Pozzobon

Colocado em 2020-12-19 In Campanha

Paraguai se une à divulgação do trabalho de João Luiz Pozzobon

PARAGUAI, Martín Pereira Ortiz •

A Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt começou há 70 anos e há 35 anos foi estabelecida no Paraguai. Neste sábado, 12 de dezembro, aniversário do nascimento de seu fundador, João Pozzobon, foi realizada uma reunião virtual através da plataforma Zoom para o encerramento anual das atividades da Campanha.  Com grande alegria que foi anunciada a fundação do Secretariado do Servo de Deus João Luiz Pozzobon no Paraguai, cuja missão é divulgar suas obras, estender sua fama e receber testemunhos, pedidos e orações dos fiéis locais para que contribuam para a causa de sua canonização. —

Do espanhol ao guarani 

Alguns desafios iniciais são: promover e quantificar as orações pela canonização de João Pozzobon, escrever material em espanhol e guarani que divulgue o grande trabalho feito por João Pozzobon, tais como folhetos informativos, revistas ou um livro. O material audiovisual também poderia ser traduzido para o guarani, que é o idioma popular do Paraguai, bem como documentar os valiosos testemunhos dos missionários paraguaios em relação a Pozzobon.

Foto: Gentileza de Ana Echevarría e Mercedes Bonorino, Vice-Postulação, Argentina

Um apostolado que se espalhou pelo mundo

Até agora, o único secretariado que promovia a causa de canonização de João Pozzobon [*] estava no Brasil, onde nasceu o iniciador da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt em 1950. Este pai de família, que ao longo de várias décadas andou cerca de 140.000 quilômetros carregando a Mãe sobre seus ombros e visitando famílias, escolas, hospitais e cadeias, conquistou quase todo o Brasil com sua Campanha. Perto do fim de sua vida terrena, conseguiu realizar seu grande desejo, de que a Campanha da Mãe Peregrina se tornasse internacional. Com a ajuda do padre Esteban Uriburu (1937-1998), a Campanha chegou primeiro à Argentina e logo a outros países da América Latina, aos Estados Unidos e finalmente à África. Até que na manhã de 27 de junho de 1985, João Pozzobon foi atropelado por um caminhão que não o viu atravessar a rua em meio a uma densa neblina em frente ao Santuário de Santa Maria. Poucas horas depois, faleceu este homem de Deus, já com fama de santidade em sua cidade e arredores.

A partir daquele momento, a Campanha da Mãe Peregrina se expandiu a uma velocidade surpreendente no Brasil e no mundo todo, com milhares de imagens peregrinas sendo fabricadas e entregues aos missionários, que se comprometeram a guardá-las como o próprio Pozzobon havia feito, para chegar a mais e mais famílias.

Pozzobon trabajador y padre de familia

Pai de família, pai trabalhador

Paraguai e Brasil trabalhando em estreita coordenação

Todas as ações que serão realizadas pelo secretariado de João Luiz Pozzobon no Paraguai serão coordenadas com as ações que são realizadas no secretariado do Brasil e intimamente vinculadas ao diretor nacional do Movimento de Schoenstatt no Paraguai e à Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt local, de tal forma que esteja imerso na estrutura do Movimento.

Com a confiança de que do Paraguai sairão contribuições valiosas que se somarão à canonização, sejam espirituais, informativas ou econômicas, invocamos a intercessão da Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt e do Espírito Santo para que guie os membros deste novo secretariado e, assim, sejam um reflexo de João Pozzobon e uma contribuição a toda a Igreja do Paraguai e do mundo.

Vila Nobre da Caridade

Pozzobon agente da mudança social: Vila Nobre da caridade

  • Nota do editor: Na Argentina, esta missão tem sido realizada há muitos anos sob o nome de Vice-Postulação, com a publicação de novenas, livros, panfletos, vídeos, cartões e com atividades para tornar conhecida a pessoa e a obra de João Pozzobon

Original: Espanhol (16/12/2020). Tradução: Luciana Rosas, Curitiba, Brasil

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *