Colocado em 2020-06-19 In A Aliança de Amor Solidaria em tempos de coronavírus, Projetos

Uma aliança educativa em tempos de pandemia

URUGUAI, do Boletim do Centro Educativo Providencia •

Desde o início da emergência sanitária, a partir do Centro Educativo “Providencia” de Montevidéu, estabelecemos dois objectivos fundamentais. Por um lado, procurámos permanecer próximos das famílias e manter o vínculo que foi construído. Assim, propusemos acompanhar, semanalmente, as famílias através de chamadas e visitas que nos permitissem manter o diálogo e reflectir, em conjunto, sobre a melhor forma de acompanhar o processo educativo das crianças neste contexto. —

Por outro lado, propusemo-nos a estar disponíveis e atentos aos desafios que se colocam às famílias dos reclusos durante o confinamento e isolamento. Neste sentido, para além da equipa psico-social que está sempre a acompanhar de perto, estiveram também envolvidos professores em geral, para que diferentes referências da instituição pudessem estar em contacto.

O esforço das famílias, a sua disponibilidade, abertura, a comunicação fluída e diária entre educadores e referências familiares tem sido uma chave fundamental para que as crianças desenvolvam uma aprendizagem significativa neste tempo. Sem o apoio das famílias e o papel que estas foram construindo, com a orientação pedagógica dos educadores, não teria sido possível concretizar a proposta do Centro.

 

O papel das famílias

Estas comunicações pro-activas e constantes, e com uma escuta atenta de ambos os lados, tornaram mais forte a ligação entre a escola e a família. Laura Voituret, Directora Geral de Providencia, disse a este respeito, “Desta vez foi muito rico em termos da construção e reforço do vínculo, da aliança educativa que temos vindo a construir juntos, educadores e famílias. Deu-nos a possibilidade de nos valorizarmos mutuamente, que os educadores pudessem valorizar muito o papel das famílias no acompanhamento da parte educativa e as famílias também o papel dos educadores e a proposta educativa dos diferentes programas”.

Tornou-se claro que o papel da família é fundamental no processo educativo dos seus filhos, que elas têm muito para contribuir para esse papel e que querem realmente fazê-lo”, acrescentou Laura.

Desde Providencia estabelecemos uma aliança educativa com as famílias a partir do momento em que as crianças entram no Centro. Através desta aliança, pretendemos que as famílias participem directamente no processo educativo e no trabalho estudantil das crianças, sendo centrais para este processo.

Neste sentido, Elvira Sisnandez, referência da 1ª Escola Secundária disse: “Partimos da base de que somos uma equipa com as famílias e este é um conceito que se tornou muito visível nesta situação”.

Com a intenção de preservar o vínculo como ponto central, juntamente com as famílias, conseguimos encontrar novas formas de estar próximos, de comunicar e de nos sentirmos como uma equipa, para além das dificuldades. Através da criação de grupos WhatsApp com famílias e crianças, das chamadas telefónicas e da dupla metodologia de trabalho (digital/papel), conseguimos encontrar novas alternativas e reinventar-nos para alcançar uma aprendizagem significativa em diferentes áreas.

“Isto fala do vínculo que queremos ter e fala de como construímos a nossa comunidade. Em Providencia todos vivemos com grande força a construção da comunidade como a aliança das crianças, das famílias e dos educadores”, disse Laura.

 

Foi possível dar continuidade à proposta educativa

Ao longo deste processo houve um grande empoderamento das famílias relacionado com o apoio nas tarefas das crianças, mas também em as motivar, encorajar e acompanhar.

Houve um grande esforço das famílias para encontrar estratégias diferentes que facilitassem o trabalho entre as crianças e os educadores, muita abertura, disponibilidade e esforços reais que se traduzissem em encontrar os espaços de estudo, os momentos, os horários e as rotinas para o realizar.

Estas estratégias visam também garantir recursos e ferramentas, encontrar tempo para as crianças terem um lugar tranquilo, ajudar outras famílias, ajudar as crianças com questões que surgem, tentar obter conectividade, pedir ajuda ou orientação aos educadores, sentar-se para fazer os trabalhos de casa com as crianças, e muito mais.

“Tudo isto envolve uma estruturação que ajuda a trazer alguma da dinâmica do ambiente escolar para dentro de casa. É um grande desafio porque a casa não é a escola e a escola não é a casa”, disse Fabian Roizen, director da escola.

Por outro lado, esta situação tem favorecido o desenvolvimento da autonomia e da independência das crianças. Neste sentido, disse Elvira, “penso que as crianças foram muito corajosas neste processo, com autonomia e muita garra”.

Leticia Dubcovsky, coordenadora do Clube de Crianças , disse: “Quando dizemos que chegámos a 100% das crianças, é porque as famílias estavam lá para apoiar. A família tem sido um pilar muito importante. Fomo-nos adaptando dia após dia, encontrando feedback e gerando um constante vaivém para a frente e para trás”.

Nesta troca com as famílias, elas disseram-nos que se sentiam acompanhadas. Apreciaram muito a proximidade, o diálogo constante e com grande disponibilidade em tudo o que for necessário perante o regresso às aulas.

Para Providencia foi uma grande satisfação ter conseguido cumprir o duplo objectivo de reforçar o vínculo com as famílias, dando assim continuidade à proposta educativa e garantindo a aprendizagem dos alunos. “É uma grande alegria poder dizer que neste barco estamos juntos, realmente juntos e que cada um (crianças, famílias e educadores) contribuiu desde o seu lugar para nos apoiar, reconhecer e continuar a aprofundar os laços”, acrescentou Laura.

 

 


O Centro Educativo Providencia  (ES) está localizado em Cerro Oeste (Montevidéu, Uruguai), surgiu em 1994 como resultado do trabalho conjunto de famílias do bairro e de membros leigos do Movimento Apostólico de Schoenstatt. A percepção da necessidade de um espaço educativo para crianças e adolescentes, levou voluntários e residentes a desenvolverem actividades educativas. O Centro Educativo tem vindo a crescer e a promover a participação de mais crianças e jovens, tornando-se um espaço sócio-educativo de referência na comunidade.

Actualmente trabalhamos com 400 crianças, jovens e as suas famílias. Através do trabalho conjunto de técnicos especializados, educadores e voluntários, procuramos fazer a diferença na vida das crianças e adolescentes para que as suas oportunidades educativas e de trabalho sejam aumentadas dia após dia. Em suma, o objectivo é que as crianças e os jovens encontrem um espaço onde possam desenvolver o seu potencial, em liberdade, e encontrarem um lugar onde possam expressar os seus sonhos e iniciativas..

 

Página oficial (ES)

Como colaborar/Fazer donativos  (ES)

Original: espanhol (14/6/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *