Colocado em 2016-05-10 In Schoenstatteanos, Vida em Aliança

Ele está no seu caminho de felicidade e de realização pessoal como homem de Deus

CHILE/PORTUGAL, por José Cravo •

Passaram 10 anos desde que o Gonçalo partiu de Portugal rumo ao Chile, para iniciar o postulantado e a seguir o noviciado no Paraguai. Parece que foi ontem…

Na verdade foi há 12 anos que o Gonçalo nos revelou a sua vocação sacerdotal e que iria ingressar no Instituto dos Padres de Schoenstatt. Era um domingo de fevereiro, à noite e, para a mãe, a notícia não foi uma surpresa. Já eu, fiquei sem sono nessa noite! Por alegria, por incerteza, por emoção, per … sei lá que mais.

A sua caminhada de Cristão integrado nos acólitos da paróquia, nos grupos de jovens, na catequese, a sua vida social como ginasta e o seu percurso de estudante de gestão na universidade, não indiciavam, na minha percepçao, uma decisão desta natureza, mas ele sentiu o chamamento de Deus e seguiu-o.

image001

Rainha e educadora dos nossos corações para Jesus

Como não foi para o seminário em 2004, apenas a família mais chegada sabia da sua decisão, tendo sido um segredo guardado durante 1 ano, o que nos motivou a coroar a Mater no nosso Santuário Lar como Rainha e educadora dos nossos corações para Jesus. Ou melhor dito, coroámos a Mater e coroámos Jesus pois a nossa filha Maria, que tinha então 5 anos, chamou-nos à atenção para a importância de coroarmos também Jesus!

Há uns tempos, o Pe. Diogo disse que nós “éramos culpados”! Apesar de na língua portuguesa o termo “culpado” ter uma conotação negativa, sentimos que somos os responsáveis pelas consequências de termos escolhido uma vida de Cristãos que se empenham a trabalhar na paróquia, que aceitam o desafio de fazer a aliança Matrimonial e a Aliança de Amor como membros do Movimento Apostólico de Schoenstatt, mas temos a certeza que, apesar da nossa quota-parte, foi Deus e a Mater que chamaram o Gonçalo e lhe tocaram o coração de jovem.

image005

Pai, faz de mim um milagre de Misericórdia

Neste sábado, dia 30 de abril, sentimo-nos a transbordar de emoção que nos fez chorar e de uma imensa alegria que tinha expressão no ambiente festivo que envolveu a celebração da ordenação de diácono do Gonçalo, que tinha o rosto compenetrado e muito sério, tal como tinha estado no dia anterior, (que observámos pelas fotos pois não assistimos) quando fez a sua consagração perpétua como membro do Instituto dos Padres de Schoenstatt.

Foi uma transfiguração que se deu no Gonçalo após a imposição das mãos. Quando subiu para o altar o seu sorriso irradiava uma alegria contagiante que nos transmitiu uma confiança que ele está no seu caminho de felicidade e de realização pessoal como homem de Deus.

O seu lema – Pai, faz de mim um milagre de Misericórdia – já está latente nas suas atitudes e nas amizades que conquistou com o seu modo de ser, simples e humilde, disponível e compassivo para com os seus pares e vizinhos na paróquia de Nossa Senhora das Mercês – capela da Misericórdia – onde viveu neste último ano e onde fomos acompanhá-lo na celebração da sua primeira missa, ouvimo-lo na sua primeira homilia como diácono e no final deu-nos uma bênção particular.

 

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *