Colocado em 10. Agosto 2018 In Missões

Missionando em família com alegria

PARAGUAI, Johana Goodacre e Horacio Chávez •

Villa Oliva é uma pequena cidade do departamento de Neembucú, situado a 86 quilômetros de Assunção, capital do Paraguai, com 37.000 habitantes, em um território bastante grande onde as casas e famílias estão separadas em companhias. Com vários meses de antecipação preparamos os corações para as missões familiares em Villa Oliva. Com grande expectativa iniciamos nossa primeira missão, com um grupo de jovens e matrimônios que no total somaram 60 pessoas, alem do Padre Oscar Saldivar.

Chegamos dia 10 de julho a escola da cidade, onde reunimos toda nossa a logística para permanecer ali por seis dias até domingo dia 15. Para nossa família, os Chavéz, designaram uma companhia a 45 minutos de estrada asfaltadas e com alguns trechos de terra.

Com seis jovens ousados, bem cedo, no dia 11 de julho, saímos da escola em direção a companhia Estanzuela, sem imaginar com que nos depararíamos, levando quatro imagens peregrinas da Campanha do Terço. Antes de partir, todos missioneiros reuniram-se em uma roda, para a benção do envio. Ali o matrimonio Frutos nos recorda que devemos levar a imagem do altar familiar, a qual consiste em uma imagem da sagrada Família, que tenta resgatar a oração em família. É uma modalidade que trouxeram do encontro da Obra de Famílias do Equador. Ao terminar a conversa, com o coração alegre, cantando, iniciamos a viagem com espírito de missioneiro.

Saímos ao encontro das famílias do lugar

Pelo caminho passamos por uma linda paisagem. Deus já nos mostrava o presente da natureza, fauna e vegetação que encaminhava a algo lindo. Com seis graus de frio chegamos a Estanzuela e estacionamos frente a Capela San Blas e a um pequeno posto de saúde, onde nos recebeu a Sra. Cristina, enfermeira e responsável.

Nos dividimos em três grupos de missioneiros e saímos ao encontro das famílias do lugar. Nosso grupo, composto também por dois jovens e nossa filha de 6 anos, permaneceu conversando com Cristina. Na palestra, logo depois de ler o evangelho e orar pelas intenções que trazíamos no coração, comentamos que um matrimônio, a família Frutos, tem como apostolado dar um altar com a imagem da Sagrada Família e a Mãe àquelas famílias que estejam interessadas em rezar em família. Muito emocionada nos disse que é um presente de Deus que estejamos ali nesse dia, era justamente o que ela desejava em seu coração.

A grande surpresa foi que todas essas famílias humildes nos abriram sua casa e seu coração. Conversamos com eles e cada uma orava por alguma intenção muito especial; em sua maioria pelo trabalho, a família e a saúde.

 

É um presente de Deus e da Santíssima Virgem

No segundo dia de missão, o Padre Oscar Saldívar nos acompanhava e entregamos o primeiro altar a Sra. Cristina, quem o recebe na Capela San Blas com muita emoção. Agradecendo com lágrimas, comenta que a 27 anos, ela deixou a cidade para servir a comunidade de Estanzuela, que naqueles anos, era um lugar tão pobre, sem água, sem luz e com muita precariedade. Ela segue colaborando na construção de uma vida mais digna para os moradores deste lugar e afirma, que a missão e visita aos irmão, é um presente de deus e da Santíssima Virgem Maria.

Com muita alegria e amor, viveram-se as missões familiares de Villa Oliva, mas ao mesmo tempo com um grande compromisso de colaborar, na pós missão, afim de construir uma nação de Deus no Paraguai onde reinem a justiça, a igualdade e principalmente pelo amor de Deus nos corações de cada paraguaio.

Original: Espanhol, 21.07.2018. Tradução: João Pozzobon, Santa Maria, Brasil

Etiquetas: , , , ,