Colocado em 12. Novembro 2018 In Projetos

Três Santuários, uma oração… de mota?

PORTO RICO, Edgardo L. Rivera •

Ver os Motociclistas Missionários de Schoenstatt nos Santuários de Porto Rico já é normal mas, ver cerca de 100 motociclistas visitar os três Santuários no mesmo dia é providencial. —

No dia 21 de Outubro passado realizou-se a corrida de motas “Três Santuários, uma oração”, organizada por Juan González e Orlando Rivera, ambos do capítulo de Lares da Latin American Motorcycle Association (LAMA). O propósito deles foi o de se unirem para oferecerem e rezarem pelos companheiros e familiares doentes de diabetes e de cancro. A esta corrida juntaram-se os capítulos de LAMA Ponce, Cabo Rojo, Aguada, San Sebastián e os Motociclistas Missionários de Schoenstatt que realizam anualmente uma corrida similar.

Santuário Magnificat

O primeiro Santuário a ser visitado foi o de Magnificat, situado na povoação de Hatillo, na parte norte de Porto Rico. Lá foram recebidos pelo Pe. René da Ordem dos Escravos da Eucaristia e de Maria Virgem que, lhes falou sobre o Movimento Apostólico de Schoenstatt, sobre o seu Santuário e sobre as três Graças que nele se recebem: Acolhimento, Transformação Interior e Envio Apostólico. Finalmente, foram abençoados com o Santíssimo Sacramento. A seguir, saíram para o próximo Santuário fazendo várias paragens para comerem e descansarem.

Santuário Cenáculo da Imaculada Mãe do Redentor

À chegada ao segundo Santuário, Cenáculo da Imaculada Mãe do Redentor, na povoação de Juana Díaz, foram recebidos por alguns paroquianos e por Mons. Herminio de Jesús. Reuniram-se no Salão de Actividades para ouvirem outra grande palestra acerca da grandeza da Virgem Maria e para receberem a segunda bênção. A seguir, entraram no Santuário para fazerem a oração pelos familiares e amigos com as doenças já mencionadas. Ao concluírem a visita partiram para o último destino.

Santuário da Solidariedade

O caminho para o nosso Santuário Nacional, na povoação de Cabo Rojo, trouxe novos desafios. O grupo dividiu-se, por um tempo, e enfrentou fortes chuvas que fizeram pensar, a alguns, em não completarem a actividade. Contudo, não se deram por vencidos mas, prosseguiram o caminho e alcançaram a meta: chegarem ao terceiro Santuário, o Santuário da Solidariedade para rezarem e receberem as Graças e bênçãos de Deus pela mão de Maria. Lá, foram recebidos pela Irmã Sofianne, Irmã de Maria e encarregada da Campanha do Rosário da Mãe Peregrina de Schoenstatt em Porto Rico. Também estiveram acompanhados por alguns membros dos Madrugadores de Maria da povoação de Cabo Rojo que conduziram as orações e a consagração à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt. Por volta das 6horas da tarde todos os motociclistas se despediram e partiram de regresso às suas casas.

Foi um dia cheio de alegria, fraternidade, graças e bênçãos. Ao longo da actividade falaram-se maravilhas da Santíssima Virgem Maria e da presença de Jesus no Santíssimo Sacramento, tanto por parte dos anfitriões como por alguns dos motociclistas. Esta peregrinação de mota trará grandes frutos, especialmente, o compromisso dos líderes dos grupos de motociclistas em repetirem a peregrinação no próximo ano. Obrigado a todos os que contribuíram para que esta actividade fosse muito linda e estivesse cheia de bênçãos.

Quando foi perguntado a Juan González, presidente da LAMA Lares, o que significou para ele esta corrida, disse:

“Desde muito pequeno que visito os Santuários mas, nunca os três ao mesmo tempo até que começámos a planificar esta rota. O estar acompanhado por cerca de 100 motociclistas e poder ver refletidos, neles, a paz e o regozijo que nos dá o visitar estes formosos lugares que Deus nos presenteou, mostra-nos quão frágil é a vida e o importante que é estar sempre perto de Jesus e procurar estar perto do abraço da Santíssima Virgem. O ir rolando, em oração pelos doentes de cancro e diabetes dá-nos outro significado à corrida, da importância de fazer coisas positivas porque somos seres humanos pecadores que, não sabemos quando estaremos na presença do Senhor. Há que viver e rolar com propósito”.

Original: espanhol (4/11/2018). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *