Colocado em 2016-03-27 In Missões

As Missões Universitárias Católicas 2016 já estão em caminho

PARAGUAI, José Argüello e Maria Fischer •

As MUC2016, as Missões Universitárias Católicas 2016, já estão em caminho. Em 22 de março – o dia dos atentados em Bruxelas – 956 jovens missionários, quase 300 a mais que o ano passado, se reuniram em frente à catedral de Asunción e em frente à rotatória, em Villarrica para sair a missionar em oito povoados durante esta Semana Santa.

10391670_710042145765843_6459761439920102660_n

Saem depois de uma preparação profunda e séria, a partir de seu próprio encontro com Deus, sabendo “que um missionário é, antes de tudo, alguém que se encontrou com Cristo ressuscitado. Alguém que experimentou em sua vida o Amor de Deus: no perdão de seus próprios pecados, na esperança de sua própria salvação e da vida eterna. Alguém em quem o Espírito Santo foi derramado e o faz exclamar: “Pai!”e o estimula à caridade, a amar Deus sobre todas as coisas e a amar nosso próximo “como Ele nos amou.”

Missão, antes de tudo e como seu nome o indica, é um “Envio”. Ser missionário é ser enviado, como Jesus na terra. Na sua oração ao Pai, Jesus diz: “Como Tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo” (Jo.17, 18).

Somos testemunhas do Ressuscitado “Vocês serão minhas testemunhas… até os confins do mundo”; “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc.16,15)”. (muc.org.py)

“Minha mais fiel companheira, Maria da minha vida, és o sol”

“Minha mais fiel companheira, Maria da minha vida, és o sol”, escreve uma missionária no twitter. Saem na companhia da Virgem Peregrina, a grande missionária. O “núcleo ardente” das missões são jovens schoenstatteanos, e como nos diz José Argüello, da Pastoral Juvenil da Campanha da Virgem Peregrina, “o mistério é a Peregrina, da qual todos se enamoram”.

“Chegou o grande dia! Tudo pronto para repartir esse amor que inunda nossos corações nos oito povoados e assim, desta forma, fechar este ciclo abençoado, com muita alegria! San Salvador, Iturbe, Gral. Garay, Buena Vista, Fassardi, San Juan Nepomuceno, Gral. Morínigo, e Caazapá já nos esperam!”, comenta um missionário em 22 de março, mochila numa mão e Peregrina na outra.

Por três anos consecutivos as MUC visitam os povoados; com as missões de 2016, se encerra o ciclo.

12890923_713079335462124_3758467530626459968_o

“Nunca imaginei que em alguns anos sentiria um carinho tão imenso por meu povo”

“No dia anterior sempre sinto muita emoção”, comenta outro missionário, na conta de Facebook das MUC2016. “É que durante todo o ano recebo bastante de Deus: bênçãos incontáveis e estes são os seis dias nos quais desde minha pequenez e pobreza procuro retribuir mesmo que seja um pouco disto. Ontem, de noite, lembrei quão nervoso me senti a primeira vez em que fui como tudo me parecia um mistério enorme; não sabia o que ia fazer especificamente, nem tinha ideia que pessoas compartilhariam comigo… Mas muito, muito menos imaginava que em alguns anos sentiria um carinho tão imenso por meu povo, os missionários e os que receberam as missões. Sei que em 2016 termina um ciclo, o que gera uma mistura gigante de emoções: por um lado já quero voltar ao que para mim é o melhor lugar do mundo, e por outro sei que é hora de ir fechando estes três anos. Mas depois olho as fotos, as cruzes que me foram dadas e vou compartilhando minha alegria com os amigos que ganhei e não posso evitar sorrir, porque me sentir um humilde instrumento de Deus, onde seja durante o tempo que seja ou para o que seja no final do dia eu sinto que é minha vocação: missionar onde Deus necessite de mim. Então é por isso que hoje, quando torna a me chamar, meu coração estala de alegria com cada hora que passa e se sente mais perto de viver as MUC uma vez mais.”

10649912_710717355698322_746192066208405644_n

A missão da minha vida

Jenny Sanabria: “Todo aquele que viveu uma Missão sabe que seu coração já não voltará a ser o mesmo, pois teve um encontro muito especial com o amor mais puro, que transforma, guia e transborda de alegria. Todo aquele que passou pela MUC, sabe que se é missionário para toda a vida!”.

Anahi Salinas: “No fim do dia eu sinto que é minha vocação: missionar onde Deus necessite de mim”.

As MUC estão caracterizadas pelo profundo sentido espiritual, marcado pela Semana Santa e pela cultura popular do Povo Paraguaio na maneira de passar esses dias, acompanhando a Morte de Jesus Cristo. O missionário é aquele humilde, que reconhecendo seus limites, confia que o Senhor lhe dará as forças e as palavras justas para transmitir a boa notícia; é quem valentemente decide lutar pelo Senhor e o Evangelho; é além disso quem por amor aos homens e a Deus entrega seu tempo em favor dos demais.

Original: Espanhol – Tradução: Lena Ortiz, Ciudad del Este, Py

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *