Colocado em 2018-08-06 In Schoenstatteanos, Vida em Aliança

A própria vida dá-nos a missão

BOLIVIA, Mariely Herrera •

Nós pertencemos ao ramo de casais de Schoenstatt há sete anos e temos dois filhos. Até há uns anos atrás, uma família completamente normal, mas nunca imaginámos que Deus nos ia dar esta tarefa tão incrível: motivar a Família de Santa Cruz de la Sierra (a Família da ermida maior do mundo) e esforçar-mo-nos por cumprir metas com contribuições ao capital de graças para conquistar o futuro santuário.—

Como surgiu o “terço de intercessão”

Por uma doença que me diagnosticaram bastante seria (uma malformação arteriovenosa cerebral), o nosso grupo de vida começou a unir-se através da recitação do terço para interceder pela minha saúde e por outras intenções dos membros do grupo. Nossa Senhora manteve-se ao meu lado e os milagres vieram, tanto para a minha vida como para o grupo. Na última intervenção, de alto risco por ser cerebral, tive uma hemorragia importante da qual Deus me protegeu e Ela me acompanhou nos piores momentos. Nunca me senti só. Para os médicos não há explicação porque estou sem sequelas físicas ou cerebrais; tudo graças à misericórdia de Deus e à oração de muitas pessoas.. Assim, discernimos que a essência do nosso grupo era a oração de intercessão e decidimos oferecer à família como apostolado o “terço de intercessão”. É feito mensalmente, recebemos as intenções de muita gente e rezamos por eles.

Somando Graças

Depois de um tempo, como em Santa Cruz estamos em plena conquista do santuário, este ano iniciámos a campanha “Somando Graças!”. É a nossa maneira de exercer “suave violência” para ir conquistando os objetivos necessários para que o santuário se torne realidade.

Tem como propósito o contabilizar graças para apresentá-las como presente à Virgem Maria por motivos específicos. Em maio rezámos mais de 1.300 terços e entre junho e julho temos quatro intenções: pela canonização do Pe. Kentenich, pela resolução da titulação do terreno onde se encontra a nossa ermida, pelo direito à vida desde a conceção e pelo respeito à família natural. Nestes meses temos que chegar a contabilizar 800 missas oferecidas por estes propósitos. Esta campanha será permanente e iremos mudando pouco a pouco as intenções e os propósitos.

Trabalhando em prol do plano de Deus

Como mencionei ao início, Deus colocou muitas provas no caminho, pelo que aceitei encarregar-me desta tarefa. Por algumas limitações na minha vida, temos dificuldades em assistir a muitas das atividades. Desta maneira podemos contribuir para o Movimento e assim sentimo-nos parte da família.

Trabalhar em prol do plano de Deus, com amor e com sacrifício, influencia para o bem as nossas famílias e a nossa comunidade. Deste modo algo que é talvez simples para alguns, pode ser muito importante para outros.

Não poderemos participar em pessoa, mas a partir do telemóvel, ali onde nos encontramos, fá-lo-emos com amor.

Original: espanhol. 28.07.2018. Tradução: Maria de Lurdes Dias,  Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *