Paz Leiva Rótulo

Niño de la Pasión
H3M, Paz Leiva, Espanha • Quando chega o Primeiro Domingo do Advento, é altura de descer à arrecadação e trazer as caixas de Natal. Nesse dia, a grinalda na porta e as quatro velas de Advento – as quatro vermelhas ou três roxas e uma rosa, depende. — Há anos que não fazemos um Presépio com montanhas, rios, lavadeiras, pastores e ovelhas. Mas colocamos um mistério em cada quarto com todas as personagens, mas sem o Menino Jesus, que é colocado na véspera de Natal. Para colocar o mistério, temosLeia mais
convivencia
ESPANHA, Paz Leiva • Menos reuniões e mais convívio. Foi o que foi decidido pelo segundo Curso da União de Famílias de Espanha no início deste ano de actividades 2021 – 2022. — Aproveitando o facto de este ano, 2021, ser um Ano Santo Compostelano (como sempre quando a festa de Santiago cai num Domingo), decidimos aproveitar o fim-de-semana e a festa de Todos os Santos e mudámo-nos para Tierra de Campos, prontos para fazer dois dias do Caminho de Santiago. Eu quase não fui. Um tropeço na rua danificouLeia mais
H3M
H3M, Paz Leiva, Espanha • Com a pandemia, as coisas mudaram muito e os calendários foram alterados e atrasados. Assistimos recentemente a uma Primeira Comunhão num bairro muito novo, de classe média, habitado por pessoas na casa dos 40 anos. Os protagonistas eram 14 crianças que, tal como, decorreu a cerimónia, tinham sido muito bem preparadas pelos catequistas da Paróquia. Todos eles vieram de uma escola secular. — Há que ter em conta que 40% dos espanhóis já se declaram ateus. Muitos participam nestas cerimónias por causa da pressão socialLeia mais
Sinodo
“Por uma Igreja Sinodal” – Reflexões em Aliança, Paz Leiva • Os Bispos estão a preparar-se para iniciarem um novo Sínodo a 9 de Outubro. O documento preparatório para a XVI Assembleia Extraordinária foi publicado com o tema “Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão” com um decálogo “para caminhar juntos”, que podemos aplicar ao Movimento de Schoenstatt, à Família, e às nossas comunidades. — “Como é que este ‘caminhar juntos’ que permite à Igreja anunciar o Evangelho, de acordo com a missão que lhe foi confiada, se realizaLeia mais
gastar tiempo
H3M (Histórias de três minutos), Paz Leiva, Espanha • No outro dia contaram-me que alguns jovens aumentam a velocidade de reprodução das suas mensagens Whatsapp áudio, de modo a não “perderem tempo” a ouvi-las à velocidade normal. — Compreendo que, existe uma diferença entre perder tempo e gastar tempo. Tal como desperdiçar dinheiro e gastar dinheiro não é a mesma coisa. Não é evidente… Soube que este fim-de-semana um grupo de adultos, seis casais de um Curso da União de Famílias de Espanha, tiveram a sua partilha anual. Não éLeia mais
sol
H3M (Histórias de três minutos), Paz Leiva • Parece que entre a pandemia e a “causa Kentenich” muitos schoenstatteanos não sabem como olhar para o futuro. O esgotamento pandémico tem-nos desorientado. Ao pensar neste assunto, há já algum tempo que uma história me vem à cabeça: — Uma família com vários filhos estava de férias na praia. As crianças estavam a brincar e os pais estavam a ler à sombra de um toldo, até que alguém notou que Lucas, o filho mais novo, tinha desaparecido. Ainda não tinha três anosLeia mais
pincel
Daniel Martino, Argentina • Três semanas já se passaram desde a Carta de Paz Leiva, tão afiada e tão direta. Em seguida li as seguintes. E tudo parecia importante para mim. — Lembro-me que na Sexta-feira Santa deste ano, na celebração da Paixão de Jesus presidida por Francisco em São Pedro, alguns de nós escutamos o padre Ramiro Cantalamessa, quem era o encarregado pelo sermão. Destaco o que ele disse para que fosse aplicado à pandemia e ao momento em que vive a humanidade. Não deixei de aplicar o queLeia mais
La verdad nos hace libres
Paz Leiva, Espanha • Nietzsche certa vez disse: “As verdades que são mantidas em segredo tornam-se venenosas”.  Em outras palavras, coisas que estão no ar ou verdades que mais cedo ou mais tarde passam a ser de domínio público, que se suspeita em todos os lugares, mesmo que não se possa realmente acreditar nelas, acabam se tornando flechas envenenadas capazes de ferir e matar. É por isso que é recomendável expressá-las oportunamente e debatê-las. — Não sou eu quem diz, mas sim o Pe. José Kentenich, na Apologia pro vitaLeia mais
carta
Por Paz Leiva, Madri, Espanha, 07.11.2020 • Sra. von Teuffenbach: Eu li o seu livro. Não foi fácil, e não por causa da língua. A documentação, que forneceu, fez-me, ver por vezes, o ecrã desfocado, que um nó se formasse na minha garganta, ou que o meu estômago se fechasse. Senti-me mal. No entanto, tenho de reconhecer a minha admiração por si. Realizou, em tempo recorde, um trabalho que Schoenstatt deveria ter começado em 1975. Mas, temos estado muito ocupados, celebrando Marcos Históricos, Aniversários, Datas, e quando não era assim,Leia mais
Paz Leiva, Espanha • Hoje em dia existem livros de aventuras ou  policiais em que se pode modificar a história, à medida que se vai lendo. Mesmo no final, existe a opção de voltar atrás em busca de outro resultado. Eu não tenho estes livros, mas os meus netos lêem-nos. Eu leio romances. E o que eu gosto num bom romance é que o final é o fruto da história, da vida, das decisões, das feridas e das quedas dos seus personagens. É a arte do escritor que tudo seLeia mais