Colocado em 3. Janeiro 2019 In Vida em Aliança

Floresça onde está inserido: fundando Schoenstatt no Uganda

UGANDA, Jean de Dieu Ntisumbwa/María Fischer •

O que podemos esperar de um membro de Schoenstatt do Burundi, de língua francesa, obrigado a fugir para o Uganda, um país de língua inglesa? Nada mais e nada menos do que fundar Schoenstatt. Jean de Dieu Ntisumbwa, um refugiado do Burundi desde 2015, trabalha na paróquia Nakivale, arquidiocese de Mbarara, onde Schoenstatt começou em 30 de outubro de 2016. Entretanto há setenta membros ativos. O único problema: nenhuma foto da MTA, nenhuma Cruz da Unidade, nenhum livro de Schoenstatt em inglês.—

A paróquia Nakivale reúne um grupo multi-nacional de pessoas que se refugiaram no chamado acampamento de refugiados de Nakiale, no Uganda. Com a chegada de alguns refugiados do Burundi, pertencentes ao Movimento de Schoenstatt, nasceu a ideia de dar continuidade ao apostolado do Movimento de Schoenstatt. O Uganda, até agora, era um “ponto branco” no mapa de Schoenstatt, com apenas um punhado de fotos da Mãe Peregrina visitando as famílias, sem ninguém saber detalhes. Os membros de Schoenstatt do Burundi queriam trabalhar no Uganda como haviam trabalhado no seu país, percebendo a necessidade de viver e ajudar os outros a experimentar as graças distribuidas pela Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt no Uganda.

Juntamente com o pároco, o pe. Deus Twinerabo, Jean de Dieu Ntisumbwa iniciou as atividades de Schoenstatt a 30 de outubro de 2016 e, desde então, cada vez mais refugiados e ugandenses aderiram.

Um simples convite

Convites são enviados de tempos em tempos, dizendo: O Movimento Apostólico de Schoenstatt no Uganda, realizará no domingo, na Paróquia Nakivale, a cerimónia para receber novos membros do Movimento de Schoenstatt durante a segunda missa na paróquia de Nakivale. Venha, venham todos ajudar Nossa Senhora a proclamar boas notícias apostólicas entre o seu povo.

E eles vêm …

Eles precisam de generosa solidariedade da aliança

“Não temos livros de Schoenstatt em inglês, mas já temos setenta membros. Precisamos de fotos da MTA ou fotos do Padre Kentenich, os nossos membros não têm fotos… ”

Um membro da equipe schoenstatt.org na África do Sul tentará levar alguns livros para o Uganda, e qualquer contribuição é muito bem-vindo.

Por enquanto, a bandeira de Schoenstatt e os lenços de Schoenstatt são os símbolos da Aliança de Amor dos Schoenstatteanos ugandenses.

 

 

Original: Inglês, 30. Dezembro 2018. Tradução: José Carlos A. Cravo, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *