Colocado em 10. Maio 2015 In Vida em Aliança

Nas tuas mãos – o sonho do nosso Pai

Por Pe. Daniel Lozano e Maria Fischer •

Nas tuas mãos – o sonho do nosso Pai: com este título aparece a carta do Reitor Pe. Daniel Lozano, no novo Boletím de Belmonte, que se envia una vez por mês. O Centro Internacional de Schoenstatt de Belmonte, em Roma, é um presente do Movimento de Schoenstatt internacional ao seu fundador e à Igreja. É a concretização local do seu amor à Igreja tema tão central no Padre José Kentenich, que pediu que sobre o seu túmulo se gravasse o epitáfio Dilexit Ecclesiam (Amou a Igreja).

Belmonte representa como lugar, a imagem de uma nova Igreja, uma Igreja fraterna, impregnada de espírito, pobre, peregrina e missionária, aquela Igreja que o Padre Kentenich quis ajudar a construir através de Schoenstatt. Uma Igreja como a que o Papa Francisco plasma nas suas palavras e gestos e cujos contornos já se vão tornando visíveis.

“Obrigado por nos permitirem fazer parte deste sonho”, escrevem Nora e Eduardo Erbetta, da União das Famílias na Argentina. “É a Igreja apoiada no nosso Movimento e nós sendo ¡¡Coração dessa Igreja!! Igreja que sai para o mundo para o dignificar e assim elevá-lo ao Pai.”

“Uma terra de Maria onde se possa respirar antecipadamente o que será o final, o que não tem fim”

Na sua carta de abril, o Pe. Daniel Lozano escreve:

005Querido filho, irmão e amigo:

Abril começou com a Semana Maior de todas as semanas do ano. En Belmonte viveu-se o clima de primavera e junto ao santíssimo, no Santuário, brilhava a luz colocada no símbolo que chamamos Ver Sacrum, Primavera Sagrada, é o mundo que arde para iluminar o universo.

Agora quero partilhar um escrito que me mandou Alberto Eronti, um dos padres de Schoenstatt na Argentina, e parte de um texto do Padre Kentenich dedicado a Maria “Queremos ser tão divinizados e espiritualizados como a Imaculada. Também em nós existe o profundo anseio de estar livres de todo o movimento desordenado dos instintos, e cheios do divino, à semelhança da Imaculada…” E continua dizendo Alberto, “Na ressurreição “do último dia”, no dia primeiro da nossa Vida nova, seremos divinizados, espiritualizados, seremos semelhantes a Maria, o primeiro fruto da Redenção. Ao contemplá-la, Ela revela-nos algo desse instante sem fim”.

Isto é o que quer ser Belmonte: uma terra de Maria onde se possa respirar antecipadamente o que será o final, o que não tem fim.[1]

Esse é o clima que temos vivido na via-sacra que organizou o decanato de Roma-La Storta, nesta terra de Belmonte. Uma verdadera multidão, que entre cantos, orações y silêncios, partiu do Santuário e terminou na paróquia de Santa Gemma (que está em frente ao santuário). E isso também é o que queremos que seja Belmonte, que essa atmosfera sobrenatural que vivemos não fique aqui, mas que saia para o mundo, para que o mundo chegue à Santíssima Trindade. Na Sexta-Feira Santa outra vez a via-sacra, mas desta vez começou na porta da paróquia e terminou em frente da porta do Santuário. É o mundo que volta ao Santuário para se recarregar de forças sobrenaturais e continuar a transformar a humanidade.

Neste clima convido-te a rezar para que Belmonte seja cada dia mais e mais um lugar de transformação onde de UM HOMEM NOVO cheguemos a UMA NOVA COMUNIDADE. Também tu formas parte deste “Sonho do Pai”, com o teu “voar espiritualmente”. Da minha parte digo-te que na intenção da Santa Missa peço por todos os que, como tu, querem participar neste sonho.

Feliz tempo pascal,
Pe. Daniel Lozano

Um lugar de todos

“Estivemos lá o ano passado para o Jubileu com um grupo e o Padre Carmona, e eu estive sozinha com um grupo de mulheres schoenstattianas no ano de 2008″, recorda Inés Gil De Oliden, de Buenos Aires, Argentina. “¡Que lugar lindo!”

Sim, um lugar lindo, um lugar de todos. Um lugar de todas as nações e de todas as gerações, como se pôde ver no passado dia 26 de abril num encontro de 12 casais italianos com os seus recém-nascidos. Apresentaram-nos à “Rainha da Família” no Santuário Matri Ecclesiae e depois festejaram a vida com uma boa comida num restaurante ali próximo.

Para manter-se informado sobre a vida em torno do Santuário de todos nós:

 

Boletín 4/2015 Suscribirse al boletín de Belmonte

Belmonte en Internet: www.roma-belmonte.info y www.offerta.roma-belmonte.info

Notizie da Belmonte: en la categoría “Belmonte” de Schoenstatt.org

[1] Cfr. Santo Agostinho, De ciuitate dei 22,30: «Então festejaremos e veremos, veremos e amaremos, amaremos e louvaremos. Isto será o final, interminável. Porque ¿que outro fim haveria para nós, como casa no Reino, que não conhece fim?”
Original: Espanhol – Tradução: Maria de Lurdes Dias Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , , ,