Colocado em 6. Dezembro 2019 In Projetos

Sexualidade no namoro – IV Jornada para Namorados na Costa Rica

COSTA RICA, José A. Martínez e Anelena Hueda •

Domingo, 24 de Novembro de 2019, no Santuário Família da Esperança, em San José, Costa Rica, foi celebrada a IV Jornada para Namorados. O encontro aconteceu durante uma tarde ensolarada, na qual se fizeram sentir os típicos ventos de Natal que sopram no vale central onde está localizada a capital. Juntamente com as brisas que o clima agradável deste tempo nos dá, mais de 15 pares de namorados estiveram presentes com o coração aberto de par em par, dispostos a reflectir sobre temas transcendentais para nós católicos, como a virgindade e a castidade como ideais, e a segunda virgindade como opção de vida. —

A actividade começou com uma palestra do Padre José Luis Correa, onde ele abordou o tema das relações pré-matrimoniais, tanto à luz da nossa fé e valores cristãos, como na perspectiva da psicologia e sociologia aplicadas à realidade actual do mundo em que vivemos. Foi uma conferência muito enriquecedora, dado o domínio que o Pe. José Luis tem no assunto, e o que anteriormente desenvolveu também através do seu trabalho “Relações Pré-Matrimoniais… ? Porque não?” Um livro publicado pela Editora Nueva Patris no Chile há alguns anos, onde através de seu título faz um jogo de palavras muito sugestivo, convidando os leitores a introduzirem-se neste tema, para então, se reafirmar, precisamente, porquê tais relações devem ser evitadas antes do casamento.

Testemunhos dos jovens

Em seguida, os pares de namorados presentes tiveram a oportunidade de ouvir duas conferências de testemunhos que, ao mesmo tempo, tiveram um grande valor pedagógico e prático, já que foram oferecidas por jovens como eles. A primeira foi dada por Mariana, uma rapariga que, juntamente com o seu namorado, faz parte de um dos grupos de namorados da Pastoral, actualmente em actividade.

Ela expôs com grande clareza e acerto as implicações de se decidir ser jovens que vivem sob um estilo de segunda virgindade. Como Deus, na sua infinita misericórdia e amor, acompanha sempre aqueles que querem rectificar os seus caminhos na procura da aproximação àquela vida de castidade à qual são chamados todos os cristãos que ainda não se casaram.

Mais tarde, o jovem casal Mauricio e María José partilharam a palestra “Três razões, uma virtude”, através da qual desenvolveram os três pontos seguintes:

  • Como Deus quer a castidade para nós.
  • Como eu devo querer a castidade para mim próprio.
  • Como eu devo querer a castidade para o meu próximo.

Foi uma conferência testemunhal cheia de vida onde, de uma forma muito profunda, mas também alegre e divertida, comentaram como era o seu noivado. Partilharam como conseguiram superar os desafios e dificuldades de permanecer castos e virgens até ao casamento, através de seguros que, criativamente, se impuseram a si próprios, e que os ajudaram a conquistar esse ideal. Da mesma forma, como esta auto-educação das suas paixões durante os anos de namoro, baseada no ideal de castidade, complementada com o método natural de planeamento familiar segundo o modelo Creighton, permitiu e facilitou que, depois de casados, conseguissem viver o amor conjugal em plenitude, de modo livre, total, fiel e fecundo.

Diálogo

Foi então, uma tarde cheia de bênçãos, onde os namorados também tiveram espaços para um trabalho individual com os seus parceiros que lhes permitiu aprofundar as suas relações à luz dos temas expostos. Também participaram de dinâmicas de grupo que geraram a oportunidade de contrastar ideias com outros participantes, criando assim um ambiente de diálogo e discussão saudável.

Assim, o encontro chegou ao seu clímax, onde cada par de namorados procedeu a levar os seus propósitos específicos ao Santuário para os entregar à MTA na Talha do Capital de Graças. Minutos depois, a tarde seria coroada com a celebração da Missa dominical de jovens no Santuário, onde os nossos namorados participantes tiveram um papel activo, e o Padre José Luis os presenteou com uma Homilia cheia de esperança e encorajamento.

 

Original: espanhol (29/11/2019). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *