Colocado em 10. Dezembro 2015 In obras de misericórdia, Projetos

O cárcere de menores de Itauguá, um santuário, um Belém

PARAGUAI, PASTORAL CARCERÁRIA “VISITAÇÃO DE MARIA”, por Sergio Galeano e Roberto González •

No cárcere de adolescentes “Centro Educativo Itauguá” (CEI), todo sábado é uma festa na qual não queremos deixar de participar; e cada festa é diferente, passar bem está garantido e conhecer gente nova, também.

“Boa tarde jovens, como estão?”, é a saudação tradicional que dá início a jornada; “Abençoados!”, respondem sempre com muita força. “Sabem o que vamos fazer hoje?”, perguntamos, “sim, catequese!” responde um. E se dirigem a seus catequistas para depois reunirem-se antes da oração final e o lanche.

Ser um interno do CEI tem seus motivos, mas Deus é tão grande e tão bom que se manifesta em cada um destes jovens privados de sua liberdade. O testemunho de haver encontrado Cristo e nossa Mãe em suas vidas os anima a seguir adiante.

IMG_6797-g

Um dia de graças no cárcere de menores

No domingo 22 de novembro, festa de Cristo Rei, 41 adolescentes internos deram um sim a nosso Senhor Jesus Cristo. Desde o mês de julho vinham preparando-se. Alguns disseram sim pela primeira vez no sacramento do batismo, outros o receberam na primeira comunhão, e outros deram o sim confirmando sua fé na vida católica que professam. É a quarta vez que se celebra estes sacramentos no CEI. Três dos internos chegaram ao CEI como tantos outros, sem nenhuma prática religiosa. Decidiram se batizar no ano passado, depois receberam a primeira comunhão, e agora a confirmação!

Chegou o grande dia e nos esperavam muito ansiosos. Cada um se juntou a sua catequista para ultimar os detalhes. Todos receberam camisas celestes que nos foram doadas para este dia, queriam estar bem vestidos para a celebração!

Podia-se ver as caras de felicidade dos jovens e de seus familiares – se reencontraram depois de um bom tempo – acompanhando no lugar menos imaginado a decisão de cada um dos jovens de seguir Cristo.

IMG_6770-g

A tarefa é semear

Foi uma linda cerimônia, na qual toda a equipe da Pastoral carcerária pôde dizer uma vez mais: “Missão cumprida!”. Ao terminar a Santa Missa, houve uma interminável sessão de fotos, todos queriam guardar esse momento em que se sentiram pessoas importantes para Deus, para seus familiares, para nós.

O trabalho da Pastoral Penitenciária “Visitação de Maria”, como sempre diz o capelão do CEI, o Padre Pedro Kühlcke, consiste em semear: semear a semente de amor, essa semente que diz aos adolescentes e a suas famílias que não estão sozinhos, que Deus está presente em cada um deles, que os cuida e ama profundamente. Hoje, depois de quase um ano, essa semeadura – que muitos diziam ser uma perda de tempo, que não há mudanças possíveis – está dando frutos.

Um exemplo disso é o vínculo que têm com o Santuário de Tupãrenda, onde os primeiros domingos de cada mês vão encontrar-se com Jesus na Santa Missa de jovens, com ânsia de conhecê-lo cada vez mais.

IMG_6757-g

“Deixai vir a mim os pequeninos”

No Ano da Misericórdia, o Papa Francisco lembra que a misericórdia do Pai quer estar perto de quem mais necessita do seu perdão e é capaz de converter os corações. Aos que se encontram privados de sua liberdade lhes diz que cada vez que atravessem a porta de sua cela, dirigindo seu pensamento e a oração ao Pai, este gesto pode ser para eles a passagem da Porta Santa, porque a misericórdia de Deus, capaz de converter os corações, é também capaz de converter as grades em experiência de liberdade.

“Deixai vir a mim os pequeninos e não os impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se lhes assemelham” diz Jesus no Evangelho de Marcos. Muitas vezes esquecemos que os que estão no CEI são meninos, meninos que necessitam muito amor, carinho, proximidade. Como diria são João Bosco: “Não basta amar, eles devem sentir-se amados; apenas se um jovem se sente amado, apreciado, considerado, respeitado; então e só então poderemos chegar a seu coração e tirar o melhor que tem dentro”.

IMG_6790-g

Rumo ao Natal

“Agora estamos preparando o Natal na prisão”, comenta o Padre Pedro ao fazer chegar este relato a Schoenstatt.org. “São dias especialmente difíceis para os jovens que estão ali, e queremos alegrá-los com uns pequenos presentes e uma boa refeição natalina. Com isto estarão mais abertos para a mensagem de paz do Menino Jesus. Para poder fazer isto, as duas doações que acabamos de receber de usuários de Schoenstatt.org nos ajudam muitíssimo. Quero aproveitar esta oportunidade para agradecer de coração, especialmente a aquela benfeitora que não deixou seu endereço para poder agradece-lhe pessoalmente”.

Na audiência jubilar, o Papa Francisco disse aos schoenstatteanos de todo o mundo:

Verdadeiramente Maria é a que sabe transformar um antro de animais na casa de Jesus com uns poucos trapos e uma montanha de ternura. E é capaz também de fazer uma criança saltar no seio de sua mãe, como escutamos no Evangelho. Ela é capaz de nos dar a alegria de Jesus.

No CEI, Maria chama-se Sergio, Roberto, Regina, P. Pedro…

IMG_6922-g


 

Como doar?

Conta bancária em Paraguai

Banco GNB
Cta Nro. 001-065259-003
Congregación Padres de Schoenstatt

Conta bancária em Europa

Schönstatt-Patres International e. V.
IBAN DE91 4006 0265 0003 1616 26
BIC/SWIFT GENODEM1DKM
Uso previsto: P. Pedro Kuehlcke, Casa Madre de Tuparenda

Doações via Paypal


 IMG_6959-g

Original: Espanhol. Tradução: Lena Ortiz, Ciudad del Este, Py

Etiquetas: , , , , , , , , , , , ,