Colocado em 18. Janeiro 2017 In Vida em Aliança

Os veios invisíveis de Maria, tornam-se visíveis: In touch with Maria

ALEMANHA, por Maria Fischer e Renate Siebenkäs •

image001Maria,

quero aprender contigo,

o que significa

que os pensamentos de Deus

não sejam os meus,

e que os seus caminhos

não sejam os meus,

que a sua vontade, muitas vezes incompreensível,

afinal, é boa para mim.


Quero aprender contigo,

que não há vida sem sacrifício

e que isto não me amargura

mas torna-me mais madura,

e que nisto radica o propósito e a bênção.

Extraído do livro em alemão: A mulher que me leva a Cristo Vol.1, p.160

Conduz, guia, acompanha e abençoa a todos os que me confiaste e a mim.

In touch with Maria –

Querida Mater, hoje de manhã cedo com anseio me chamaste, eu segui o teu chamamento com alegria. Com gosto deixo que me chames.

In touch with Maria –

O caminho levou-me por um denso nevoeiro até ao sol radiante. Que grande alegria que tu me recebas na luz. Guia-me nos 365 dias deste 2017. Com gosto deixo que me guies.

In touch with Maria –

Radiante de felicidade encontro-me frente a ti! Não me canso de contemplar-te. És “una” junto ao teu Filho. Vejo a natividade. Convidas-me a tomar este lugar também para mim. Com gosto deixo que toques o mais profundo do meu ser.

In touch with Maria –

Olhas-me, olho para ti – e logo descubro os veios que se tornam visíveis. Tão aleatórios, desorganizados, dentro dos relevos da tua imagem. Tu conduzes-me com delicados veios invisíveis, não obstante, deixas-me a liberdade de escolher o caminho. Todos os veios conduzem-nos de ti até ao teu Filho. Com gosto deixo que me conduzas.

In touch with Maria –

No meu coração percebo os veios vermelhos, que tu me ofereceste no dia da minha Aliança de Amor. O veio mais importante e condutor da minha vida, indestrutível, conecta-me com o teu amor. Tanta gratidão e tantas petições brotam de mim. Tu escutas-me atentamente. Para terminar, só me resta rezar a oração da Consagração. Oh Senhora minha, oh minha Mãe…

Na madrugada da Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus, 1 de janeiro de 2017, Renate Siebenkäs sentiu-se atraída para esta ermida da Mater em particular. Ermida que se encontra à beira de um bosque. À noite, surgiu a oração que acabámos de ler.

A ermida à beira do bosque

inboxAlguns já devem conhecer esta ermida da Mater com os seus delicados contornos: é a primeira ermida da Alemanha, que foi oferecida no marco da iniciativa “Sala Pozzobon en Belmonte” para fazer parte do mosaico digital, no qual centenas de ermidas de todas as partes do mundo formarão a imagem da Peregrina Original.

Esta ermida encontra-se em Igensdorf-Stöckach na região de Franconia-Alemanha. A fundação católica da Exaltação da Santa Cruz em Stöckach-Forth possui um bosque, em cujo limite se encontra esta ermida, que foi abençoada em 2015.

Stefan Bergmann, arquiteto diocesano, batizou a ermida que ele próprio desenhou, com o nome: In touch with Maria (Em contacto com Maria).

Deixemos que o próprio Sr. Bergmann nos fale acerca da sua primeira obra, “In touch with Maria” e nos descreva o sitio onde se encontra: “A representação de Schoenstatt está feita de metal fino, de tal modo que os contornos só se tornam visíveis à vista direta – esperando ser descobertos, digamos assim… A mim parece-me bastante apropriado o lugar diante das três árvores, o grupo de árvores recorda um pouco a cena da crucificação. Deste modo, a imagem une-se à representação de Cristo/Maria no nascimento de Cristo, onde muitas vezes aparece inclusive a cruz, como una referência à morte de Cristo. E Maria também faz parte da cena da crucificação… todo o resto é tarefa de interpretação teológica, ou melhor, de cada um que visita a imagem…”.

Para as promotoras da “Iniciativa Pozzobon-Belmonte”, Ana Echevarría, Mercedes Bonorino, Mercedes MacDonough, Cristina White e Monina Crivelli –a lista lê-se como o quem é quem da internacionalização da Campanha da Mãe Peregrina–, a ermida de Igensdorf-Stöckach é algo muito especial. João Pozzobon conheceu as ermidas e os cruzes nas ruas (humilladeros) durante a sua visita ao sul da Alemanha, e imediatamente compreendeu a sua força evangelizadora. Ermida, um lugar no meio de uma cidade, no meio das ruas, para entrar em contacto com Maria. In touch.

Logo depois do seu regresso da Alemanha e Roma, João incentivou e construiu ermidas. Agora, estas regressam à Europa, vão a Belmonte. Já são mais de 100, a maior parte da Argentina, onde a iniciativa teve uma forte ressonância, mas também Brasil, Bolívia, Chile, Uruguai e Paraguai. Há uns dias chegou a primeira foto dos Estados Unidos, uma ermida à beira do caminho, na cidade de Falfurrias, Texas. E a imagem da ermida de Stöckach. In touch with Maria.

www.pozzobon.roma-belmonte.info

Original: alemão. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , , , , ,