Nogoya, pesebre viviente

Posted On 2023-12-31 In Campanha, Projetos

Presépio vivo na Ermida de Nogoyá

ARGENTINA, Elsa García •

Mais uma vez, no dia 27 de Dezembro, realizou-se o “presépio vivo” na Ermida de Nogoyá (Entre Ríos). As crianças e os adolescentes do bairro da Ermida participaram com grande alegria e as crianças e as professoras da Escola Coral nº 3 “Jorge Mockert” da cidade de Nogoyá cantaram canções de Natal.

Nogoya, pesebre viviente

Nogoya, presépio vivo, Escola de Canto Coral

Todos os anos, no final das actividades do ano e perto do Natal, fazemos um presépio vivo onde as crianças do bairro representam todas as personagens do primeiro presépio de Belém, e as crianças com os seus professores de uma Escola de Canto Coral vêm cantar canções de Natal.

As crianças que se vêem nas fotos vestidas de anjos, são as crianças do enorme cartaz oferecido em Novembro passado às pessoas de schoenstatt.org, um cartaz intitulado “As crianças de Schoenstatt – Nogoyá, Entre Ríos”, com as impressões das mãos e os nomes das crianças que frequentam a catequese e o apoio escolar na Ermida. São as crianças e os adolescentes deste humilde bairro de El Chañar, a poucos quilómetros da cidade de Nogoyá, percorrendo caminhos de terra batida. São as crianças e adolescentes que nesta Ermida encontram uma Igreja Mãe que os apoia, fortalece e acolhe.

Nogoya, pesebre viviente

Nogoya, presépio vivo

Uma experiência do mistério do Natal

Esta celebração do presépio vivo é uma união do bairro de El Chañar com a cidade, uma união de corações. Após a representação do presépio, o Natal é celebrado com pizzas, bolos e sumos, num ambiente caloroso e familiar.

Foi um espetáculo maravilhoso onde se viveu o mistério do Natal com uma representação, cânticos e meditação. No final, os padres fizeram a sua bela reflexão e deram a sua bênção a todos os presentes. Foram momentos enormes de alegria, felicidade e gratidão; e como sempre, para expressar, como Maria: “A minha alma glorifica ao Senhor”.

Graças a Deus, ao Divino Menino Jesus, à Mater e a toda a comunidade, que tornam possíveis estes encontros para que a Igreja viva.

 

Colaboração: Tita Ríos, Miguel Ángel Rubio

Original: castelhano (30/12/2023). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Tags : , , , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *