madrugadores

Colocado em 2021-10-08 In Madrugadores

Um sonho com nove anos…

ARGENTINA, Juan Barbosa •

O dia 26 de Outubro de 2012 será uma data que não esquecerei enquanto viver. Nessa noite, no Santuário do Mar e da Paz, onde a corrente da vida nasceu na Argentina, pela mão de um punhado de pessoas corajosas com Roberto Horat à cabeça, entreguei o meu sonho à nossa Mãe e Rainha: fundar os Madrugadores em Córdoba, a minha província. Ela levou o meu sonho muito a sério e deu-nos o Seu adsum. —

Ela agiu primeiro

Uma viagem de trabalho motivou a minha presença em Comodoro Rivadavia, uma importante cidade do sul da Argentina com enorme potencial petrolífero, e decidi estabelecer contacto com Daniel González Teruel, membro da então Obra das Famílias (hoje Liga Apostólica dos Casais) do Movimento Apostólico de Schoenstatt, que tinha conhecido alguns anos antes numa reunião em Córdoba.

Partilhámos o almoço, que durou menos tempo do que gostaríamos que durasse, deixando claro o que não surpreende ninguém: Schoenstatt é uma família na sua Mãe.

Após o dia de trabalho, o meu telemóvel tocou e Daniel disse-me que “há duas pessoas de Mendoza que me querem cumprimentar, por isso vamos encontrar-nos. Nós estabelecemos o local e eu telefonei a um deles, Rolly Gómez, e informámo-nos mutuamente sobre as nossas roupas, pois íamos encontrar-nos e não nos conhecíamos! Uma típica loucura de Schoenstatt… Foi “ideia só nossa “?

Um encontro coroado por muita alegria e alguns sonhos

Quando nos encontramos, nunca sobram, nem muito tempo nem demasiados temas: falar sobre a família é a nossa paixão! Com os dois e o Andrés Manressa, o outro homem de Mendoza de que Daniel me falou, começámos a falar de Madrugadores, uma vez que os três são madrugadores, e, a propósito, estavam muito entusiasmados. Eu sabia algo sobre a corrente de vida, pois tinha ficado impressionado ao ler nesta página sobre os Madrugadores em Coronel Suárez, uma cidade importante no interior de Buenos Aires. Tinham-se reunido com as suas famílias e deram à sua cidade o dom de estradas de acesso limpas! Mostraram-me um compromisso concreto com o outro!

Eu partia de volta nessa noite, mas propus que comêssemos juntos. Andrés tinha um compromisso de trabalho e não podia vir, mas nós, os outros três, com saudades dele, decidimos partilhar a mesa.

Ela estava à nossa espera (e nós não o sabíamos…)

O jantar foi realmente algo fantástico. Já num clima de muito maior confiança graças à conversa anterior, uma ideia (e apenas uma) andava na minha cabeça como uma pergunta… Porque não ter Madrugadores em Córdoba?

À sobremesa, disse-lhes: rapazes…tenho algo para vos dizer…Podemos nós os três ir agora ao Santuário (eram perto das 11 da noite e o Daniel tem sempre a chave)? Gostaria de colocar um sonho e deixá-lo aos pés da Rainha. Vamos?

Nós os três em frente ao altar, numa noite fresca, mas muito bonita, rezámos abraçando-nos pedindo a Maria que me ajudasse a levar a corrente da vida à minha amada Córdoba.

Cantámos “Durante os próximos 100 anos” e, sem vontade, deixámos o Santuário. Tudo nela!

Maria levou a proposta muito a sério

No dia 17 de Novembro de 2012, com outras quatro pessoas apaixonadas por Maria (isto merece outra nota), fundámos a primeira comunidade no Santuário da Vida e da Esperança de Cerro de Las Rosas em Córdoba.

Nove anos depois dessa forte experiência e com oito comunidades formadas, mais outras que estão a nascer, agradecemos a Maria pela Sua enorme fidelidade e pela Sua presença constante e fiel entre nós, e vamos atrás de muitas mais comunidades de Córdoba para a Rainha!

Grupo mas nuevo de madrugadores de Córdoba

O mais recente grupo de Madrugadores de Córdoba

Original: espanhol (6/10/2021). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *