Colocado em 2015-08-27 In Vida em Aliança

O Santuário de todos nós – Carta do reitor de Belmonte 7/8 2015

Belmonte, Pe. Daniel Lozano •Queridos filhos, irmãos e amigos:

o mês de julho chegou ao fim e Roma entra de férias. Retomaremos as atividades no domingo, dia 6 de setembro, com a jornada onde participarão delegados de toda a Itália. Será iniciada às 9 horas e terminaremos com a Santa Missa às 17,30 hs.

No dia 18 de julho, dia de muito calor, tivemos a missa com a qual encerrámos o ano pastoral. Não eramos muitos mas tivemos uma participação muito bonita.

Belmonte continua a crescer, vamos dando passos mais firmes para o final da Domus Padre Kentenich e, realmente, São José está a fazer trabalhar os operários. A falta de dinheiro é o motivo pelo qual não está terminada ainda a obra.

O que tenho constatado é que, a nivel internacional, é pouca a consciência da importância que tem Belmonte para Schoenstatt na Igreja em Roma. A nossa presença na Cidade do Papa faz-nos ser mais conhecidos a nível internacional. Este era o pensamento do Padre José Kentenich e por isso é que a obra é de todos nós.

Todos podemos fazer “algo” para completar a construção e oferecer à Igreja, a partir de Belmonte, o carisma que Deus deu ao Padre Kentenich. Uns poderão ser promotores desta iniciativa, outros oferecer a sua tarefa de santificação da vida diária e também com pequenos sacrifícios, fazer uma contribuição económica (se todos os schoenstattianos dessem 1 Euro, já teríamos mais do que suficiente). Sei que cada comunidade tem as suas necessidades, mas esta é a obra de todos. Penso na contribuição para um quarto feita por Burundi ou pela República Checa, que não são os países mais ricos do planeta. MAS SIM, TODOS PODEMOS ORAR PARA PEDIR A DEUS, POR MEIO DE SÃO JOSÉ, que possamos oferecer ao Pai o cumprimento do seu sonho: BELMONTE, O SANTUÁRIO DE TODOS NÓS.

Deus vos encha de bênçãos e como diz Francisco: “Rezem por mim”.

Pe. Daniel Lozano

Notícias de Belmonte – em Roma e do mundo

A talha de Burundi continua a encher-se

Apesar de já terem passado vários meses de se ter colocado a talha de Burundi no Santuário de todos nós em Belmonte, continuam a chegar contribuições virtuais para encher a talha com o “vinho” da paz e reconciliação para este país. A violência continua, também a insegurança e um difícil destino aguarda os milhares de refugiados burundeses nos países vizinhos.

Avançam as obras

O Pe. Georg Egle, encarregado de supervisionar as obras de construção em Belmonte, relata que últimamente foi feito um caminho que liga a ermida ao estacionamento; assim os peregrinos podem chegar facilmente à ermida.

Dentro da casa, estão a ser feitas obras de instalação, e já se estão a limpar os quartos, para que em setembro possam chegar os móveis.

Uma sala para cada país

No início de setembro, finalmente, vamos saber quais serão os quartos que levarão o nome do Chile, Alemanha, Austrália, Bolívia, Argentina, Suíça…, de todos os países onde há um Santuário. Vão ser colocados os nomes dos países nos respetivos quartos, para que, a partir do momento que comecem a chegar os peregrinos de cada país, possam “identificar” e visitar o quarto do seu país e inclusive os dos outros países. Este é o momento para apelar à iniciativa e criatividade, pois ainda há muitas salas que estão vazias, ou seja, sem imagem da MTA, sem cruz e sem outro símbolo cultural ou religioso, dado que ainda nem todos os países conquistaram os símbolos. Vamos em frente!Nenhum dos países debe faltar nesta demonstração única da riqueza dos povos e nações que fazem parte do nosso Schoenstatt internacional!

Mais sobre os quartos e como participar

Horários durante o verão

Durante estas semanas de verão em Roma, não há missas em Belmonte, mas o Santuário permanecerá aberto para os peregrinos todos os dias. Por razões de segurança a porta principal (de cima) permanecerá fechada, a entrada será pela porta situada junto à Domus Padre Kentenich (Vía di Santa Gemma, 17). As atividades habituais serão retomadas no dia 6 de setembro.

Há que ser criativos: projetos conseguidos

No Centro de Schoenstatt em Würzburg, Alemanha, tiveram uma excelente ideia para criar uma presença contínua de Belmonte, mesmo quando não há atividades nem conferencistas que falem do “Santuário de todos nós” e da sua missão.
No hall de entrada, por onde passam todos os visitantes e peregrinos, colocaram um display de forma elegante e simples com vários folhetos de Belmonte, um folheto para peregrinos e um folheto com informações atuais, tudo em várias cores e com o logotipo de Belmonte. Além disso, oferecem uns souvenirs de Belmonte, desde “Pasta de Belmonte”, canecas com o logotipo a cartões postais. São muitas as pessoas que param e fazem perguntas ou compram algo.Se querem fazer algo semelhante no vosso centro de Schoenstatt, e necessitam de material, não deixem de comunicar connosco.

O seu sonho de uma nova Igreja

 

É nossa tarefa aproveitar as oportunidades que hoje se abrem! Estejamos dispostos e tenhamos a coragem de levar à Igreja dos nossos dias os múltiplos tesouros que temos. Estejamos dispostos a nos pôrmos a caminho e a percorrer novas rotas, também como schoenstattianos. Tenhamos a coragem de ir à frente na nossa Igreja no seu caminho para o futuro, de modo a que as pessoas se voltem a entusiasmar pela fé.

Mons. Robert Zollitsch, em “Iglesia en Alianza”, Editorial Nueva Patris, 2015

Primeiras reservas

De há umas semanas para cá que se podem fazer reservas para ficar em Belmonte. Elena Buosi, a administradora da Casa Padre Kentenich, aceita-as por telefone (de manhã: ++39 06-61566086) ou via mail: [email protected] . Elena Buosi fala italiano e inglês; quando chegarem pedidos em português, falar com a Ir. Ivone, quando forem em espanhol chamar o Pe. Daniel Lozano, e se alguém escrever em alemão, oferece-se um cafezinho a Gianni Stampone e pedem-lhe o favor, ele é o encarregado da manutenção da casa; trabalhou uns anos em Freiburg, Alemanha, e sabe muito bem o alemão.

Os primeiros a inscreverem-se para ficarem em Belmonte, foram uns jovens de Mendoza, Argentina, para abril de 2016, e uma estudante de Madrid, Espanha, que quer ficar em Belmonte, à sombra do Santuário de todos nós, para uma estadia em Roma no contexto do seu doutoramento.

Se Deus quiser e as doações chegarem, a Casa abre-se aos peregrinos a partir de dezembro de 2015 – ou seja, justamente para o Ano Santo da Misericórdia, altura em que se esperam muitos peregrinos em Roma para esse tempo de graças.

Obrigado por se interessar por Belmonte

Vocês são uma parte do número crescente de pessoas de todo o mundo, que se reunem em torno do “Santuário de todos nós”.

O reitor Daniel Lozano e a equipa de comunicação de Belmonte querem partilhar, com este boletim mensal, a vida em redor do “santuário de todos nós”, em Roma, informá-los de projetos e iniciativas conseguidas e entusiasmá-los para que tornem seu o sonho do Pe. Kentenich de um Centro internacional de Schoenstatt no coração da Igreja.

Ainda é muito reduzido o número de pessoas que recebem o boletim ou que visitam a página web de Belmonte. Ajude-nos a difundir as notícias de Belmonte – é de todos nós.

Subscrever o boletim

Informações de Belmonte: www.romabelmonte.info

Possibilidade de colaboração e doações: offerta.romabelmonte.info

 

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *