Colocado em 23. Fevereiro 2020 In Madrugadores

Primeira Madrugada na Nicarágua

NICARÁGUA, Erick Lagos com Carlos Alfaro •

No dia 15 de Fevereiro, às 5 da manhã, na Igreja de São Francisco, Bolonia, aconteceu a primeira Madrugada, com a qual foi fundada a comunidade de Madrugadores na Nicarágua. —

 

Esta fotografia foi tirada na segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020, na nossa Madrugada, na comunidade de San Rafael de Escazú. Erick Lagos aparece ao centro com camisola branca.

A fundação tornou-se possível por uma dessas reuniões providenciais que ninguém pode planear a não ser o Espírito Santo.

No Domingo, 29 de Janeiro de 2020, no Santuário da Família de Esperança na Costa Rica, depois da Missa dominical, Carlos Alfaro, coordenador dos Madrugadores na Costa Rica, foi em busca de uma imagem da Mater para a próxima inauguração de uma nova comunidade de Madrugadores na Costa Rica.  Os Madrugadores na Costa Rica mudaram a vida de muitos homens e das suas famílias. Há mais de 600 homens em 22 comunidades, e em breve começarão mais três.

Estava Erick Lagos da Nicarágua na livraria do Santuário, e ouvindo Carlos Alfaro, a perguntar pela Imagem Peregrina, interessou-se em saber mais sobre os Madrugadores.

Carlos convidou-o a levantar-se cedo no dia seguinte, segunda-feira, em San Rafael de Escazú, e Erick assistiu e ficou tão entusiasmado que decidiu tentar abrir uma Comunidade de Madrugadores em Manágua.

Na quarta-feira, 29 de Janeiro, reuniram-se com o Padre José Domingo e concordaram em começar no sábado, 15 de Fevereiro de 2020. “Esperamos que este seja o início de um crescimento desta corrente de vida chamada Madrugadores”, comentou Carlos, que lhes enviou todo o material solicitado, especialmente um cântico dos Madrugadores do qual Erick Lagos tanto gostou.

 

Chegou o dia 15 de Fevereiro…

O dia 15 de Fevereiro chegou, e chegaram homens ansiosos por madrugarem…

“Uma bela experiência que nos encheu a todos, obrigado por nos inspirar e que a Mater nos tenha permitido conhecermos-nos uns aos outros”, assim escreveu Erick a Carlos Alfaro, assim que terminou a primeira madrugada na Nicarágua.

A experiência foi resumida em nove breves pontos:

  1. O Santíssimo Sacramento foi exposto pelo sacerdote José Domingo que nos acompanhou.
  2. O Hino dos Madrugadores foi cantado
  3. O Terço e a Oração de Consagração a Nossa Senhora foram rezados
  4. Foi explicado o que é uma madrugada, uma corrente da Vida, e o áudio do nosso irmão Octavio Galarce do Chile, fundador dos Madrugadores, foi ouvido.
  5. Foi sugerido que a Imagem Peregrina de Schoenstatt fosse levada e dois irmãos que não A conheciam levaram-na.
  6. Um Propósito de Vida foi deixado como tarefa: Em cada acção da nossa vida, conversa, agir, pensar se Deus está presente ou ausente.
  7. Recebeu-se a Eucaristia .
  8. Tomou-se um refrigério
  9. Foi-se deixar na Catedral café e biscoitos para os irmãos pobres. Uma obra de caridade.

Apenas falta acrescentar um ponto : Parabéns, Madrugadores da Nicarágua!

 

Madrugadores – uma corrente de vida (ES)

Original: espanhol (17/2/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *