pastoral carcelaria

Posted On 2022-05-06 In obras de misericórdia, pastoral prisional, Projetos

Tão certo que dó i…

PARAGUAI, Cristi Santacruz •

Hoje, ao passar pelo Twitter, li a declaração de uma especialista licenciada em prevenção e tratamento da toxicodependência: “Quanto mais próxima está a família, mais longe está a droga”. Uma declaração que soou forte nos ouvidos, e mais forte no coração. —

Desde 2016, quando tomei como meu apostolado a visita todos os sábados ao Centro Educativo Integral de Itauguá e La Esperanza, para crianças e jovens em conflito com a lei, ouvi centenas de histórias que têm um factor em comum: A família ou a ausência dela.

pastoral carcelaria

Visita ao Reformatório com famílias de missionários de San Lorenzo e MUC

A minha vizinha vai dizer-lhes

Há algumas semanas atrás vi o Pepito, encontrei-o mais alto, quase com uma barba. A primeira vez que o vi, ele tinha acabado de fazer 14 anos, agora está prestes a fazer 18 e é a sua quinta entrada.

Enquanto estávamos a conversar, a uma senhora que saía da visita de sábado, ele gritou-lhe e foi falar com ela, quando voltou perguntei-lhe quem ela era e ele disse-me que era uma vizinha. Perguntei-lhe se a sua família já tinha vindo visitá-lo e ele respondeu: “Agora vão descobrir que estou aqui, a minha vizinha vai dizer-lhes”.

Quando lhe perguntei porque é que ainda não tinha falado com a mãe, ela primeiro evitou-me e disse-me que não a queria incomodar, como eu insisti, disse-me que não queria que a mãe soubesse, que ela bebe e quando bebe, fica violenta e essa foi uma das razões pelas quais muitas vezes fugiu de casa.

Passou a maior parte da sua infância nas ruas, parte dela no Centro Educativo.

pastoral carcelaria

Crianças e jovens em situação de pobreza ou de extrema pobreza

Esta é apenas uma das muitas histórias que ouvimos sábado após sábado, quando em confidência nos contam o que os levou a tomar drogas e depois a ter de cometer crimes para conseguir mais drogas.

Muitos dos casos podem ser resumidos como famílias desfeitas, quando confrontadas com pobreza extrema, a mãe e o pai saem para o trabalho, violência familiar, pais com vícios, casos de abuso.

Em quase todos estes casos estamos a falar de problemas na família ou da ausência de uma família, onde o único refúgio e contenção que encontraram foram aqueles “amigos” que os convidaram a esquecer os seus problemas com drogas e, portanto, a roubar para continuar a tomar drogas e fugir da realidade.

Não sei se estou próxima dos números, mas ouso dizer que 90% dos casos que conheço e que chegam aos Centros Educativos de Itauguá e La Esperanza são casos de crianças e jovens em situação de pobreza ou extrema pobreza.

A grande maioria deles espera ansiosamente por nós todos os sábados, para muitos deles somos a única visita que receberão durante a semana.

pastoral carcelaria

É esta visita que eles nos pedem para nunca faltarmos

Quando lhes perguntamos se sabem quando vão sair, a maioria deles diz-nos que não faz ideia, mas sabem e têm a certeza de que todos os sábados estaremos lá para partilhar com eles um pouco de catequese e algo para comer, e de acordo com o que nos dizem, não importa se não levarmos um lanche, é esta visita que nos pedem para nunca faltarmos.

A Pastoral Prisional não é certamente um apostolado fácil, mas é altamente gratificante. Ver aqueles rostos felizes à medida que entramos, desejosos de nos dizer, de partilhar, de nos abraçar. Hoje somos aquela família que tenta ouvi-los, conter-nos, mimá-los e muitas vezes também repreendê-los, talvez não seja relevante, é apenas uma visita semanal, mas como sempre digo “para aqueles que não têm nada, um pouco é muito” e muitas vezes não medimos realmente a importância do que fazemos e do que estamos a semear.

pastoral carcelaria

Para continuar com o programa de visitas ao Reformatório, a equipa precisa de orações (muito), Capital de Graças (muito também) e donativos (alguns não tão poucos):

Donativos
Conta bancária no Paraguai
Banco GNB
Conta corrente nº 001-065259-003
Em nome de: Congregação Padres de Schoenstatt

Conta bancária na Alemanha
Nome: Schönstatt-Patres International e. V.
IBAN: DE91 4006 0265 0003 1616 26
BIC/SWIFT: GENODEM1DKM
Ao cuidado de: Pe. Pedro Kühlcke, Pastoral Prisional

pastoral carcelaria

Original: espanhol (5/5/2022). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Tags : , , , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published.