crise Rótulo

Entrevista ao Pe. Juan Bautista Duhau • Num diálogo pessoal entre o Pe. José Kentenich e uma Irmã de Maria, esta última perguntou-lhe o que iria acontecer quando ele não estivesse presente para conduzir a Obra. Com um olhar profético, respondeu: “Cinquenta anos após a morte de um fundador, há um grande perigo de que uma comunidade caia numa crise grave. Visivelmente afectada, a interlocutora inquiriu se isto também se aplicava a Schoenstatt. “Certamente, pode acontecer – continuou o Pai e Fundador – mas apenas se a Família não permanecerLeia mais
Por Rosario Zamora – Miguel González, Curso 48, União das Famílias da Região Chile-Bolívia • Já passou mais de uma semana desde que as graves acusações contra o Padre José Kentenich foram divulgadas pelo jornal alemão Tagespost e pela página do Sandro Magister do Vaticano.— Antes destes acontecimentos, acreditávamos que vivíamos numa Família unida por fortes alicerces, fundada sobre uma compreensão comum da história e das bases do Movimento. Embora houvesse milhares de nós espalhados pelo mundo, podíamos chamar-nos a nós próprios Família de Schoenstatt, porque partilhávamos a unidade num “mitoLeia mais

Colocado em 06.07.2020In José Kentenich

Sair do exílio…

Gonzalo Morales Sepúlveda, Santuário Monte Horeb Chillán, Chile • Preparo-me para escrever nestes estranhos momentos, movido por vários sentimentos e pensamentos que vêm e vão. Faço isto para ordenar as minhas ideias e para me ajudar no meu processo de discernimento. Escrevo brevemente, para me aproximar da compreensão e reflectir, em diálogo comigo, sobre o que aconteceu, o que me provoca, o que sou convidado a fazer. — Nas últimas horas, fomos avisados e preparados para uma notícia que apareceria nos meios de comunicação social alemães. Esse aviso já nosLeia mais
VOZES DO TEMPO, Pe. Juan Pablo Rovegno, Chile • Navegamos no meio das correntes de um tempo tempestuoso e de mudanças profundas: a crise eclesial que, na sua complexidade e dor, exige de nós um novo modo de ser Igreja e de servir a vida a nós confiada; a crise ambiental que nos desafia a uma co-responsabilidade planetária para tornar a casa comum num espaço para o futuro; a crise sócio-cultural que desafia a ordem estabelecida, exigindo novas formas de relacionamento, inclusão e integração; a crise de género que nosLeia mais
CHILE, Marita Miranda Bustamante • Nada foi fácil quando se construiu o santuário Cenáculo de Fundação, que acaba de cumprir 50 anos. Em 1968 houve um forte sismo que provocou uma racha no lado esquerdo da parede principal. Ou se reparava e continuava a obra ou começava-se de novo. Optou-se pela reparação, que demorava menos tempo para que fosse possível que o próprio P. Kentenich abençoasse o santuário. — Este era um desejo muito forte nesse tempo. De facto, a oração de conquista do novo santuário terminava dizendo: “Permite queLeia mais
CHILE, Pe. Juan Pablo Rovegno • No meio dos desafios e dificuldades do Tempos, dois sinais nos encheram de alegria e gratidão: o encontro internacional de Madrugadores em Picarquin e a Ordenação de seis novos irmãos sacerdotes da comunidade dos Padres de Schoenstatt.— Dois acontecimentos que nos ajudam a viver com esperança o momento difícil em que vivemos, porque nenhum de nós ficou indiferente aos acontecimentos patrióticos, todos nós fomos retirados de nossa rotina e da nossa estabilidade, inclusive emocional. Há compatriotas que viram desaparecer as suas PME (pequenas eLeia mais
ARGENTINA, Jorge Lezcano • Antes de mais nada, Patricio, gostaria de te agradecer pelas tuas palavras que nos ajudam a acordar da nossa confortável letargia, da qual em muitas ocasiões assumimos o papel de observadores, sem dar o passo necessário para nos tornarmos protagonistas e criadores da nossa própria história e da do nosso país. — Por outro lado, concordo com a maior parte dos conceitos que expressas, mas, sobretudo, com a preocupação com a nossa realidade social, na qual estamos incluídos como cidadãos e como Igreja. Como dizes, nãoLeia mais
CHILE, Patricio Young • Estamos consternados com a situação de violência produzida no nosso país com o incêndio de estações de metro, municípios e outras instâncias públicas, bem como a pilhagem e incêndio de supermercados, centros comerciais e pequenas lojas. — Alguns explicam que esta é uma manifestação de raiva, outros que é própria da lumpen (classe desprezível de sub-proletariado NT) e outros de uma acção organizada de anarquistas e anti-sistemas. A pilhagem é uma expressão da lumpen (O termo, que pode ser traduzido, ao pé da letra, como “homemLeia mais
CHILE, Pe. Juan Pablo Rovegno • Diante da crise social e da violência que vive o Chile, o Padre Juan Pablo Rovegno, na sua Homilia dominical de 20 de Outubro, partindo da viúva do Evangelho que pede justiça, exigiu que o Movimento de Schoenstatt no Chile fosse “uma voz que canalize preocupações, que acolha necessidades, que fomente as possibilidades, que faça do tu, do outro, a sua preocupação e ocupação favoritas”. É um tema que não é só para um país em chamas como o Chile, mas é um desafioLeia mais
CHILE, Patricio Young • Estamos num momento crucial da nossa história nacional. Sem dúvida alguma, o chão fugiu-nos de debaixo dos pés a todos nós. Vimos como as demandas surgem de todos os lados e também com a marcada solidariedade dos jovens das classes alta burguesia, entrevistados pela TV, que apontam que os seus privilégios lhes doem e por isso protestam.— Hoje parece haver um grande consenso em que a causa está na grande desigualdade social que construímos e que se manifesta de muitas maneiras. Mas onde está Schoenstatt emLeia mais