Colocado em 2016-03-09 In Vida em Aliança

O amor misericordioso de Deus é o maior ponto de encontro entre o Papa Francisco e o Pe. Kentenich

ARGENTINA, por Claudia Echenique •

De visita à Argentina, na la 22° Festa do Santuário de Sión, o Pe. Juan Pablo Catoggio, Superior Geral dos Padres de Schoenstatt, destacou que “o amor e a misericórdia infinita de Deus para com os seus filhos, são talvez o maior ponto de encontro entre o Papa Francisco e o nosso Pai Fundador. Os dois têm o mesmo anseio, a mesma convicção: que esta mensagem de Misericórdia chegue ao homem de hoje, que tanto necessita dela”.

FiestaSion2016 008

Todos quiseram estar presentes na Festa de Sión

Domingo, dia 28, amanheceu cheio de sol em Florencio Varela, e desde cedo começaram a chegar automóveis e autocarros de distintas comunidades da Região Grande Buenos Aires, com peregrinos da Obra das Famílias, o Círculo Vocacional,as Irmãs de Maria, os jovens, a União de Mulheres, a Campanha da Mãe Peregrina, o Ramo das Mães e os vizinhos do bairro. Todos quiseram estar presentes para acompanhar os Padres de Schoenstatt da Argentina, na 22° Festa de Sión. Uma especial referência para três senhoras do Ramo das Mães do Santuário de Querétaro, México, de visita à Argentina.

Ao dar as boas-vindas, o Pe. Javier Arteaga, Superior Regional, partilhou duas novidades desta Festa. A primeira foi, que a missa se celebrou ao lado do Santuário e não frente a ele, já que as árvores em seu redor foram podadas para que cresçam mais fortes e, portanto, há pouca sombra naquela zona, o que não é de pouca importância em fevereiro em Florencio Varela.

FiestaSion2016 021

O Pe. Juan Pablo Catoggio visitou o seu país natal

FiestaSion2016 034

A segunda e mais importante novidade foi que, quem acompanhou os Padres da Região na sua Jornada anual e presidiu à missa, foi o Pe. Juan Pablo Catoggio, o qual se mostrou muito contente nesta primeira visita ao seu país natal, depois de ser eleito Superior Geral dos Padres de Schoenstatt em agosto passado. E expressou-se assim “É uma grande alegria poder celebrar novamente esta Festa de Sión, que marca, de alguma maneira, o começo do ano. É um ponto de encontro no qual, junto à Mater e em torno do Santuário, nos reunimos como Família”.

Na sua homilia, o Pe. Juan Pablo centrou a sua reflexão no texto de Moisés perante a sarça ardente (Éxodo 3, 1-8, 13-15), a partir de onde podemos encontrar três momentos, três nomes para Deus, que correspondem a três etapas na vida da fé: em Moisés, na nossa vida pessoal e também na vida do Padre José Kentenich.

O Deus dos nossos pais e o nosso Deus

Quando se referiu à nossa vida pessoal, assinalou uma primeira etapa na qual Deus é “o Deus dos nossos pais, da nossa catequese, da nossa tradição”. Uma segunda etapa na maturidade da fé, onde “descobrimos Deus de uma forma mais pessoal, é o nosso Deus e decidimo-nos por Ele”. Finalmente, na terceira etapa, temos a experiência mais profunda de que Deus vê a nossa pequenez, as nossa misérias e pecados com o seu amor de Pai misericordioso”.

Três momentos na vida do Pai Fundador

FiestaSion2016 090

Em seguida, traçou um paralelo destes três momentos com a vida de fé do Pai Fundador. Assim na década de ’20, “o Pai deu muitos cursos acentuando temas doutrinais, mais catequéticos. A partir dos anos ’30, centrou a sua mensagem na Divina Providência: o Deus da minha vida, que conduz a minha história. Na última etapa da sua vida, no final do exílio, quando estava em Roma, escreve uma carta de Natal à Família de Schoenstatt. Nela, o Padre Kentenich diz: “O que é novo para nós é a grandeza extraordinária desse amor divino e misericordioso.(…) O mais importante para nós é Deus: o Pai e o seu amor misericordioso’ (Carta do Pai e Fundador, José Kentenich, à sua Família de Schoenstatt – Roma, 13/12/1965).

Maria no Santuário oferece-nos o abraço do Pai

Para concluir, o Pe. Juan Pablo refletiu sobre as atitudes neste Ano da Misericórdia e o pedido do Papa Francisco de que a Igreja tem que ser Mãe, lar para todos. E precisou: “Essa é a mensagem de Schoenstatt, é a mensagem da nossa Aliança e do nosso Santuário. Se algo Maria nos quer oferecer no seu Santuário, é a experiência de ser filhos prediletos do Pai que, ao chegar, nos abraça com a sua misericórdia”.

Homilia do Pe. Juan Pablo Catoggio (mp3)

Durante a missa, continuou a chegar gente, muitos mais que em festas anteriores. Isto viu-se refletido no simples facto de que, no momento da comunhão, as hóstias não chegaram e os padres tiveram que ir buscar mais ao Santuário.

Algumas pessoas surpreenderam-se ao encontrar menos padres que nos anos anteriores. O Pe. Juan Pablo explicou o motivo: “Desde o ano passado, a comunidade no Paraguai formou uma Delegação

e então agora, têm a sua própria Jornada. Mas hoje estão presentes o Pe. Tommy Nin Mitchell, Superior delegado, e o Pe. Martín Gómez, os quais participaram nesta jornada aqui em F. Varela.”

FiestaSion2016 071

P. Javier Arteaga

A minha primeira visita a Sión

Para outros, esta Festa foi a primeira visita a Sión. Chana Piña, do Ramo das Mães do Colégio Mater em Buenos Aires, conta-nos: Muitas vezes estive perto mas nunca visitei Sión. No domingo passado, por ocasião da Festa dos Padres, fui pela primeira vez. As sensações foram muitas mas o dominador comum foi sentir “Família”. Desde o gesto mais pequeno até à homilia do Pe. tudo tinha cheiro a Família. Saudações, abraços fraternais entre Aliados, todos presentes: os jovens, as mães, os casais, as Irmãs… Palavras especiais merece o Santuário, bonito como todos mas com a sua originalidade, um Santuário de todos mas guardado e cuidado por homens, que souberam encarnar o amor que o Padre Kentenich tinha para com a Mãe e Rainha. Sem dúvida! Foi uma bonita experiência de Família, unidos em Aliança, com a mesma Mãe!”.

Uma surpresa no Santuário

Depois do almoço bem organizado pela “Región de la Liberación” da União das Famílias de La Plata, muitos peregrinaram até ao Santuário. Ali esperava-os uma imagem que surpreendeu e cativou a todos: um estátua do Padre Kentenich de joelhos e em oração, obra do escultor Gabriel Schmidt, foi levada especialmente, para esta Festa, desde Belén de Escobar até Sión. “Esta imagem é uma maravilha. O pai olha-me e convida-me à oração com ele” exclamou uma senhora quando chegou e viu a estátua.

Acompanhados por esta presença paternal do Fundador, o Pe. Juan Le Vraux, ordenado em novembro passado, teve a seu cargo a Adoração e Bênção eucarística, com a qual concluiu esta bonita jornada familiar.

 

 

Fotos: Osvaldo Martín – Claudia Echenique

Video: Claudia Echenique

Original. Espanhol. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *