Colocado em 2016-07-24 In Vida em Aliança

“The Gathering” – explicação de um símbolo que em breve será visto em Belmonte

AUSTRÁLIA/BELMONTE, Pe. Denis Foley •

A Austrália já trouxe o crucifixo que um dia dirá àqueles que passarem uma noite ou mais no quarto 102 em Belmonte, da cultura e da história da Austrália. Chama-se: “The Gathering”.

O artista que pintou o crucifixo, “The Gathering”, é um ancião de uma tribo do sul de Sydney. A sua terra estende-se por uma área desde as montanhas até ao mar. A linha ondulada representa as ondas do mar. Cada ponto na figura representa uma pessoa. Os australianos vêm do estrangeiro. Há um círculo de pontos brancos, onde os braços da cruz se juntam; isso significa um encontro. Aborígenes reuniram-se para compartilhar histórias, comércio e educação. A duração da reunião depende da fonte de alimento. Desde há dezenas de milhares de anos, os aborígenes têm desenvolvido uma espiritualidade que está intimamente ligada à terra que eles cuidam e que lhes fornece comida.

Cristo está no centro do encontro e fornece-nos o alimento para a vida eterna. Há oito figuras que dançam no interior do encontro representando a alegria de estar unidos com Cristo.

Em Schoenstatt, a nossa terra é o santuário onde a nossa Santíssima Mãe distribui graças ganhas por seu Filho na cruz. Como o batismo é para a Igreja, assim a nossa “Aliança de Amor com a Mãe de Deus, o nosso fundador, O Padre Kentenich, no santuário” conduz-nos para este encontro que nos dá a responsabilidade de cuidar pela terra e pelas pessoas que aí vivem.


www.roma-belmonte.info

Tradução: José Carlos A. Cravo, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *