Colocado em 6. Junho 2018 In Vida em Aliança

Um dia de rosas nas vésperas das eleições na Colômbia

COLÔMBIA, Consuelo Iturrieta •

A nossa Mater caminha pelas ruas de Bogotá na Colômbia! E os colombianos seguem-na, a 2.700 metros de altura, para chegar ao céu! Em vésperas das eleições presidenciais, neste tempo crucial para o processo de paz, abençoou-se a primeira ermida da Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt em Bogotá. —

Schoenstatt irrompeu na capital colombiana e a Mater veio para ficar. A Família de Schoenstatt, convocada e liderada pela Juventude Feminina, construiu a primeira ermida à Mater e consagrou-a no jardim da casa, situada no bairro Niza. Desde esse pequeno lugar, a recente juventude oferece aos colombianos um espaço de acolhimento para que a nossa Rainha possa ir conquistando cada vez mais corações.

Cerca de 70 pessoas participaram deste grande dia, sábado 26 de maio do Mês de Maria, para celebrar a Rainha e oferecer-lhe um lugar ao ar livre; pedindo-lhe as graças de fazer crescer a juventude e, por sua vez, unirem-se em oração pelas eleições presidenciais da Colômbia, que se realizariam no dia seguinte (domingo 27 de maio). Um dia histórico para o Movimento de Schoenstatt em Bogotá.

Procissão entre transeuntes e vizinhos perplexos

Enquanto o sol inundava cada canto da cidade, iniciou-se o dia às 10h00 da manhã com uma procissão pelas ruas do bairro, presidida pela imagem da Mater que se ia abençoar, que era carregada pelos membros do ramo de casais, pais da juventude feminina.

A Rainha foi escoltada por meninos, meninas e jovens da Paróquia San Maximiliano Kolbe e da  Casa da Mater (os dois lugares onde atualmente há formação de grupos de juventude), que erguiam orgulhosos (as) as suas bandeiras e símbolos de grupo de Escudeiros, Apóstolos de Maria e Aliadas de Schoenstatt. Finalmente, a procissão continuava com membros do ramo das famílias, algumas senhoras e missionários da Mãe Peregrina, junto aos vizinhos que se foram juntando para louvar Nossa Senhora.

Houve curiosidade entre os transeuntes e habitantes do bairro, os quais das suas janelas ou caminhando pelas ruas, observavam com perplexidade este grupo escoltado pela polícia e dois carros, que levavam a imagem de Maria aos seus ombros.

A recente JF impulsiona o caminhar da família colombiana

Durante a procissão rezou-se o Santo Terço, refletindo nas palavras do Padre Kentenich e ofereceu-se cada mistério por intenções especiais, com ênfase nas eleições do próximo presidente para a Colômbia e a necessidade de crescer como juventude de Schoenstatt. Procurou-se fazer momentos de silêncio, de reflexão pessoal, de escuta e oração. A juventude feminina fez as leituras, guiou os mistérios do Terço e inaugurou um novo coro que acompanhou toda a procissão.

Se bem que o dia começou com um sol radiante e o uso de guarda chuvas foi para suportar melhor o calor, já na metade do caminho as nuvens apareceram e os mesmos guarda chuvas serviram para não se molharem com a chuva. Um clima previsível em Bogotá, onde os residentes afirmam que as quatro estações ocorrem no mesmo dia.

A procissão terminou no mesmo lugar onde começou: a Casa da Mater. Esta casa tem aproximadamente um ano desde que se adquiriu para a família e gerou frutos como o deste dia. O único salão grande da casa encheu-se com todos os participantes que assistiram, e em comunhão celebrou-se a Santa Missa, presidida pelo pároco Rubén Darío Franco.

Bênção da ermida a pleno sol

As nuvens decidiram continuar o caminho e dar lugar novamente a um sol radiante, que acompanhou a bênção da ermida no jardim das traseiras de casa. Todos os participantes juntaram-se no lugar onde a Mater seria colocada. As pequenas Apóstolas e as crianças mais pequenas levaram rosas vermelhas e brancas para adornar este novo lugar e fazer sorrir Maria.

No fim da bênção, as Aliadas de Schoenstatt realizaram um venda de comida e produtos religiosos, com o objetivo de reunir fundos que lhes permitam viajar até ao Panamá em 2019, à Jornada Mundial da Juventude. Como sempre, a família e os assistentes contribuíram solidariamente e aproveitaram para partilhar uma rica empanada e sumos.

Uma participante do movimento concluiu: “É uma grande bênção para a família de Schoenstatt esta ermida! Graças à juventude!”.

Esta é a primeira atividade que lidera a Juventude Feminina, com uma ideia que nasce das suas inquietações e que organiza com os seus próprios recursos.

Com muitas contribuições para o capital de graças, manteremos esta ermida e continuaremos rogando à Mater que atraia mais corações para dar à Colômbia um movimento que se baseia nos vínculos e na aspiração de chegar ao céu.

 

Original: espanhol. 02.06.2018. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , ,