confeção industrial Rótulo

PARAGUAI, Casa Mãe de Tupãrenda, Ani Souberlich e Maria Fischer • “A verdade é que quero agradecer à professora Natividad, a quem dei muitas dores de cabeça, porque não queria coser…” Ufa! A minha professora de trabalhos manuais, naquele tempo da escola chamava-se Anneliese mas, o resto dessa frase poderia ser o meu testemunho só que, depois de várias tentativas infrutíferas, para me ensinar a coser e de partir a segunda máquina, avaliou-me assim “falta de vontade e de talento, sem remédio”. O resultado, fui dispensado. Mas, na Casa MãeLeia mais