Colocado em 17. Agosto 2019 In Casa Mãe de Tuparendá, obras de misericórdia

Batismo, primeira comunhão e crisma na Casa Mãe de Tupãrenda

PARAGUAI, Ricardo Acosta e Maria Fischer •

“Eu te batizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”, disse o Pe. Pedro derramando a água na cabeça de um dos participantes do programa de reintegração social de jovens da CMT (Casa Mãe de Tupãrenda), que recebeu o sacramento do batismo, um sinal da vida nova e da misericórdia do Deus Trino. —

Seu nome é Antonio *. Sua madrinha Magdalena é a instrutora de costura. Longe, na Europa, ele tem outros padrinhos que rezam por ele e (doaram dinheiro, que para eles não estava sobrando porém sentiram que Antônio* precisava mais para poder cumprir seu programa na Casa Mãe de Tupãrenda. Nem de longe eles imaginaram o batismo de seu beneficiário ou a alegria que isso significa. Toda a família de Antônio * é de outra religião, mas ele decidiu ser batizado e insistiu que a cerimônia fosse antes de terminar um estágio no dia 1º de agosto. Sua família não viria, mas no final vieram sua mãe e sua irmã com o filho.

Claudio *, que recebeu o sacramento da Crisma, é afilhado de um paraguaio que esteve entre os primeiros a responder com um sim generoso ao pedido de ajuda quando a Casa Mãe Tupãrenda, em Maio, teve seus auxílio estatais cortados.

Dois Emilio * receberam a primeira comunhão. Um deles ajudado por um jovem casal da Suíça que conseguiu oferecer a coleta paroquial de 15 de agosto para essa intenção. O outro Emilio que recebeu a primeira Comunhão, é apadrinhado por um homem da Alemanha que entregou o arrecadado em um concerto de piano realizado em seu benefício.

“Não é somente com grande gratidão que recebemos as doações”, diz Ani Souberlich. “Nós admiramos a criatividade das pessoas e também amamos que, desta forma, a CMT seja mais conhecida.”

 

Catequistas voluntários

Todas as tardes de terça-feira, voluntários do movimento de Schoenstatt realizam um belo apostolado na CMT: eles ensinam a catequese aos participantes do programa que queiram e precisam receber alguns dos sacramentos, e finalizam com a celebração eucarística no santuário de Tupãrenda.

Portanto, a terça-feira de 23 de julho não foi um dia comum, já que terminou o tempo de formação de um grupo de quatro participantes com um batismo, duas primeiras comunhões e uma crisma. Juntamente com a família, amigos e funcionários do programa CMT, esta bela celebração foi realizada na capela da Igreja de Santa Maria de la Trinidad.

 

Celebração central e lanche

A mensagem central da celebração é resumida em fazer a vontade do Pai, como Maria e os irmãos de Jesus. “Não é um mal-entendido por parte de Jesus para com a mãe e seus parentes, mas os coloca como exemplo daqueles que fazem a vontade de Deus”, conclui o padre Pedro na sua homilia.

Após a cerimônia, todos os presentes foram para a Casa Mãe Tupãrenda para compartilhar um lanche divertido, celebrando desta forma o belo ato dos participantes de se alimentar na fé e crescimento espiritual dentro do programa.

A Espiritualidade, um pilar do programa

A espiritualidade dentro do programa desempenha um papel de liderança, pois contribui para tudo o que a CMT oferece aos participantes, além do desenvolvimento de habilidades sociais e formação para o mundo do trabalho.

 

 

*nomes fictícios

 

Doações (on-line momentaneamente possível somente via PayPal)



Para fazer depósitos do Paraguai

Family Bank 
SWIFT FAMIPYPAXXX 
Ponto de funcionamento 50 00408672 
Em nome de: FUNDAPROVA 
RUC 80079669-1

Para transferências bancárias de outros países

Nome: Schönstatt-Patres International e. V. 
IBAN: DE91 4006 0265 0003 1616 26 
BIC / SWIFT: GENODEM1DKM 
Uso pretendido : Padre Pedro Kühlcke, Casa Mãe de Tupãrenda

Original: Espanhol. 29 de Julho  2019. Tradução: Glaucia Ramirez, Ciudad del Este, Paraguai/Melissa Rossatti, Caieras, Brasil

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *