Patricia e Isidro Perera

Colocado em 3. Fevereiro 2019 In Vida em Aliança

Um Schoenstatt em fundação: El Salvador prepara a sua primeira Jornada Nacional

EL SALVADOR/COSTA RICA, Patricia e Isidro Perera/mf •

Schoenstatt tem estado presente  há mais de 20 anos em El Salvador depois da chegada de imagens da Mãe peregrina que vieram com o Padre Uriburu e com a formação de um grupo de senhoras, algumas delas de origem equatoriana, que tinham conhecimento de Schoenstatt.—

“El Salvador está demonstrando ser um país com um terreno muito fértil para levar o carisma e a pedagogia do nosso pai fundador” menciona Patricia Fernández de Perera que junto a seu esposo Isidro, ambos membros da União Apostólica das Famílias, assumiram a missão proposta pelo Padre José Luis Correa, assessor nacional do Movimento na Costa Rica e América Central, de servir de monitores a um grupo de casais nesse país. Tal como eles, casais da União Apostólica das Famílias vão a Guatemala, Panamá e Nicarágua para apoiar de maneira desinteressada e comprometida o processo de fundação de Schoenstatt nestes países vizinhos da Costa Rica. O Santuário da Costa Rica assim os obriga.

No primeiro semestre do ano 2017, o Padre José Luis Correa foi a El Salvador para celebrar a boda da filha de um casal pertencente ao Movimento na Costa Rica e aproveitou para dar algumas conferências abertas acerca do Movimento e surgiu o interesse de alguns casais jovens formar um grupo.

 

Uma petição a que não se pode dizer não

“Trabalhando no Fortalecimento Matrimonial de agosto 2017 o Padre Jose Luis propõe a Pat e a mim se estaríamos dispostos a ir a El Salvador para acompanhar como monitores este primeiro grupo de casais. Providencialmente, neste fortalecimento tinham assistido como participantes Nasser Mayo de El Salvador, ela membro do único grupo de senhoras em El Salvador. Providencial, porque eu, por questões laborais, não tinha nenhuma relação com esse país, e graças a esse fortalecimento pudemos fazer vínculos com o casal Nasser que nos acolheu e abriu as portas da sua casa para nos hospedarmos sempre que viajarmos a El Salvador. Providencial, porque, apesar de ser da Costa Rica como os meus pais, o destino tinha-me feito nascer em El Salvador,” menciona Isidro.

Foi um enorme presente para nós

“Rezámos por isso e meditámos bastante, à luz do nosso ideal pessoal e do nosso ideal matrimonial e, claro, à Mãe não lhe podemos dizer que não e aceitámos este desafio que hoje 15 meses depois, mostra já alguns frutos e toda esta experiência foi um enorme presente para nós como casal” menciona Patricia

Esperam-se cerca de 150 pessoas na primeira jornada nacional de El Salvador

O movimento em El Salvador conta já com três grupos de casais onde participam um total de 17 casais. Formaram-se dois grupos adicionais de senhoras ao já existente; existe um grupo de 10 jovens profissionais que se reúnem mensalmente; formou-se uma comunidade de madrugadores de cerca de 48 homens que se reúnem em cada mês na Paróquia do Divino Menino em San Salvador e a partir da referida paróquia todos os dias 18 o grupo de 40 missionários sai para levar a Mãe Peregrina aos lares em San Salvador.

A resultante criadora que se viu foi muito positiva e por esta razão está-se a trabalhar para realizar a primeira jornada anual do Movimento de Schoenstatt em El Salvador, onde se espera possam participar aproximadamente 150 pessoas no mês de maio deste ano.

 

 

Contacto com os Perera: [email protected]

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *