Colocado em 18. Fevereiro 2019 In Vida em Aliança

“A minha águia” – Juventude Feminina de Schoenstatt de Santeramo in Cole

ITÁLIA, Alessandra Zeverino •

A Juventude Feminina italiana e, em particular, a da Apúlia, festejou, há pouco, o seu primeiro ano de vida. Uma das meninas do grupo, Alessandra, conta-nos esta lindíssima experiência.

 

O primeiro grupo da Apúlia

Nós, as raparigas da Juventude Feminina de Schoenstatt, somos o primeiro grupo da Apúlia.

O nosso grupo foi formado em Outubro de 2017. Estamos muito unidas umas às outras, graças à grande ajuda da Irmã Julia.

Em Junho tínhamos atingido o nosso primeiro objectivo: ir ao Santuário de Roma.

Como foi a primeira experiência da Juventude Feminina da Puglia?

No dia 11 de Junho de 2018 as águias levantaram voo para a capital, Roma. Ficámos alojadas em Belmonte, onde conhecemos a responsável da JF siciliana. Todas as manhãs nos reuníamos no Santuário da Mãe da Igreja para uns momentos de oração. Estes encontros basearam-se em realizarmos pequenas actividades que trataram os seguintes temas:  

  • Sermos únicas;
  • Sermos autênticas;
  • Sermos amadas.

As temáticas fizeram-nos pensar muito e são pontos que servem para melhorarmos a nossa personalidade.

Através das diversas actividades, como a caça ao tesouro, aprofundámos os conhecimentos sobre o Movimento de Schoenstatt e aproximámo-nos mais da Mater.

Esta experiência foi possível graças à Irmã Julia que, com a sua paciência, disponibilidade e gentileza contribuiu para a criação deste grupo.

 

Um novo objectivo

Hoje, como grupo, pusemo-nos uma segunda meta. Esta última é Schoenstatt.

Para realizarmos este novo objectivo decidimos autofinanciar-nos. Toda a Juventude Feminina organizou uma tômbola e um torneio de buraco.

Durante as festas natalícias fomos visitar os idosos. Foi uma experiência inesquecível, jamais nos esqueceremos dos seus sorrisos e da sua alegria.

Ensinámos-lhes os nossos cânticos, em especial, o cântico que nos representa: “A minha águia”. Com eles rezámos uma dezena do Terço e, depois, despedimo-nos.

Estou muito contente com a constituição do nosso grupo. Juntas, vivemos momentos inesquecíveis, esperamos alcançar os nossos objectivos e conhecer mais meninas de outros grupos da Juventude Feminina. Em nome de todo o grupo, agradeço, de coração, à nossa guia, a Irmã Julia, que nos ensina a sermos raparigas únicas segundo o exemplo de Maria.

 

Original: italiano (7/2/2019). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *