Colocado em 23. Outubro 2015 In Vida em Aliança

As surpresas de Deus

BRASIL, Mechthild Jahn e Renate Dekker •

A Santíssima Virgem é leal. Assim como seguiu o nosso Pai Fundador, José Kentenich, para o exílio em Milwaukee, também se manteve fiel a nós. Ela elegeu um pequeno lugar precisamente na nossa paróquia. São João Evangelista em Biguaçu, em Florianópolis. Durante a nossa visita à Alemanha soubemos que se ia construir um Santuário na província de Santa Catarina, mas ninguém sabia exatamente onde.

A través de chamadas telefónicas e de uma pesquisa no Google Maps descobrimos o lugar. Logo que chegámos ao Brasil, pusemo-nos imediatamente à procura dele. Ficámos surpreendidos e admirados. Não podia ter sido melhor! Exatamente a 6 km de distância de onde nós estamos, na localidade de Tijuquinhas, dar-se-á à Santíssima Virgem um lugar especial num grande e bem cuidado jardim. Tem também uma casa onde os schoenstattianos poderão reunir-se no Natal.

image015

Na periferia

Numa manhã de domingo, dia 11 de outubro, quando saímos para esse lugar, encontrámos inicialmente uma zona muito íngreme, nos arredores da cidade de Biguaçu. Tomámos o “caminho secreto” através de um estreito e sujo túnel sob a auto-estrada BR 101, que já conhecíamos porque tínhamos ido ali comprar flores a um grossista, para a igreja paroquial. Passámos à frente de umas barracas de madeira, circulávamos por um caminho de pedras e buracos, e pouco depois chegávamos junto de um grande muro com um portão fechado: Casa 249.


“Podemos visitar o lugar para o futuro Santuário da Mãe Peregrina?”

A estrada foi bloqueada? Devemos tocar a buzina? Tomámos coragem para ir até ao portão elétrico, tocámos à campainha e perguntámos: “Podemos visitar o lugar para o futuro Santuário da Mãe Peregrina?” Uma voz respondeu: “O portão está avariado. Esperem. Vou abrir”. Depois de algum tempo o portão moveu-se e, que surpresa, recebeu-nos a Ir. Cleonice, a procuradora da Província Tabor. Abriu os braços e gritou: “Finalmente chegaram! Rezei com tanta força para que nos encontrassem. Telefonei-te várias vezes mas ninguém atendeu!.Ela cumprimentou a Renate com um grande Abraço. Perguntámos-lhe, “Como fizeram para encontrar um lugar tão lindo?” “É uma longa história. Entrem que já vos conto”, foi a sua resposta.

Na casa encontrámo-nos com outra amiga de Renate, a Ir. Teresinha. Ela recebeu-nos calorosa e alegremente. Mostraram-nos a casa de três pisos completamente mobilada, com elevador, os jardins e uma pequena capela, assim como uma maravilhosa vista para o bosque e o mar.

image013

As surpresas de Deus

As Irmãs contaram-nos então o que para elas e para nós eram as avassaladoras surpresas de Deus.

Ninguém se preocupou com as horas, e já era muito tarde. Convidámo-las a almoçar num pequeno restaurante ali próximo. Enquanto comíamos continuaram a sua história.

Mas a melhor parte desta viagem de descoberta foi o carinho com que Renate foi recebida.

A Ir. Cleonice recordou-nos que durante os últimos cinquenta anos Renate dizia muitas vezes: “A minha terra natal, Santa Catarina, tem que ter um Santuário de Schoenstatt!”.E agora aqui será. Os milagres acontecem! Isso fez recordar Renate a expressão do escritor português Fernando Pessoa, “Se nós sonhamos e Deus pensa, a obra tem êxito”. Mechthild recordou uma frase de Helder Camara, “Se alguém sonha no seu próprio sonho, é só um sonho. Se muitos sonham juntos, é o começo de uma nova realidade”.

Quando a Ir. Cleonice, que sempre se deu bem com Renate, e a Ir. Teresina escutaram o ideal do nosso Santuário Lar “Um grão de mostarda de esperança”, espontaneamente comentaram: “A semente já deu os seus frutos”.

image017

Está este tipo de propriedade em harmonia com o desejo do Papa Francisco de “uma Igreja pobre”?

As Irmãs estão ainda espantadas com este presente, que o nosso bispo D. Wilson quase “obrigou” a aceitar, porque ele era amigo do generoso doador. O terreno vizinho também foi comprado pelas Irmãs para que os autocarros tenham lugar para estacionar, e as pessoas tenham um lugar para se refrescarem antes de visitar a Santa Mãe. Isto deve-se a que a Mãe Peregrina está viva em Santa Catarina e atrai milhares de corações para si.

Uma das perguntas urgentes para o bispo, para as Irmãs e líderes laicos antes de aceitarem a luxuosa casa e os fantásticos jardins foi: ¿Está, este tipo de propriedade, em harmonia com as declarações do nosso Papa Francisco? Aconteceram longas conversas com o bispo e os laicos, que tinham investido muito tempo e trabalho nessa casa e nesse jardim e que continuarão a dar o seu apoio ativamente, Renate comentou: “Vocês estão na periferia. Simplesmente abram a porta e tornem-se amigos dos vizinhos!” A Ir. Cleonice relatou que todos os visitantes estão felizes e dizem: “Isto é maravilhoso! A Santíssima Virgem merece-o!”. Nós também estamos espantadas por tamanho presente.

image021

Bênção no dia 5 de setembro

Descobrimos na internet fotografias da bênção da propriedade, levada a cabo no dia 5 de setembro, quando ainda estávamos na Alemanha. Nessa ocasião foi entronizada a Santíssima Mãe na pequena capela da propriedade. Três bispos estiveram presentes: o bispo emérito D. Vito, o nosso arcebispo D. Wilson e D. Rafael de Blumenau (membro da União de Sacerdotes de Schoenstatt), juntamente com muitos sacerdotes, representantes da política e da sociedade e cerca de 1300 peregrinos.

¡Magnificat anima mea Dominum!

image023

Original: Inglês. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , ,