Colocado em 2015-11-22 In Vida em Aliança

Jornada de outubro, em novembro

USA, TEXAS, por Carlos Cantú •

A Família de Schoenstatt no Texas tradicionalmente celebra a sua Jornada anual de outubro no último domingo do mês. Este ano, no entanto, devido às chuvas torrenciais sentidas no Texas naquele fim-de-semana, a Jormada de outubro teve de ser realizada no 1º domingo de novembro, a Festa de Todos os Santos. Talvez tenha sido uma coincidência apropriada, ou foi a Divina Providência para nos lembrar que todos somos chamados à santidade? Este 1 de novembro, a celebração da Jornada de outubro também foi realizada em conjunto com a Campanha do Rosário da Mãe Peregrina. No Texas, a Campanha da Mãe Peregrina tem dois dias especiais no calendário no Santuário Confiança/Centro de Schoenstatt. Estes dois dias são dias de peregrinação para todos os participantes, incluindo as pessoas/famílias que recebem a Mãe Peregrina nas suas casas. Nesses dias, os coordenadores/Missionários renovam o seu compromisso por mais um ano; os novos coordenadores/missionários são empossados para começarem o seu apostolado com a Mãe Peregrina; e, aqueles que foram preparados, selam a Aliança de Amor com a Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt no Santuário Confiança. No dia 1 de novembro, foram seladas trinta e nove Alianças de Amor no Santuário Confiança.

IMG_0953

Ilimitada, infantil, confiança vitoriosa

É importante notar que, neste dia, estivemos não apenas a proclamar o nosso novo lema COM MARIA, NÓS VAMOS – um novo Pentecostes para o nosso tempo, mas também estávamos comemorando a libertação do nosso Pai fundador do exílio, que teve lugar há cinquenta anos. Também destacámos as três datas importantes relacionadas com este evento: o dia 22 de outubro de 1965, quando o Papa Paulo VI reintegrou o Padre Kentenich como Pai e Fundador da Família de Schoenstatt; o dia 22 de dezembro de 1965, quando o Padre Kentenich teve a sua audiência com o Papa Paulo VI; e o dia 24 de dezembro de 1965, quando nós vivenciámos o Milagre da Noite Santa, quando o Padre Kentenich regressou a Schoenstatt e celebrou a Santa Missa no Santuário Original. Também não devemos esquecer que o nosso Santuário Confiança, que foi dedicado em 1959, foi oferecido como um presente de agradecimento antecipado pela libertação do Padre Kentenich do exílio. A nossa família de Schoenstatt no Texas tem uma ligação especial com o nosso Pai Fundador, porque o Santuário Confiança foi oferecido em espírito de “ilimitada, infantil, confiança vitoriosa”. Em 1967, o nosso Pai Fundador ofereceu-nos o Símbolo do Pai, agora faz parte do nosso Santuário, confirmando o seu afecto à sua Família de Schoenstatt no Texas.

A fé prática na Divina Providência

IMG_0976O dia começou em frente ao Santuário. Após uma leitura do primeiro Documento de Fundação, foi cantado o hino do Jubileu 2014 “tua aliança, nossa missão”. Seguiu-se um tempo de oração e concluiu-se com o cântico, MARIA DA ALIANÇA. Em seguida, dirigimo-nos para a casa para a Celebração Eucarística; o Pe. Marcelo Aravena celebrou a missa. O Diácono Michael Myers ajudou (o Diácono Myers e a sua esposa estavam entre os trinta e nove que selaram a sua Aliança de Amor). Na homilia, o Pe. Marcelo destacou que a Aliança de Amor é um caminho de santidade, e ajuda-nos a estarmos centrados em Deus. “Será que organizamos o nosso dia em torno de Cristo?”, perguntou. Ele também declarou: “Quando faz a Aliança de Amor, a sua vida não é mais centrada sobre si mesmo, não é sobre o que eu quero que aconteça na minha vida. É sobre o que Deus me quer, a fé prática na Divina Providência, com o foco em Deus. ”

Depois da Missa, o Padre Marcelo falou sobre o nosso novo lema, e sobre como queremos ir com Maria para trazer um novo Pentecostes para os nossos tempos. Queremos ir para a frente, nós queremos compartilhar a nossa Aliança de Amor com os outros, e precisamos sair dos nossos círculos e abraçar os outros.

Depois de uma pausa para o almoço, aqueles que estavam para ser nomeados como coordenadores/missionários pela primeira vez; aqueles que estavam para renovarem o seu compromisso como coordenadores/missionários por mais um ano; e os trinta e nove que iam selar a Aliança de Amor, foram convocados para o Santuário.

As palavras do Pai à sua família e uma oração em família

IMG_0981Após a impressionante cerimónia, toda a gente voltou para a casa, para uma apresentação audiovisual que incidiu sobre o Padre Kentenich e a sua libertação do exílio. A apresentação ressaltou as palavras do Pai para a sua família em Milwaukee: “Filho, não te esqueças da tua Mãe; Criança, não te esqueças das misericórdias de Deus; Criança, não te esqueças da tua miséria.” O Padre Kentenich partiu de Milwaukee em 16 de setembro 1965, e dirigiu-se para Roma passando por New York. E o resto é uma história bonita cheia de graça que devemos aprofundar e tomar como nossa.

Após a apresentação, fomos todos para o Santuário, fazendo um anel de lealdade de ambos os lados à frente do Santuário e incluindo a estátua do nosso Pai Fundador. Depois de cantarmos “Eu e o Pai somos um” e de uma breve explicação sobre a oração de compromisso com o nosso Pai Fundador, o Padre José Kentenich, foi recitada a seguinte oração:

Caro Padre Kentenich, nosso Pai Fundador,

O tempo presente é um momento muito importante para a nossa Família de Schoenstatt. Há cinquenta anos atrás, as rodas puseram-se em movimento para o fim do seu exílio. Tinha recebido o telegrama informando-o para se apresentar aos seus superiores em Roma, e quando estava lá, um drama desenrolava-se, revelando a grande luta entre o Celestial e as forças demoníacas. Você, no entanto, permaneceu calmo, confiando na Divina Providência. Você já tinha sobrevivido ao inferno de Dachau, à incompreensão da Igreja, que você amava, e aos catorze anos de exílio, separando-o da sua família de Schoenstatt. São Miguel e a nossa Mãe Três Vezes Admirável derrotaram os seus adversários e o Papa Paulo VI reabilitou-o e restaurou-lhe a sua posição como Pai e Fundador da Família de Schoenstatt. O grande milagre da Noite Santa foi vivenciado pela sua família de Schoenstatt quando retornou para Schoenstatt na véspera de Natal e a família foi capaz de se alegrar sabendo que o seu Pai e Fundador estava em segurança em casa.

À medida que continuamos a nossa jornada, agora no segundo século desde a nossa fundação, nós olhamos para trás, para o nosso grande legado do exílio e reflectimos sobre a herança que nos deixou. Há três partes principais do nosso legado do exílio:

  • A nova imagem do Pai, Filho e comunidade
  • o Dilexit Ecclesiam (amor à Igreja), e
  • o O Santuário Lar e o Santuário Coração

Pai, esta é a herança, o que você nos deixou. Com esperança e alegria, confiantes na vitória, vamos com Maria para os novos tempos, para a Igreja, a todas as famílias, implorando um novo Pentecostes, nós vamos para o mundo oferecendo Schoenstatt como um remédio para todos os tempos.

Querido Pai, nós assumimos o nosso compromisso contigo. Nós queremos ser teus missionários da Aliança de Amor e construir uma cultura de Aliança. Você pode contar connosco, a tua Família de Schoenstatt no Texas. Amém!

Mão na mão com o pai para os novos tempos

Após a oração de compromisso, cada participante colocou a sua mão na mão do Padre Kentenich como um sinal de ir com o Padre Kentenich para os novos tempos. O Pe. Marcelo, então, deu a cada pessoa uma imagem do Padre Kentenich, a imagem onde ele está ajoelhado no Santuário Original na véspera de Natal e uma lembrança do Milagre da Noite Santa.

O dia terminou com a renovação da Aliança de Amor e escutámos a voz do Padre Kentenich na forma como ele dá a sua bênção. Em seguida, todos receberam um delicioso biscoito em forma de Santuário!

Taken by Sr. M. Corelia

Original: Inglês. Tradução: José Carlos A. Cravo, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *