Colocado em 2020-05-14 In Campanha

Viver o Rosário – uma oferta digital

ARGENTINA, Maria Fischer com Mercedes Bonorino e Ana Echevarría •

“Neste mês, é tradição rezar o Terço em casa, com a família”. As restrições da pandemia “obrigaram-nos” a valorizar esta dimensão doméstica, também de um ponto de vista espiritual…” Este convite do Papa Francisco, na sua breve carta a todos os fiéis para este mês de Maio em tempos de pandemia, motivou Ana Echevarria e Mercedes Bonorino, pioneiras da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, a oferecerem partes da brochura “Viver o Rosário.  Caminho de Aliança”, cujo núcleo é o discurso do Pe. José Kentenich em Villa Ballester, em 18 de Junho de 1949. Esta Homilia deu início ao Terço Iluminado e marcou a vida de um grupo de jovens famílias em Buenos Aires e o destino da Campanha da Mãe Peregrina. Além disso, mostra que a oração do Terço não é um acto meramente piedoso, mas sim um caminho de Aliança, com a exigência não só de o rezar, mas também de o viver. —

 

Mercedes Bornorino (esq.) e Ana Echevarría (dir.)

“Eu e o meu marido Guillermo ficámos muito impressionados com a proposta do Padre Kentenich. Ficamos surpreendidos ao perceber que a Aliança de Amor, o grande tesouro que a Mãe de Deus dá a partir dos Seus Santuários de Schoenstatt, pode ser vivificada simplesmente rezando, tentando viver e oferecendo os mistérios do Terço ao Capital de Graças. Sentimos que Deus nos chamava a uma missão: aproximar muitos outros desta forma simples e popular de Aliança”, escreve Ana Echevarría na introdução do livro, que contém uma melhor tradução desse discurso do Pe. Kentenich e as meditações dos mistérios escritas por Mercedes Bonorino, inspiradas pela sua irmã Ana Echevarría e baseadas noutros textos do Pe. Kentenich.

Um livro que saiu de um “confinamento”

Numa visita no ano passado à Argentina, poucos dias após o lançamento do livro, em Abril de 2019, foi-me dito que estes textos surgiram numa espécie de “confinamento” voluntário nas zonas rurais. “Ana não me deixou sair antes de terminar de escrever as meditações”, diz Mercedes com gargalhadas. Encontrámo-nos na apresentação da brochura, durante a Jornada Nacional da Campanha, em Florencio Varela e combinámos encontrar-nos em casa da Ana, para falarmos mais sobre o mesmo, e sobre o desejo de o tornar acessível, não só dentro da Argentina, mas também fora dela.

Encontrámo-nos alguns dias depois e à nossa frente estava o quadro pintado para a sala Seu João, no Centro Internacional de Belmonte, que há muito esperava (e ainda espera) ser levado e colocado no seu lugar. O quadro mostra a grande peregrinação dos missionários desde o Santuário até ao exterior, “até aos confins do mundo”, não só orando, mas vivendo um compromisso missionário que vem da vida de Jesus e segue os Seus passos, como discípulos missionários.

Agora há um link que dá acesso ao Terço com meditações que mostram João Pozzobon vivendo os mistérios, uma biografia do Padre Kentenich (no início do livro) e 2 vídeos de João Pozzobon.(ES)

Boa notícia: estamos a pensar em pôr à venda o livro para além das lojas dos Santuários de Schoenstatt na Argentina, via Amazon, como um E-Book. Informaremos quando estiver disponível.

Um caminho de rosas? Não tem nada a ver.

“Imaginem se Maria caminhasse hoje no mundo, acham que Ela caminharia por estradas semeadas de rosas? Pelo contrário! Quanto deserto Ela encontraria… Queremos tornar-nos pequenos milagres de rosas. Queremos ser e ajudar a formar pessoas que, segundo o exemplo de Jesus e da Santíssima Virgem, só querem dar alegria ao Pai e que, por isso, são uma bênção para muitas outras pessoas.

Pe. José Kentenich, 18/6/1949

Numa canção composta por uma schoenstatteana alemã, inspirada nesta palestra, canta-se:

 

O Teu amor dá-me diariamente muitas rosas,

e isso sustenta-me porque me torna Teu filho.

O teu amor também me traz dor e aflição

e envia-me para o arame farpado deste tempo.

Confiante na Tua palavra

Posso viver o que me prometeste:

Sê TU a minha rosa no meu arame farpado.

Hildegard Fischer, 2004

É disso que se trata.

 

Material oferecido (Todo em espanhol)

 

 Original: espanhol (10/5/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *