Colocado em 26. Junho 2015 In Missões

Missão Roma: “Deus convida-nos, sobretudo, a servir”

ITÁLIA – ROMA – PARAGUAI, Maria Fischer •

“Já entrei em contacto com M. e, a seguir, com C., o irmão dela está por aqui; trocamos informação e continuaremos a falar”, escreve Nico Prono, schoenstatteano paraguaio de 21 anos que, actualmente, está em Roma, menos de duas horas após a equipa de schoenstatt.org ter enviado um apelo de serviço solidário a vários schoenstatteanos em Roma que falam castelhano. O irmão de uma schoenstatteana chilena e a sua mulher estavam de férias em Roma quando ela adoeceu com gravidade e, teve que ser internada num hospital da cidade. “Obrigado pela tua mensagem. Claro que, me vou pôr em contacto com M. e, ajudo como puder…em Aliança Solidária”, escreveu quase, ao mesmo tempo, Pamela Fabiano da Juventude de Schoenstatt de Roma.” Um grande abraço e unidas na Aliança que se torna concreta, tanto, nas pequenas, como, nas grandes coisas”. Entre os dois e com mais outros amigos procuraram um alojamento mais económico para o marido, entraram em contacto com a sua angustiada família no Chile e, no dia 18 de Junho Nico e Pamela encontraram-se com ele na Praça de S. Pedro … Aliança de Amor real e eficaz.

“Deus convida-nos, sobretudo, a servir”, escreveu o Pe. Pedro Miraballes, Assessor da Juventude Masculina de Asunción, Paraguai, quando três jovens universitários se prepararam para deixar o seu país e as suas famílias, noivas e amigos para entregarem um ano das suas vidas à “Missão Roma”, uma das mais ousadas aventuras do Ramo, a aventura de evangelizar no coração da Igreja para fundar e fortalecer a Juventude de Schoenstatt local e, simplesmente, para estarem disponíveis para servir onde lhes for pedido: os jovens, os doentes, a Paróquia dos Padres de Schoenstatt… e para estes irmãos chilenos que, graças a eles viveram a força da Aliança de Amor Solidária.

Nico Prono, Braulio Heisecke e Jorge Ortiz, companheiros de grupo desde os seus começos na Juventude Masculina, estão em Roma desde Janeiro deste ano, têm a sua “sede” num apartamento perto da Paróquia dos Padres de Schoenstatt no Trastevere, a Paróquia dos Santos Padroeiros de Itália: S. Francisco e Santa Catarina.

Jorge decidiu seguir Microeconomia, Braulio optou por Física, Nicolas preferiu Instituições do Direito Privado, cada um, em Faculdades diferentes. Então, são alunos normais nessa única cadeira; a finalidade desta escolha não reside nos conceitos a aprender, mas, sobretudo, nas pessoas a conhecer. Evangelizam na Paróquia, no curso de italiano, na Universidade, através da sua presença, da solidariedade, do futebol, das canções, das refeições, da alegria, dos vínculos e da sua Aliança de Amor, procurando com espírito de missionários as “portas abertas” para semearem as sementes de Schoenstatt.

En el Mar de Ostia

A semente da Jornada Mundial da Juventude em Madrid

Muitas vezes, dizem, os grupos de vida da Juventude Masculina dissolvem-se quando os seus membros entram para a Universidade. Não foi o caso do grupo deles, quiseram esforçar-se para manterem o vínculo e conseguiram-no, em grande parte, porque procuraram uma tarefa missionária em comum. Agora, três, de entre eles, estão em Roma, evangelizando e, apoiados por três irmãos de grupo do Paraguai e, de muitos outros universitários que, formam o núcleo da “Missão Roma” com as suas orações, as suas contribuições ao Capital de Graças, as suas ideias, as suas vínculações. “Quando no fim do ano voltarmos para o Paraguai”, dizem, “integrar-nos-emos neste núcleo. É importante para o apoio espiritual e humano e, é importante para que, a sua entrega não se fique por alguma coisa só deles, pois chegarão outros missionários que continuarão e, levarão por diante o que eles semearam. “Talvez não sejamos nós próprios a ver os frutos do nosso trabalho”, diz Jorge. “Mas semeamos e sabemos que somos responsáveis pela sementeira”.

Semear. Quem semeou a ideia da “Missão Roma”? Foi o Pe. Alfredo Pereira, o Pope”, diz Nico. Esteve em Roma como seminarista e, pouco tempo depois da sua Ordenação no Paraguai regressou para trabalhar na Paróquia e, com a nascente Juventude de Schoenstatt de Roma.”Quando estive na JMJ em Madrid, em 2011, no encontro “Unanimiter” da Juventude Masculina, disse-me: Nico, temos que fazer alguma coisa pela Juventude de Schoenstatt de Roma”. Uma semente que caiu em terra fértil.

En la Piazza San Pietro

Não sabiam o que são as Missões

Um grande momento foram as Missões em Fusine, uma pequena aldeia do Valle de Zoldo no norte de Itália, uma zona turística muito conhecida daqueles que gostam da montanha, da natureza, da neve e do ski. Eram uns trinta jovens, entre alunos do liceu, universitários e famílias, todos próximos da Paróquia dos Santos Padroeiros. “Não sabiam o que são as Missões, como se evangeliza…mas, fizemo-lo com eles, do modo como nós conhecemos as Missões e, aprenderam a evangelizar, evangelizando…”, dizem. Pediram a uma das jovens que escrevesse um relato para schoenstatt.org. É um relato cheio de assombro, do “primeiro amor”. “Apaixonaram-se pela Mater, pela Aliança…”, comenta Braulio. Alguns dos jovens estão, agora, a preparar-se para selarem a Aliança de Amor.

A Paróquia e os dois Santuários de Schoenstatt, em Roma, são os locais de encontro. Uma tarde, por semana, os jovens rezam no Santuário Cor Ecclesiae, das Irmãs de Maria. Os três missionários fizeram um Retiro (e a entrevista para este artigo) no Santuário de Belmonte. As Missas da Juventude na Paróquia “não são como as Missas no Santuário Jovem, onde estão os schoenstatteanos e outros que convidamos, são Missas da Paróquia, mas têm alguma coisa de Aliança…”

Agora estão a preparar-se para a Peregrinação a Santiago de Compostela com outros jovens da Paróquia, e com a Capelania universitária de Direito de Roma Tre, da qual o Pe. Pope é o Capelão: o Caminho de Santiago, lado português. São 120 Kms de peregrinação de sul para norte, divididos em seis dias, desde Tuy até Santiago de Compostela, cidade galega que recebe, em cada ano, milhares e milhares de peregrinos de todas as partes do mundo que, empreendem esta aventura por diversos sendas e, com várias motivações, tanto religiosas, como, simplesmente, culturais, pessoais ou espirituais.

Somos instrumentos

“Já se completaram três meses desde a nossa chegada e, encontramo-nos no momento certo para começarmos a dar passos mais concretos na fundação da Juventude Masculina”, comenta Jorge.

“Já conseguimos uma vinculação com as famílias que frequentam a Paróquia e com os rapazes, nem vale a pena falar…um indício disso é que nos tenham permitido orientar a pequena equipa de futebol das crianças num torneio relâmpago contra outra Paróquia; lá chegarão as “lições” em como dar cotoveladas sem ser visto ou fingir uma falta, inventar um penalty e provocar uma expulsão, entre outras manhas do nosso folclore futebolístico.

Já podemos orientar momentos de reunião e fazer chegar uma mensagem ao público ao qual nos dirigimos; já conhecemos as ferramentas com as quais contamos e, as dificuldades conjunturais que se poderiam apresentar, só era preciso pormo-nos de acordo quanto aos pormenores do plano e executá-lo, confiando nos planos que Deus tem para nós e para esta missão. Estamos mais do que conscientes que somos instrumentos d‘Ele e, portanto, com muitas ofertas ao Capital de Graças, muita autoeducação e, um intenso cultivo do espírito, a nossa Mãe e Rainha marcará o caminho a seguir”.

“Correspondência”

Para manterem a vinculação com a JMU do Paraguai como, com toda a Família Schoenstatteana de lá, escrevem um boletim mensal chamado “Correspondência”.

Partilhamos aqui as três primeiras edições e, continuaremos a publicá-las em schoenstatt.org.

Feb MISION ROMA NEWSLETTER

Marzo MISION ROMA NEWSLETTER

Abril MISION ROMA NEWSLETTER

IMG_8328

Original espanhol: Tradução, Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , , ,