: espanhol. 25.10.2019. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *