Colocado em 14. Dezembro 2016 In Vida em Aliança

Lua-de-mel visitando o Papa ou “foi muito lindo em Belmonte”

Maria Fischer •

Pôde sentir-se a alegria do Papa Francisco quando falou sobre a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) na primeira Audiência Geral a seguir às férias de verão:

“Iniciemos precisamente com os jovens, que foram o primeiro motivo desta Viagem. Mais uma vez responderam ao chamado: provenientes de todo o mundo — alguns deles ainda estão aqui! [indicou os peregrinos na Sala] — uma festa de cor, de rostos diversos, de línguas, de histórias diferentes. Não sei como fazeis: falais línguas diferentes mas conseguis compreender-vos! E porquê? Porque sentem a mesma vontade de caminhar juntos, de construir pontes de fraternidade…” Com o resto dos peregrinos, estava na sala (devido ao calor, a Audiência realizou-se na Sala de Audiências Paulo VI), um jovem casal alemão, pertencentes ao Movimento de Schoenstatt: Katharina e Christoph Schleifer, de Munique, recém- casados. A noiva tinha, de novo, o seu vestido de noiva e, desde há algum tempo estavam muito emocionados com este maravilhoso prelúdio da sua lua-de-mel que, os levaria de Roma à Sardenha. “Tudo funcionou maravilhosamente e, especialmente, tivemos um dia maravilhoso com o Papa”, escreveram cheios de felicidade semanas mais tarde.

img-20160920-wa0013

Levar o vestido de noiva para a Sardenha? Temos o nosso lar em Roma…

Só havia um problema: iriam ao encontro com o Papa com o vestido de noiva, mas, levá-lo a seguir para a Sardenha? Não tinham amigos ou conhecidos em Roma. Mas tinham um lar! “O nosso lar em Roma”: muitos chamam assim ao Centro Internacional de Schoenstatt Belmonte. O casal visitou o site de Belmonte e expressaram o seu pedido pouco habitual: depois da Audiência com o Papa tinham planeado peregrinar a Belmonte e ali trocar de roupa e deixar o vestido de noiva para o ir buscar no fim de Agosto quando voltassem para a Alemanha.

dsc03068

Lua-de-mel em Belmonte

O Reitor, Daniel Lozano esteve quase todo o mês de Agosto em Schoenstatt, ainda conseguiu cumprimentar o casal mas, como recuperariam as suas coisas? A Irmã Yvonne estava em Belmonte. E, deste modo tudo se resolveu muito rapidamente e sem complicações.

Os noivos passaram um momento lindo em Belmonte. Enviaram uma série de fotografias e escreveram: “Se quiserem podem utilizar as fotografias para serem publicadas, se com isso podemos multiplicar a alegria!” Também deixaram um donativo para Belmonte. Obrigado por tanta alegria num dia tão especial em Roma!

dsc03060

Original: espanhol. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,