Franziskus Rótulo

Feliz Páscoa 2019 • A história humana não acaba frente a uma pedra sepulcral, já que hoje mesmo descobre a «pedra viva» (cf. 1 Ped 2, 4): Jesus ressuscitado. Como Igreja, estamos fundados sobre Ele e, mesmo quando desfalecemos, mesmo quando somos tentados a julgar tudo a partir dos nossos fracassos, Ele vem fazer novas todas as coisas, inverter as nossas deceções. Nesta noite, cada um é chamado a encontrar, no Vivente, Aquele que remove do coração as pedras mais pesadas. Perguntemo-nos, antes de mais nada: Qual é a minhaLeia mais

Colocado em 02.09.2018In Dilexit ecclesiam

Pedimos perdão

DILEXIT ECCLESIAM, redacção (jz.pjmg.mf) • Pedimos perdão pelos abusos de poder e de consciência, abusos sexuais realizados por membros qualificados da Igreja. Um pedido de perdão, expressado pelo Papa Francisco no início da Missa de Encerramento do Encontro Mundial de Famílias. Parte-se-nos o coração ao ouvir este Pastor bom pedir perdão, não de modo geral, mas concreta e dolorosamente, nomeando os abusos cometidos, um após outro. Pedimos perdão. Nós, todos juntos, como Povo de Deus. Depois deste pedido de perdão, não há mais lugar para deitar as culpas à imprensaLeia mais

Colocado em 17.08.2017In Aliança solidária

#PrayforBarcelona

schoenstatt.org • Nos unimos en oración y con aportes al capital de gracias, desde nuestros Santuarios, en estos momentos de dolor. Rezando por las victimas del ataque terrorista en Barcelona, por sus familias y amigos, y por todos los medicos, policías, periodistas y ayudantes. We unite in prayer and with contributions to the capital of grace, from our Shrines, in these moments of pain. Praying for the victims of the terror attack in Barcelona, for their families and friends, and for all physicians, police, journalists and helpers. Wir verbinden unsLeia mais
FRANCISCO NO ÂNGELUS, redacção schoenstatt.org • Há pouco tempo, numa Homilia dominical, o sacerdote (José Antonio Pagola, Espanha) falou do “risco de nos instalarmos”. “Cedo ou tarde, todos corremos o risco de nos instalarmos na vida, procurando o refúgio cómodo que nos permita viver tranquilos, sem sobressaltos nem preocupações excessivas, renunciando a qualquer outra aspiração. É a altura de procurar um ambiente agradável e acolhedor. Viver relaxado num ambiente feliz. Fazer do lar um refúgio íntimo e afectuoso, um cantinho para ler e ouvir boa música. Saborear umas novas férias.Leia mais