Colocado em 2016-04-10 In Vida em Aliança

Um passo importante no Processo de Beatificação de José Engling

Por schoenstatt.org •

Acabámos de receber a notícia, da parte do Pe. Juan Pablo Catoggio, Presidente da Presidência Internacional de Schoenstatt, que em 7 de Abril foi possível dar um passo positivo no Processo de Beatificação de José Engling.

O Pe. Dr. Joachim Schmiedl, Postulador do Processo, publicava no seu perfil de Facebook, a seguinte informação:

“Em 7 de Abril de 2016, o Postulador Geral dos Pallottinos, Pe. Jan Korycki SAC, entregou a “Positio super vita, virtutibus et fama sanctitatis Josephi Engling Alumni Societatis Apostolatus Catholici” à Congregação para as Causas dos Santos. Durante os últimos anos, o Pe. Korycki e eu próprio, temos vindo a trabalhar, arduamente, neste livro de mais de 500 páginas.

Agora esta Positio vai para a Comissão Histórica, a seguir para uma Comissão Teológica. Se e quando, houver algum milagre por intercessão de José Engling, poderá ser efectuada a Beatificação, salvo se, tal como já aconteceu várias vezes, as regras jurídicas mudarem.

Um agradecimento cordial ao Pe.Korycki e ao Relator, Pe. Kijas”.

José Engling – A Acta de Fundação vivida

José Engling (1898-1918) Alemanha. É o “Documento de Fundação vivido”, assim expressara o Pe. José Kentenich, que, pouco tempo depois da morte de José Engling, deu início à publicação das páginas do diário e de cartas de Engling na revista schoenstatteana “MTA”.

José Engling pertenceu à Geração Fundadora do Movimento Apostólico de Schoenstatt; é oriundo de um lugarejo de Ostpruessen (outrora Alemanha, hoje Polônia) e foi aluno do Colégio dos Palotinos, situado em Vallendar-Schoenstatt, Alemanha. Quando, em 18 de outubro de 1914, o Pe. Kentenich com seus alunos mais velhos selou a Aliança de Amor com Maria Santíssima, na antiga Capelinha de São Miguel, no Santuário Original, José Engling não se encontrava presente. Porém acolheu em si este feito em total plenitude, tornando-se Schoenstatt seu conteúdo vital.

As páginas de seu diário refletem profunda e claramente todos os ímpetos que o Pe. Kentenich proferira para a novíssima fundação. O vencer as limitações físicas, os êxitos e os muitos insucessos no apostolado, sua auto-educação e as rudezas da vida de soldado nas trincheiras da Primeira Grande Guerra converteram-se em valiosas contribuições para o Capital de Graças, tornando-se para ele um bem precioso para o crescimento de Schoenstatt. Ofereceu sua vida por essa intenção no dia 31 de maio de 1918. Veio a falecer em 4 de outubro de 1918, vítima de uma granada, nas proximidades de Cambrai, França.

Original: espanhol. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , , ,

2 Responses

  1. Meus amados irmãos shoenstattianos!!
    Como agradeço todas as publicações e livros do querido Padre Kentenich, como de vossa família!! Muito tem me ajudado a voltar minha vida à caridade, à fidelidade como mãe, esposa, filha!!
    Muito obrigada pela abertura e acolhida a todos peregrinos, aqueles que não têm nenhum grupo, aqueles que estão precisando de conselho, de direção, de abrigo!!!!
    Aqui lhes escreve uma mãe brasileira. Meu esposo e eu temos 7 filhos, um no céu. Conosco 5 meninas e 1 menino. Teresa, Tiago, Verônica, Catarina, Cecília e Clara. Eduardo meu esposo.
    Pedimos orações em proteção à nossa família !!!
    São muitos ataques que sofremos por sermos servos de Deus. Que Nossa Senhora Mãe e Rainha Três Vezes Admirável de Shoestatt abençoe as nossas famílias!!!

  2. Me encanta que este artículo tambien sirvió a la redacción de la pagina de las Hermanas de Maria en Atibaia… aunque parece que no les alcanzaba el tiempo para al menos mencionar la fuente de la traducción al portugues…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *