Colocado em 2020-06-21 In A Aliança de Amor Solidaria em tempos de coronavírus, Madrugadores

Primeira Madrugada presencial depois do confinamento em Madrid

ESPANHA, Manuel Carrasco•

Só no sábado passado, dia 13, após um longo período de confinamento, tivemos a primeira Madrugada presencial. Participaram doze Madrugadores, dez de Madrid, mais os Padres Bladimir de Cuba e Franklin da Venezuela, ambos Sacerdotes Diocesanos de Schoenstatt, que estão a fazer alguns estudos pastorais que os manterão por aqui pelo menos por mais alguns anos.—

Reunimo-nos no Santuário de Pozuelo de Alarcón (Madrid) para as primeiras orações e para agradecer à Mater por nos ter preservado da pandemia.  Assistimos a uma Eucaristia no Centro de Peregrinos apenas para os Madrugadores, na qual todos, em volta do altar, se sentiam como se estivessem no Cenáculo com Cristo e Maria. Mais tarde, na casa das Irmãs de Maria, preparámos um pequeno-almoço, naturalmente com churros, no qual reforçámos os nossos vínculos.

 

O “rico” debate à mesa comum

O debate foi um dos mais interessantes que já realizámos. Havia planos, projectos e reafirmação das características das nossas primeiras comunidades de Madrugadores.

Entre os planos e projectos estavam:

O primeiro encontro europeu de Madrugadores

Foi acordado celebrá-lo no Santuário de Schoenstatt de Aveiro (Portugal) como primeira opção ou no Santuário Original em Schoenstatt, Alemanha, em 2021, de preferência na primavera. Resta falar com a Alemanha e Portugal, Valldoreix (Barcelona) e Santo Agostinho de Guadalix (na periferia de Madrid) e com outros países ou locais europeus onde existem Madrugadores.

Encontro de Madrugadores da Península Ibérica

Será tratado posteriormente em combinação com o Santuário de Valldoreix (Barcelona), Lisboa e Aveiro (Portugal) e San Agustín de Guadalix. Para começar, poderia ser combinado com o Encontro Europeu. Manuel Carrasco com outro membro será o responsável pelo planeamento.

Visita aos Madrugadores de Santo Agostinho de Guadalix

Iremos contactá-los para confirmar a melhor ocasião.

Retiro para Madrugadores

Foi acordado um retiro de fim-de-semana num mosteiro (El Paular, El Valle de los Caídos, El Pardo, Silos e muitos outros a serem considerados). Pediremos a colaboração do Madrugador Antonio Gil para obter o seu conselho e preparação se for caso disso. A ideia é ter um retiro ao estilo “trapista” no qual o silêncio, a oração, a contemplação, a formação e que vínculos mais fortes sejam estabelecidos entre os Madrugadores. Será aberto a todos os homens, tanto de Schoenstatt como de fora do nosso Movimento.

Relações internacionais com Madrugadores

Fizeram-se comentários sobre o Terço Internacional que foi dirigido a partir de Espanha.

 

Só homens. Sim, só homens.

Finalmente, foi estabelecido um debate muito interessante que começou com a pergunta “temos um grupo de homens com orações e churros. Para quê? Porquê só homens?”. Procurava-se a razão de ser, de estar e de permanecer. As contribuições foram muito esclarecedoras e deram boas respostas a perguntas como esta:

  • A sociedade de hoje separa o homem da espiritualidade cristã.
  • A Igreja precisa da masculinidade da evangelização.
  • Existimos como uma corrente dentro de Schoenstatt em Saída.

Houve contributos muito interessantes que nos fizeram considerar a nossa pertença a esta corrente e também para reforçar o sentimento de ser um Madrugador.

Sair

Procurar-se-ão as paróquias periféricas e tentaremos ajudar os Párocos e criar um grupo de Madrugadores, se necessário. Aqui temos a ajuda dos Padres Bladimir e Franklin.

 

Original: espanhol (18/6/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *